Acrimônia: Taraji P. Henson é a esposa vingativa do suspense

Acrimônia

Acrimônia: Taraji P. Henson é esposa vingativa do suspense

 

“Você não sabe o que ele me fez…”, diz Taraji P. Henson, protagonista de “Acrimônia” (Acrimony) indicada ao Oscar pelo filme “O Curioso Caso de Benjamin Button”.

 

Com direção e roteiro assinados por Tyler Perry (de “Madea – Reunião de Família”)

Acrimônia

 

O trailer apresenta uma mulher abalada e cansada de ficar ao lado de seu marido que continua a mentir e traí-la.

 

Na trama, Lyriq Bent interpreta o marido infiel e o elenco ainda reúne Danielle Nicolet, Jazmyn Simão, Tika Sumpter, Jason Vail e Ptosha Storey.

 

O filme é narrado principalmente por meio de flashbacks, com Henson recontando a história de como ela conheceu seu marido e todos os abusos que silenciosamente sofreu ao longo dos anos, antes de se tornar cruel e vingativa.

Sinopse-Acrimônia

Uma esposa fiel (indicada ao Oscar, Taraji P. Henson), cansada de ficar ao lado de seu marido desonesto (Lyriq Bent) fica furiosa quando fica claro que ela foi traída.

 

RESENHA CRÍTICA: ACRIMÔNIA (ACRIMONY)

Acrimônia pode se traduzir também como raiva, rancor, azedume, amargura. Sentimentos esses que temos realmente ao ver o filme.

 

• Por Rubens Ewald Filho

Sou admirador de Taraji Henson, já veterana estrela da série musical de TV Ritmo de um Sonho, famosa por Estrelas Além do Tempo, O Curioso Caso de Benjamin Button (que lhe deu indicação ao Oscar), e que resolveu aceitar este projeto por causa do prestígio do ator diretor roteirista Tyler Perry, que vive em Atlanta mas é péssimo intérprete e pior ainda como escritor.

Ela cometeu o erro de aceitar o papel em que ela, depois de duas cenas, uma em julgamento, outra falando para uma mulher fora de cena, passa praticamente meia hora fora de cena substituída por uma garota jovem desconhecida que toma seu lugar na trama. Que não podia ser mais exagerada e pior escrita.

 

Ela faz Melinda, uma mulher fiel e trabalhadora, que dá dinheiro para o namorado dela, depois marido, que passa a viver às custas da moça. Pior ainda as colegas tentam avisá-la que ele é mentiroso e ladrão, mas Melinda continua duvidando (quem é que gosta de uma heroína burra? Que não vê o evidente?).

 

O filme então só pode ir piorando, se tornando mais absurdo com elenco irregular (mesmo Taraji não dá certo) para ter uma conclusão muito boba e insatisfatória. O curioso de tudo isso é saber que o filme rendeu mais de 43 milhões de dólares, certamente endereçado as mulheres e fãs.

 

Mas é uma pena, por aqui não irá tão bem. Ah, para quem não sabe acrimônia pode se traduzir também como raiva, rancor, azedume, amargura e a própria acrimônia. Sentimentos esses que temos realmente ao ver o filme.

Acrimônia