Portuguese English Spanish
Segunda, 06 Novembro 2017 15:36

FILMES INDEPENDENTES GANHAM 50% DE DESCONTO NO NOW

Com curadoria do Filmmilier, 50 longas, entre eles filmes premiados e autorais

Estarão em promoção pela metade do preço na primeira quinzena de Novembro

 

Fã de cinema independente? Pode comemorar: de 1 a 13 de novembro, uma seleção de filmes independentes consagrados lançados em 2017, poderá ser visto pelo público por preços promocionais no NOW (R$ 5,90 para lançamentos do segundo semestre e R$ 2,95 os do primeiro semestre).

Na lista dos filmes selecionados pelo serviço de sugestão de filmes Filmmelier, estão longas que concorreram ao Oscar e que foram destaque nos principais festivais de cinema do mundo, como Cannes, Toronto, Veneza e Berlim, além de longas de diretores ovacionados e atuações incríveis e premiadas. Confira os destaques abaixo:

 

ALÉM DAS PALAVRAS, de Terence Davies

História de vida da celebrada poeta americana Emily Dickinson, desde a sua infância, quando era uma criança cabeça-dura, até a sua vida adulta solitária, onde a poesia era seu consolo. O filme conta com uma atuação marcante e elogiada da atriz Cynthia Nixon.

 

BELOS SONHOS, de Marco Bellocchio

Exibido na Semana dos Realizadores em Cannes 2016, último filme do consagrado diretor italiano, Marco Bellocchio, conta a história de um conceituado jornalista que sofreu uma perda irreparável quando criança: a morte a mãe. Agora ele precisa vender o apartamento dos pais e acaba confrontando seu passado e descobrindo a verdade.

 

DEMÔNIO DE NEON, de Nicolas Winding Refn

Concorrente à Palma de Ouro de Cannes em 2016, o polêmico filme do visionário Winding Hekf apresenta Jesse (Elle Fanning), uma aspirante a modelo que se muda para Los Angeles para tentar a sorte na carreira, mas acaba cercada por um grupo de mulheres obcecadas sua beleza que farão de tudo para conseguir o que Jesse tem.

 

EU NÃO SOU SEU NEGRO, de Raoul Peck

Dirigido pelo haitiano Raoul Peck, o documentário traça um paralelo sobre a questão racial nos Estados Unidos desde a década de 60 até os dias atuais e reflete como é ser negro no país. Narrado pelo ator Samuel L. Jackson, o longa, que concorreu ao Oscar 2017 de Melhor Documentário, é baseado em um livro inacabado do escritor James Baldwin, “Remember This House”.

 

EU, DANIEL BLAKE, de Ken Loach

Vencedor da Palma de Ouro em 2016, o premiado longa britânico conta a história de um senhor que é obrigado a parar de trabalhar por conta de um problema de saúde, mas se vê forçado a procurar emprego quando seu auxílio é interrompido. Na busca por trabalho, ele conhece uma mãe solteira, vivida pela atriz Hayley Squires, que também não possui condições financeiras para se manter, e eles passam a se ajudar.

 

INVASÃO ZUMBI, de Sang-Ho Yeon

Fenômeno da Coreia do Sul, grande sucesso dos cinema no Brasil, o terror traz a história de um vírus fatal que se espalha pela Coreia do Sul, transformando em zumbis todos que são contaminados. O pontapé da trama é um surto viral misterioso que deixa a Coreia em estado de emergência. Um vírus não identificado se alastra pelo país, transforma a população em zumbi e o governo coreano declara lei marcial.

 

 

MARGUERITE, de Xavier Giannoli

O filme é inspirado na história real de Florence Foster Jenkins, conhecida como “a pior soprano do mundo”. Nos anos 1920, a rica Marguerite Dumont (Catherine Frot) está convencida de que tem uma belíssima voz e organiza vários concertos privados em sua mansão. Ela é muito apreciada pela generosidade e pelas belas festas, mas ninguém tem coragem de dizer que Marguerite canta incrivelmente mal.

 

MELHORES AMIGOS, de Ira Sachs

Após a morte de seu avô, o reservado Jake, de 13 anos, se muda com a família para o Brooklyn, onde conhece o extrovertido Tony, de sua idade, e logo se tornam amigos inseparáveis. No entanto, o pai de Jake herdou o imóvel da loja de roupas da mãe de Tony, uma chilena solteira. Logo um sério conflito entre as duas famílias, por causa do custo do aluguel, colocará em risco a amizade dos meninos.

 

O APARTAMENTO, de Ashgar Farhadi

Ganhador do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, o filme acompanha um casal de atores, Ernad (Shahab Hosseini) e Rana (Taraneh Alidoosti), que tem que mudar de apartamento por conta de uma ameaça de desabamento. Vão morar em um apartamento emprestado, onde são surpreendidos por uma grande violência. O filme concorreu a Palma de Ouro no último Festival de Cannes, onde recebeu o prêmio de Melhor Ator para Shahab Hosseini e Melhor Roteiro.

 

O CIDADÃO ILUSTRE, de Gastón Duprat e Mariano Cohn

O filme apresenta a história de Daniel Mantovani (Oscar Martínez), um escritor argentino que vive na Europa há três décadas e é consagrado mundialmente por ter recebido o Prêmio Nobel de Literatura. Seus livros se caracterizam por retratar a vida em Salas, a pequena cidade da Argentina que nasceu e que não voltou a visitar desde que partiu com planos de ser escritor. Grande sucesso de crítica e público na Argentina e no Brasil.

 

PATERSON, de Jim Jarmusch

Aclamado pela crítica, o mais recente filme do diretor Jarmusch traz rotina e a melancolia como objeto central da trama. O longa retrata o dia a dia de um motorista de ônibus, vivido por Adam Driver, que nas horas vagas gosta de escrever poesia. O motorista e poeta mora com a namorada Laura (Golshigteh Farahani) e com um buldogue Marvin na pacata cidade. Enquanto a companheira é uma jovem que não sabe muito bem o que quer da vida, Paterson vive uma vida confortável, sem luxos, e com os pés no chão.

 

STEFAN ZWEIG, ADEUS EUROPA, de Maria Schrader

Inspirado no livro “Morte no Paraíso – a Tragédia de Stefan Zweig”, do brasileiro Alberto Dines, o longa mostra os anos de exílio do intelectual judeu. Zweig deixou Áustria, seu país natal, em 1934, tentando encontrar lucidez diante dos acontecimentos na Alemanha nazista e uma perspectiva de uma vida melhor no Novo Mundo – de onde nunca voltou.

 

UM HOMEM CHAMADO OVE, de Hannes Holm

Aos 59 anos de idade, Ove é o velho rabugento da vila, que muitos anos atrás foi deposto do cargo de síndico do condomínio, mas ele não liga para a destituição e assim continua a cuidar da vizinhança com punho de ferro. Quando a grávida Parvaneh e sua família se mudam para a casa do outro lado da rua e acidentalmente atingem a caixa de correspondência de Ove, nasce uma amizade inesperada. O longa concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2017.

 

 

Fonte cinemacao 

Deixe um comentário

Receba nossas atualizações e notícas

Todos os direitos reservados Portal Cultura Alternativa. Site por Alvetti.com