All for Joomla All for Webmasters

Conheça centros culturais alternativos em São Paulo

AlternativoFoto de divulgação - Produção Samba do Sol

Os centros culturais mantidos pela Prefeitura e pelo Governo, São Paulo tem atraído pessoas interessadas em locais alternativos e independentes.

Os espaços, sempre com uma pegada bacana e original, funcionam de forma colaborativa ou particular, fornecendo programação suficiente para ninguém ficar parado.

Imagina ter um local interessante onde possa conversar, trocar ideias, assistir uma peça ou filme e até trabalhar

 

  1. Centro Cultural Ouvidor 63

O espaço de ocupação artística na rua Ouvidor reúne eventos relacionados a arte e a cultura, agregando pessoas que queiram fazer parte do movimento. Shows, cursos gratuitos, vivências artísticas e peças teatrais são parte da programação.

Na pagina do Facebook tem um curso rolando, Programa História da Arte Online  MINI-CURSO 100% gratuito da “PRÉ-HISTÓRIA À ROMA ANTIGA”.

Centro Cultural Ouvidor 63

 

 

  1. O Farol

O Centro Cultural e Residência Farol é uma das unidades da ACEHU – Associação Assistência, Cultura e Educação Humana –, entidade sem fins lucrativos, que realiza projetos socioculturais em Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza e Goiás.

Também é uma porta para que jovens e adultos possam desempenhar papéis importantes na sociedade; para isso realiza atividades culturais, educativas e de voluntariado.

Centro Cultural O Farol

 

 

  1. Matilha Cultural

Centro Cultural autônomo localizado na região central de São Paulo. Arte, ativismo, meio-ambiente, proteção animal, parques, espaço público, cinema, exposições, tudo isso junto e misturado em um endereço só!

MATILHA CULTURAL Rua rego Freitas, 542, centro, são Paulo, brasil.

Faça seu evento na Matilha e contribua para a continuidade das atividades do espaço. Exposições, filmes, happy hours, debates, conteúdo, atitude. Todos são bem vindos, inclusive os humanos.

Matilha Cultural

 

 

     4. Casa das Caldeiras

Edifício fabril da década de 1920, construído para abrigar caldeiras vindas da Europa

O edifício foi restaurado em 1998-1999 quando então se revitaliza com um novo uso e volta a participar dos acontecimentos e do desenvolvimento da cidade, como um espaço especial para as celebrações e os eventos sociais, institucionais, artístico-culturais.

Casa das Caldeiras fica  Avenida Francisco Matarazzo, 2000 Agua Branca.

Casa das Caldeiras

 

Agnes Adusumilli

Cultura Alternativa