Festa Literária de Santa Teresa – FLIST

 Festa Literária de Santa Teresa – FLIST

Festa Literária de Santa Teresa – FLIST . Chega a 10ª Edição.

Festa literária vai homenagear a ilustradora Ciça Fittipaldi e fará tributos a Guimarães Rosa e Nelson Mandela

A Festa Literária de Santa Teresa – FLIST, nos dias 14 e 15 de abril, chega a sua 10ª edição como um ato de resistência cultural. Isso porque, depois de muitos anos, o evento não contará com qualquer apoio financeiro do poder público. A homenageada deste ano é a ilustradora paulista Ciça Fittipaldi que, em 2017, concorreu ao Hans Christian Andersen, o mais importante prêmio do mundo para a literatura infantil.

A FLIST 2018, no Parque das Ruínas, vai homenagear os 110 anos de Guimarães Rosa, fará um tributo aos 100 anos do sul-africano Nelson Mandela e vai comemorar os 50 anos do movimento artístico, cultural, político de 1968.

Entre os mais de 80 convidados estão confirmadas a diretora Bia Lessa, a nadadora Joanna Maranhão e o poeta Adilson Dias, sobrevivente da chacina da Candelária. Nas nove edições anteriores, a festa literária reuniu 1250 artistas e mais de 148 mil visitantes. A FLIST é organizada e promovida pelo CEAT – Centro Educacional Anísio Teixeira.

A FLIST terá inúmeras atividades gratuitas como contação de histórias, lançamentos de livros, tardes de autógrafo, apresentações teatrais e musicais e mesas de debate, entre outras atrações.

 A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, texto

 Festa Literária de Santa Teresa – FLIST – Ciça Fittipaldi

A paulista Ciça Fittipaldi é Mestre em Cultura Visual pela Universidade Federal de Goiás, é professora de ilustração e design editorial e consultora do MEC/PNUD para a Educação Indígena na área de Comunicação e Arte.

Como autora e ilustradora da Série Morená (Editora Melhoramentos), Ciça recebeu o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte, em 1986. Como ilustradora da Série Bichos da África (Editora Melhoramentos) recebeu o Prêmio Jabuti. Dessa fase possui obras traduzidas e publicadas para o México, Argentina, Venezuela, Alemanha e Estados Unidos.

Em 1990, recebeu o Prêmio Jabuti de Ilustração pelo livro Tucunaré (Editora FTD). Foi nomeada para o Prêmio Hans Christian Andersen em 1995, FNLIJ / Ibby e conquistou o Prêmio Jabuti de Ilustração, 2014, com o livro “Naninquiá, a Moça Bonita“, editora DCL. Indicada brasileira para o Hans Christian Andersen Award – Illustration, 2015/2016. Nos últimos anos, a ilustradora participou de exposições e feiras de livro em Bratislava, Frankfurt, Caracas e Bogotá, entre outras.

 Festa Literária de Santa Teresa – FLIST – Destaques

Entre os destaques está uma mesa de debate batizada de Sobrevivendo com arte, com as participações do poeta e diretor de teatro carioca Adilson Dias, sobrevivente da Candelária; a artesã goiana Milena Curado, que desenvolve um trabalho de bordados com presos, e o pernambucano Jorge Pereira, curador de eventos literários, conhecido por projetos usando fotos e poesias de detentas.

A ligação da literatura com a proteção à infância será debatida na mesa Não me toca, seu boboca! com as participações da psicóloga Amanda Viella, a autora Andrea Viviana Taubman e a nadadora Joanna Maranhão. A mediação será da educadora Emília Fernandes, diretora do CEAT.

Os contos de Clarice Lispector serão apresentados pela atriz Ester Jablonski. E, nas varandas do Parque das Ruínas, a Bottega das Artes vai apresentar seus bonecos especiais com etnias diversas e deficiências, estimulando um brincar lúdico e pedagógico e promovendo o social, a tolerância e o respeito pelas diferenças.

A FLIST 2018 será aberta no sábado, às 10h, com o lançamento do jornal Língua de Brincar. O cordelista Edmilson Santini se apresenta logo depois. O ator Jorge Pereira apresenta o espetáculo A idade da escrita, inspirada na obra de Ana Hatherly e Ingmar Bergman.

 Festa Literária de Santa Teresa – FLIST – Programação

As autoras Hélen Queiroz, Giulia Ramos e Letícia Brito debatem as histórias feministas e da mulher. A formação de leitores será o tema da palestra da autora Sonia Rosa. A ilustradora Luciana Nabuco fala sobre performance de ilustração e Vanessa Passos fala sobre Lygia Bojunga.

Os autores da Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil vão debater a importância das antologias literárias para autores e leitores.

O professor Flávio Sabrá (UFRJ), Doutor em Design, vai falar sobre os agentes sociais no processo criativo de produtos da cadeia

Entre as atrações estão o Atelier de artesanato de Cocco Barçante, o Projeto Cabocla, com os bordados da Cidade de Goiás, e o Mat e Mel – Projeto Mutação. A Geladeira Graffitada, com livros em seu interior, e a distribuição de lápis de escrever com sementes são outras atrações.

A literatura nordestina estará em destaque na FLIST 2018 com atrações como o espetáculo de cordel A Peleja de João Grilo e Chicó, com Edmilson Santini e Severino Honorato e o debate sobre a literatura cearense com as participações dos autores Paulo Henrique Passos, Marília Lovatel e Vanessa Passos.