Welcome to Cultura Alternativa   Click to listen highlighted text! Welcome to Cultura Alternativa
All for Joomla All for Webmasters

Galinho de Brasília e Cultura Alternativa juntos

Galinho de BrasíliaGalinho de Brasília, vamos botar este bloco na rua.

Galinho de Brasília e Cultura Alternativa juntos.

Galinho de Brasília e Cultura Alternativa juntos. O Galinho é nosso velho parceiro, amigo, participamos do carnaval do galinho há muitos anos. Este domingo, 04/02, a partir das 12 h, no Bar Brahma, com couvert a R$ 30,00 (trinta reais) que será todo revertido para ajudar no desfile deste ano e feijoada a R$ 45,50, a orquestra de frevo do bloco se apresenta no Bar Brahma.

 

Galinho de Brasília – Romildo

Romildo de Carvalho, amigo do Cultura Alternativa, comanda o galinho há vários anos com parceiros diversos. Amigo velho, ele e outros idealizaram o galinho. Quando o mesmo encontrava, salvo engano, na lanchonete Psiu da 203 Sul, eu e meu pai, o saudoso Professor Rao, participávamos. Tempo bom que não volta mais.

 

Meu pai é o Professor Bhaskara Rao, fundador da Escola de Geologia de Pernambuco, junto com a Professora Maria do Socorro, minha mãe. Dai a ligação com Pernambuco. Apesar de indiano, ele era um torcedor do timbú, meu time também, e amava Recife como ninguém.

 

Assim nasceu minha paixão por esse bloco que confesso, nos últimos anos cresceu muito e só tem minha participação no início, na concentração, antes de sair para o desfile. Depois fica muito cheio e não faz mais minha cabeça. Gostava mesmo era da frevioca, mas, hoje a tecnologia tomou com seus caminhões com vários decibéis sonoros, comerciantes na calçada, garotos embriagados dançando, meu tempo já foi.

 

Galinho de Brasília – 30 reais

Fico pensando em como o carnaval já era neste país sem verba e com amplos problemas, inclusive problemas que dão nojo a quem não é ladrão. O Brasil era um país tropical abençoado por Deus. Hoje: Que país é este? Uma vez desfilei no galinho cercado de policiais, tinha mais policial que folião. O circuito deixou de ser feito, pois, moradores das quadras reclamavam da altura sonora. Dois de 365 dias incomodam os moradores. Fazer o que? Na cidade onde a Lei do Silêncio acabou com a música em quase todos os lugares, pelo menos amanhã, domingo, vamos poder curtir o Galinho a partir das 12 h, a orquestra entra 14 h, e ajudar com 60 reais (20 dólares se contabilizarmos o dolar a tres reais), meu e da Agnes, e mais 60, dos nossos convidados Ana Evangelista e Elias Daher.

 

Chegaremos 12 h em ponto ao Bar Brahma. Será que devemos ir de Cabify ou Uber? Vou pensar. Mas, quero mesmo é que estes trinta reais ajude esta agremiação que tanto fez e faz pelo carnaval de Brasília a sanar, pelo menos, um fiapo de seus problemas financeiros. E que desfilem divulgando o frevo. Frevo que mora no meu coração e alma de Pernambucano. Frevo que fez a cabeça do meu querido indiano, o Professor Bhaskara Rao Adusumilli.

 

Parabéns Romildo e a todos que fazem esta agremiação, parabenizo-os, e espero que nossos leitores possam estar presentes no evento, ajudando o Galinho, e se emocionando com a orquestra de frevo desta agremiação. A cultura de Pernambuco e meu coração agradecem, bem como, a vida carnavalesca do Brasil.

 

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

http://culturaalternativa.com.br/

Click to listen highlighted text!