Welcome to Cultura Alternativa   Click to listen highlighted text! Welcome to Cultura Alternativa
All for Joomla All for Webmasters

História dos Festivais de Música no Brasil

História dos Festivais de Música no Brasil

História dos Festivais de Música no Brasil. Foi na década de 1960, que o Brasil passou por certo desenvolvimento em sua economia, logo, se consolidou por novos símbolos de modernidade.

No campo das artes, podemos destacar que essa renovação se deu justamente em relação à ascensão da televisão.

Como uma ferramenta nova de comunicação capaz de remodelar o comportamento e a relação do público com os bens culturais produzidos naquela época.

 História dos Festivais de Música no Brasil

 

Festivais de Música no Brasil

Você sabia que um dos primeiros ocorreu durante a festa da Penha no Rio de Janeiro, isso no início do século XX, sendo a escolha das maiores músicas feita por populares.  O que fez abranger ainda mais foi a chegada do rádio, logo se tornou um espetáculo.

1º Festival
Festival de Música Popular Brasileira 1965
Após o sucesso dos primeiros programas de TV voltados para a música, em especial Brasil 60, exibido na TV Excelsior e produzido por Manoel Carlos, Solano Ribeiro achou que era o momento de criar um festival brasileiro de música semelhante ao Festival de Sanremo.

Fonte Wikipedia

História dos Festivais de Música no Brasil
História dos Festivais de Música no Brasil

Festival de Música Popular Brasileira

Esse evento fez história no país. Os Festivais da Cancão que ocorreram de 1965 a 1972, promovidos pelas emissoras de TV tais como Globo, Record.

O surgimento da Tropicália  vem desta época de eferverscência politico e cultural.

Deste caldeirão musical podemos apontar Os Mutantes e cantores como Caetano Veloso, Tom Zé e Gilberto Gil.

E para ilustrar o que na época acontecia a música de protesto, como a de Geraldo Vandré, “Para Não Dizer Que Não Falei das Flores “, também conhecida como “Caminhando”

Que ficou em segundo lugar no 3º Festival Internacional da Canção, atrás de “Sabiá”, de Tom Jobim e Chico Buarque.

GERALDO VANDRÉ – “PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES” (AO VIVO)

3º FESTIVAL DE MÚSICA POPULAR BRASILEIRA – TV RECORD

A TV Tupi de São Paulo também na década de 60 realizou o programa “Hora da Bossa”, sendo produzido por Fernando Faro.

 

Redação Cultura Alternativa

 

As vozes femininas de Chico Buarque

Click to listen highlighted text!