Lute por seus direitos – Desabamentos em Brasília

Lute por seus direitos

Lute por seus direitos – Desabamentos em Brasília.

Lute por seus direitos – Desabamentos em Brasília. O Diretor-Presidente da Neves Filho Advocacia de Resultados, Dr. Robinson Neves, orienta a todos, sobre questões similares e relativas ao que ocorreu em Brasília: o desabamento do jardim de um prédio nos carros e o caso do viaduto do eixão.

 

 

Lute por seus direitos – Neves Filho Advocacia de Resultados

É uma empresa que atua em diversos campos. O Dr. Robinson Neves é nosso consultor no Cultura Alternativa e nesta matéria revela os direitos dos que tiveram seus carros destruídos e etc. Contato da Neves Filho Advocacia de Resultados: Neves Filho Advocacia de Resultados

Julgamento de Lula na Segunda Instância
Robinson Neves

Lute por seus direitos – Entrevista de Robinson Neves

 

Dr. Robinson Neves, obrigado por esta exclusiva para o Cultura Alternativa. Jardins em prédios desabando e acabando com carros, viaduto caindo, como o proprietário de um veículo destruído deve se portar se a seguradora não quiser pagar. Se não tiver seguro, a quem acionar? E no caso de um restaurante? Enfim….. Queremos orientar os que sofreram e sofrerão com essas agruras.

 

A questão que envolve a cobertura pelo seguro nesses casos já possui previsão legal e contratual. São cláusulas contratuais que excluem o ressarcimento por se tratar de caso fortuito e força maior. De fato, a imprevisibilidade dessas situações é enorme e leva às seguradoras a evitar o pagamento desses prejuízos.

 

Caberá no caso do Eixão, o ressarcimento pelo Distrito Federal, pois foi dele a negligência.

 

No caso do jardim do prédio, a responsabilidade é do condomínio. Mas, caso haja seguro feito pelo condomínio, que abranja casos como esse, haverá pagamento dos prejuízos dos carros perdidos pela seguradora e nos limites da apólice.

 

Tudo isso implica em discussões jurídicas ligadas a ato ilícito (imprudência, negligência e imperícia) do poder público e ainda, no caso do prédio, de quem construiu, contrato pelo condomínio. Quem contrata tem a culpa de eleger alguém para construir sem a devida vigilância.

 

No mais, realmente, o Poder público que não agiu com prudência, vai ter que ressarcir os prejuízos.

 

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

http://www.culturaalternativa.com.br/

LEIA TAMBÉM:

Julgamento de Lula na Segunda Instância, opinião de Robinson Neves

Julgamento de Lula

Escritórios de Advocacia DF, utilização de robôs para relizar o trabalho do escritório.

Correr, vivenciar o lado interior é ter saúde