Natal dos Araújos

Claydja Cabral, Aline Araújo e Agnes Adusumilli, no Natal dos Araújos

Originária do Rio Grande do Norte, esta família enriquece e engrandece o Brasil. Passamos o Natal com eles e foi mágico.

 

Venho escrevendo sobre esta família há algum tempo. Casei com uma pessoa que compõe a mesma, Agnes Araújo hoje Adusumilli, Editora do Cultura Alternativa. É uma família alegre, extensa e intensa em suas ações e magias. Tivemos a oportunidade, depois, de seis anos, se não me falhe a memória, de participar do Natal dos Araújos. Todo ano esta família faz um Natal com quase cem pessoas, norteado de alegrias, orações, emoções, enfim, tudo acontece neste evento

 

Weber Fadel e Albérlia Araújo

No ano de 2017 os anfitriões foram Weber e Alberlia, um casal que tem na filha Kalyla a manifestação humana do seu amor. Há um grupo que organiza o Natal, não sei quem compõe o mesmo, mas, sei que a líder Ileana Araújo Fraiman organiza de forma ímpar o evento. Ela lidera sob todos os aspectos. Diretora de uma creche, a João Augusto, é acostumada a organizar eventos e recepciona a todos com carinho. Weber, desta vez, falou palavras sábias no dia de Natal e foi aplaudido com o coração por todos. Todos cantaram, dançaram, e você pode curtir essa união num vídeo no final do texto.

 

Marlene Araújo

Marlene Araújo é a matriarca. A família compõe-se de treze irmãos, três (in memoriam) comemorando o Natal direto do céu. Ela nos recepciona como se mãe de todos fosse. Me senti seu filho nestes dois dias. Por sinal, nossa editora, Agnes Adusumilli, morou com ela durante um período, e outro detalhe, Ileana é sua filha. Seu olhar diz e dita como ela é especial. Vemos alegria, poesia, cortesia em todos os seus atos. Em momento algum ela crítica a quem quer que seja. Ele é infinita e abraça a todos e é tão singela que eu, considerado “agregado”, expressão que contesto, me senti seu filho, como já disse, nestas comemorações.

 

O espaço

O salão de festas que foi berço destas comemorações era lindo. Pé direito alto, todo climatizado, mobília de escol, todos sentiram-se muito bem. Cito a arquitetura para eternizar a forma como foi reservado. Segundo revelou Weber, um ano antes, mais precisamente dia 25 de dezembro ele reservou. Vejam que pessoa singular este anfitrião, queria que todos se sentissem únicos e afirmo, me senti único, valorizado e especialmente homenageado quando no final de sua fala, ele veio até mim e disse que lera comentário meu no Facebook e o mesmo tinha influenciado no conteúdo de suas palavras. Esse é grande amigo. No outro dia, as crianças puderam contemplar uma piscina e pudemos todos, agora conversando mais uns com os outros, pois, no dia anterior a dança foi a tônica, participar dos “restos de ontem , o famoso “RO” com grande alegria e singular comunhão.

 

Flores

Como forma de agradecimento pela forma cortês que nos recepcionaram, enviamos flores para embelezar a residência do casal anfitrião.

 

Fotos

Curta nossa página no Facebook e veja todas as fotos que fizemos: clique aqui

 

Vídeos

Veja abaixo os vídeos e sinta o clima da confraternização.

 

Primeiro a noite do dia 24 com cantos, orações e as sábias paralavras de Fadel.

 

Segundo a farra do RO “restos de ontem”.

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

Cultura Alternativa