Questionamento e Silêncio

Questionamento e Silêncio

Questionamento e Silêncio.

Questionamento e Silêncio. É como se eu questionasse meus eus, ou meus fantasmas, e no final, tudo terminasse em silêncio. Ai fico olhando em direção ao nada. Durante o dia, toda a objetividade na produção de pautas, à noite filmes e amor, mas, as vezes, silêncio e solidão.

 

Questionamento e Silêncio – Silêncio e Solidão

Costumo dizer que domingo à noite é um momento reflexivo, um momento onde o final de semana se cala, consequentemente o agito. Escrevo este texto na terça-feira de carnaval, depois, de cobrir o carnaval de Brasília, de ir a restaurantes, ai chega um momento onde tudo é silêncio.

 

E mesmo assim, quero me revelar para você, caro leitor, através deste texto, sem ouvir tua voz. Não haverá diálogo, mas, haverá questionamento e silêncio.

Questionamento e Silêncio – A Explosão e a Mesmice no Carnaval

A explosão é genial. Fui dançar duas vezes com o objetivo de fazer matérias para o Cultura Alternativa, cobrir algo que a Globo News com o time de jornalistas que possui, não cobrisse. E consegui, fiz uma matéria sobre o “concentra mas não sai”, gostei do carnaval deste pessoal.

 

Também ri ao ver a Globo News, tempos depois que o Facebook instituiu a transmissão ao vivo, solicitar vídeos para seus assinantes. Morri de rir de como a mídia tradicional está atrasada e agora está ensandecida alertando a todos para as redes sociais e a fakenews. Pois, a derrota é grande para estes veículos de comunicação (as redes sociais).

 

Agora a mesmice de ver as pessoas enaltecendo o carnaval nas suas cidades, dizendo de forma ufanista e aos gritos que o carnaval de tal lugar é o melhor. Lembrou diversos carnavais. A mesmice, a chatice. Isso se levado ao alto teor da reflexão, pode criar a deflexão. Mas, preferi rir com as besteiras e relevar, me tornando fácil de assimilar.

 

Questionamento e Silêncio – Novas Pautas

Passo o dia pensando em pautas novas, pois, creio que o Cultura Alternativa só vai vencer se descobrir este caminho. São, em média, 100.000 páginas visitadas por dia. A redação é pequena, não há reunião de pauta e muitos que colaboram, moram em outras cidades. Mas, tenho me virado e buscado atualizar minha percepção.

 

Tento trocar ideias com nossa Editora e Esposa, mas, percebo que ela não valoriza o que digo, acha que sou muito filosófico ou coisas do gênero. Então, neste silêncio, peço a você leitor, debata comigo as pautas, não puxe o saco nem brasa para sua pauta, mas, vamos discutir um caminho inovador para o Cultura.

 

É muito fácil você puxar sardinha para a sua pauta, se você é produtor cultural, assessor de imprensa, artista e etc. Quando fico refletindo, desejo que o Cultura seja um marco no jornalismo. Sei que para isso teria que contratar mais jornalistas, mas, hoje no Brasil os grandes veículos demitem, acabou o jornalismo que aprendi na UnB.

 

Portanto, procuro pautas nas leituras de vários veículos e em tudo que está ao meu lado, e que sinto, pode interessar ao outro.

 

Questionamento e Silêncio – Cafezinho e Borrifador

O cafezinho é para ficar acordado. O borrifador, atira água no meu rosto, buscando mais raciocínio e pautas intensas. Por vezes não acha. Além disso tenho que malhar e conduzir minha vida de forma a não me tornar um eremita. E creio consigo, mas, muitas vezes acho festas chatas, bem como, encontros diversos.

 

Agora sempre digo “vamos em frente sempre”, pois, na hora que parar de dizer isso, ai sim a crise será grande. E o que me ajuda muito é o fato de ter tido dois cânceres, ajuda e prejudica, pois, ao mesmo tempo que quero ser feliz o tempo todo, quero que o Cultura questione e seja questionado, informe e não erre, escreva seu nome no jornalismo nacional, e tudo isso desgasta.

 

Me ajude nas pautas, preciso de você e parafraseando a mim mesmo, encerro, dizendo: vamos em frente sempre.

 

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

http://www.culturaalternativa.com.br/

LEIA TAMBÉM:

Instituto Tomie Ohtake, exposição de Yoko Ono, estímulo ao questionamento

Falo e não sou ouvido

O Jovem Radical