All for Joomla All for Webmasters

Taxas de embarque nos aeroportos terão reajuste em fevereiro

A partir de fevereiro, viajar de avião ficou mais caro, as taxas de embarque nos aeroportos terão reajustes.

O  Governo federal autorizou o aumento das tarifas de embarque, conexão, pouso e permanência nos aeroportos brasileiros.

Os tetos das tarifas de embarque e conexão em voos nacionais foram reajustados em 4,58%.

Com o aumento, a tarifa máxima de embarque doméstico a ser paga pelos passageiros passará de R$ 29,90 para R$ 31,27. No ano passado, o reajuste tinha sido de 7,98%.

Os novos valores passarão a valer em 30 dias.

A tarifa máxima de embarque internacional, por sua vez, passará de R$ 115,64 para R$ 118,06.

O valor já inclui o adicional do FNAC – fundo setorial criado para fomentar o desenvolvimento do sistema nacional de aviação civil, que corresponde a cerca de R$ 60.

Os tetos das tarifas de armazenagem e capatazia de cargas foram reajustados em em 2,94%.

As tarifas em aeroportos sob concessão seguem as mesmas

Nos aeroportos administrados por concessionárias como o de Guarulhos (SP) e Galeão (RJ) as tarifas seguem inalteradas.

Segundo a Anac, a data de reajuste das tarifas dos terminais sob concessão são determinadas por contrato e costumam ser corrigidas entre maio e julho. Nos aeroportos administrados pela Infraero o preço doméstico passa para R$ 31,27 e o Internacional: R$ 118,06.

No aeroporto de  Guarulhos (SP) a tarifa do doméstico fica em R$ 29,53 e para bilhetes internacionais R$ 114,97.

Já Viracopos (SP) o Doméstico sai por R$ 27,97 e o Internacional: R$ 112,19.

Em Brasília o Doméstico é de R$ 28,03 e a taxa do Internacional: R$ 112,31.

No Galeão (RJ) a taxa do voo Doméstico: R$ 29,41 e o Internacional: R$ 114,79.

Em Confins (MG) o Doméstico sai a R$ 29,13 e a taxa do Internacional: R$ 114,28