Vendas do mercado livreiro fecharam 2017 com balanço positivo

Prêmio Rio de Literatura

Desde que o levantamento começou a ser feito, em 2013, é a primeira vez que um balanço anual mostra resultados positivos acima da inflação, segundo Ismael Borges, gestor da Bookscan Brasil.

As ações promocionais foram um dos principais impulsionadores dessa performance

O último período de 2017 foi positivo para o mercado livreiro.

Ajudando as vendas a fecharem o ano no azul.

A semana do Natal*** foi particularmente importante, ao apresentar crescimento de 16% em faturamento e 10% em volume em comparação à mesma semana de 2016.

Esse bom desempenho influenciou os números do 13º período*, que mostraram estabilidade no volume de livros vendidos (+0,24%), mas apontaram crescimento em valor (+4,97%).

Somado ao total de 2017**, o período* analisado (13T) contribuiu para que o acumulado do ano fechasse com aumento das vendas em volume (4,55%, que equivalem a aproximadamente 1,8 milhões de exemplares) e em faturamento (6,15%, correspondentes a cerca de R$ 100 milhões) – números superiores à inflação e à expectativa de crescimento do PIB.

“O mercado do livro tem muito o que comemorar. Desde que iniciamos a série histórica com o Bookscan, em 2013, este é o primeiro ano que vemos resultados financeiros positivos e acima da inflação.

As ações promocionais foram um dos principais impulsionadores dessa performance, pois os períodos com maior crescimento (3T e 9T) tiveram influência do aumento do desconto médio”, comenta Ismael Borges, líder da Nielsen Bookscan Brasil.

Esses são alguns dos dados do 13º Painel das Vendas de Livros no Brasil em 2017, divulgados pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e pela Nielsen.

Os números têm como base o resultado da Nielsen BookScan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados no país.

* T. Mercado – Período 13: 2016 (05/12 a 01/01/2017) x 2017 (04/12 a 31/12/2017)
** T. Mercado – Acumulado WK01 / WK52: 2016 (04/01 a 01/01/2017) x 2017 (02/01 a 31/12/2017)
*** T. Mercado – WK 201751 x 201651
Fonte: Nielsen | Nielsen BookScan

Metodologia
O objetivo da criação do Painel é dar mais transparência à indústria editorial brasileira.

A iniciativa da parceria entre o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) e a Nielsen disponibiliza para o setor dados atualizados que poderão contribuir nas tomadas de decisões por empresários de todos os portes.

Para a realização do Painel, os dados são coletados diretamente do “caixa” das livrarias, e-commerce e varejistas colaboradores.

As informações são recebidas eletronicamente em formato de banco de dados.

Após o processamento, os dados são enviados online e atualizados semanalmente.

Nielsen Bookscan é o primeiro serviço de monitoramento de vendas de livros no mundo, presente em dez países, e o resultado de seu trabalho é um forte instrumento de decisão para as editoras que trabalham com estes dados.

O SNEL divulga o Painel das Vendas de Livros no Brasil a cada quatro semanas.

SOBRE O SNEL – Criado em 1941, o Sindicato Nacional dos Editores de Livros tem como finalidade o estudo e a coordenação das atividades editoriais, bem como a proteção e a representação legal da categoria de editores de livros e publicações culturais em todo o Brasil.

Como representante da categoria editorial, o SNEL é filiado à International Publishers Association (IPA) e ao Centro Regional para el Fomento del Libro en America Latina y el Caribe (Cerlalc).

O Sindicato mantém articulações permanentes com diversas entidades, tanto governamentais quanto privadas, com o objetivo de fomentar a política do livro e da leitura no país. Para mais informações, visite o site www.snel.org.br.