A relação do medo e da insegurança com a queda da imunidade

A relação do medo e da insegurança com a queda da imunidade

A relação do medo e da insegurança com a queda da imunidade

O momento de pandemia pelo qual estamos passando faz com que sentimentos como tristeza, raiva e medo muito fortes façam parte do nosso cotidiano. A longo prazo, estes sentimentos criam um verdadeiro caos em nosso sistema hormonal e imune.

Essa cascata desencadeada pelo estresse, mais conhecida como “resposta de fuga ou luta”, é responsável, se não debelada, pela diminuição da nossa resistência natural interna, abrindo as portas do nosso organismo para não só doenças infecciosas, mas também para a piora de doenças crônicas e até mesmo para o aparecimento de novos problemas de saúde.

A relação do medo e da insegurança com a queda da imunidade

O palestrante Jean Rafael, cirurgião geral e coordenador da cadeira de Saúde e Espiritualidade da Universidade Federal de Alagoas, sugere que, para evitar isso, é preciso utilizar ferramentas que possam causar efeitos positivos no nosso corpo. Uma delas é a resiliência que, segundo ele, quando treinada, faz com que a gente se adapte à situação pela qual estamos passando.

A resiliência permite ao ser humano crescer em meio à adversidade, encontrando a saída e alcançando maior qualidade de vida em meio ao caos. Na saúde, já é comprovado que pacientes com o mesmo problema apresentam respostas diferentes: enquanto o paciente que ignora ou não acredita na própria capacidade de gerar resiliência se curva aos efeitos da doença, o paciente que conhece e aplica em si a resiliência reage com notável capacidade de recuperação. 

Outra dica é o exercício da gratidão que, segundo pesquisas de Neurociências, conecta áreas cerebrais que melhoram nossos sistemas hormonal e imune, nos levando a ver a vida sob outro ângulo, com uma perspectiva nova diante de tudo pelo que estamos passando. Sobre este sentimento, o Doutor Jean escreveu um livro que acaba de ser lançado com a missão de levar às pessoas conhecimentos que podem ajudar a enfrentar situações difíceis e doenças emocionais.

A relação do medo e da insegurança com a queda da imunidade

“A ciência da gratidão: Como prevenir as doenças da mente e aplicar o gerenciamento de estresse” (Literare Books International – 1ª. edição – 184 páginas– 2019 – R$ 34,90) mostra como este sentimento pode ajudar na carreira profissional, na saúde e nos anseios pessoais. Segundo o autor, a gratidão tem o papel de servir como fortaleza para o ser humano. A publicação traz práticas e reflexões necessárias para enfrentar os dias difíceis e prevenir pensamentos e ações desagradáveis. 

A relação do medo e da insegurança com a queda da imunidade

O palestrante Jean Rafael é médico cirurgião geral com residência médica pelo Hospital Universitário de Alagoas Professor Alberto Antunes. É professor do curso de Medicina da Ufal – Universidade Federal de Alagoas – Campus Arapiraca e mestre coordenador da disciplina Saúde, Ciência e Espiritualidade.

É pós-graduado em Ensino na Saúde pelo Hospital Sírio Libanês, em Auditoria de Sistemas de Saúde pela Faculdade Estácio de Sá do Rio de Janeiro e em Psicoterapia Transpessoal pelo Núcleo de Expansão da Consciência LUMEM. Possui certificação em Gerenciamento do Stress (ISMA – BR) e é treinador comportamental formado pelo IFT. Foi ganhador do Melhor Projeto de Recursos Humanos da Secretaria de Saúde do Estado de Alagoas em 2017. É autor do livro “A ciência da gratidão – Como prevenir as doenças da mente e aplicar o gerenciamento do estresse” (Literare Books International – 2019).