Alarme de incêndio dispara no Fairfield Inn Suítes na 33 Nova York

Fairfield Inn Suites

Alarme de incêndio dispara no Fairfield Inn Suítes na 33 Nova York.

O Cultura alternativa passou por uma experiência única na madrugada desta sexta-feira, 24 de agosto de 2018.

Eram precisamente 3h30 quando o alarme de incêndio do 22º andar disparou. Segundo informações que foram enviadas para todos os quartos, pelos funcionários da recepção, O corpo de bombeiros iria verificar a questão e todos deveríamos aguardar no quarto.

Imaginem… Um hotel em Nova Iorque repleto de pessoas de diversas origens, países e regiões. Falando línguas diversas, com costumes diversos. Obviamente, um breve caos se instaurou momentaneamente. Vários desceram, outros saíram com roupas de dormir pelo corredor perguntando o que havia acontecido, esses não entendiam a língua inglesa e assim a noite se desenvolveu uma série de reações que fizeram com que passássemos por uma experiência diferenciada.

 

Corpo de Bombeiros de Nova York – Rapidez

Fomos avisados do alarme de incêndio disparado no 22º andar por volta das 3h30 da manhã como já dito, cerca de cinco minutos depois, os carros do corpo de bombeiro haviam chegado ao hotel.  Uma competência de dar inveja. e o sistema de vedação das janelas não permitiu que escutássemos faz altas sirenes o tradicional corpo de bombeiro de Nova York.

 

Recepção do Fairfield Inn Suítes – Profissionalismo

A atitude profissional do corpo de funcionários da recepção foi ímpar. Com calma, informaram que o alarme de incêndio do 22º andar havia sido acionado, mas, solicitaram a todos que permanecessem no quarto aguardando maiores instruções.

Ficamos impressionados com corpo funcional do hotel. Mesmo assim, alguns hóspedes por não entender a língua inglesa, desceram para recepção e para se livrar do incêndio.

 

Tudo não passou de um susto – Fim

Por fim, tudo não passou de um susto, Mas serviu, para que sentíssemos o profissionalismo do corpo de bombeiros de Nova York, como também, do hotel.

Foi uma experiência única, que nos ensinou uma coisa, é fundamental que todos os brasileiros estudem a língua inglesa de forma básica e coêsa, em sendo assim, poderão se comunicar em qualquer lugar do mundo.

 

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

culturaalternativa.com.br