Como conciliar os estudos com as festas de fim de ano

Como conciliar estudos com as festas de fim de ano

Como conciliar os estudos com as festas de fim de ano


Preparação para concursos 2021: estudo e festas de fim de ano


Quem está se preparando para concorrer a uma vaga no serviço público enfrenta um dilema com o fim de ano: aproveitar os festejos desta época ou se dedicar à preparação para concursos 2021 como se nada fosse diferente.

Com a previsão de certames importantes para o ano que vem, como o da Polícia Federal que foi autorizado esse mês, os candidatos precisam manter uma rotina de estudo mesmo durante o Natal e Ano Novo.

E isso pode ser motivo de muita ansiedade e culpa. A palavra-chave é estratégia, com uma boa organização, dá para aproveitar a família e as comemorações sem prejudicar a preparação para os concursos de 2021.

Para ajudar nessa missão, o professor Décio Souza, especialista nas matérias de raciocínio lógico, matemática, estatística e gerenciamento de estudos de alta performance do IMP vai dar dicas de como se planejar nesse momento, afinal quem se dedicou o ano inteiro, merece sim ter momentos de relaxamento.

Para o professor, o importante é manter o foco e traçar um bom plano de estudos que contemple horas de lazer e de estudo.

“A estratégia é sempre o melhor a se fazer. Trace um plano de estudos com uma carga horária mais reduzida, baseada em revisões e resoluções de simulados.

Lembre-se que o descanso/lazer é necessário, mas não perca o foco do seu tão sonhado cargo público. Equilíbrio e constância é a chave de tudo”, explica.

Como conciliar estudos com as festas de fim de ano
Como conciliar estudos com as festas de fim de ano

Como conciliar estudos com as festas de fim de ano

Ritmo de estudos

É normal que o ritmo de estudos precise ser adaptado! Tenha tranquilidade, pois isso é natural. Mas compreenda que isso não vai influenciar na sua aprovação, o que aprova ou não, não é o que você deixa de fazer nessas duas semanas, mas sim o que você construiu e estudou o ano todo.

Portanto, a aprovação vem a partir do método correto, do melhor aproveitamento do seu tempo e da constância. Claro, que isso não permite o abandono total dos estudos.

É necessário mantê-lo, porque isso vai garantir que depois desse período, o ritmo mais intenso seja retomado com mais facilidade.

Fique de olho – Lista de Concursos 2021 em todo o Brasil:

Concursos 2021 e PLOA

Para o ano que vem, muitos concursos são esperados. Só no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) são previstas mais de 50 mil vagas a serem preenchidas em cargos públicos, sendo que 50.946 vagas são para o provimento e outras 2.165 serão criadas. Sem falar nos vários concursos que foram adiados por conta da pandemia de Covid -19. Muitos já estão autorizados e outros com pedidos enviados ao Ministério da Economia. 

Fique de olho – Lista de Concursos 2021 em todo o Brasil

Concurso MPU – o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2021 prevê 127 provimentos para o Ministério Público da União e o concurso segue como um dos propósitos da atual gestão.

Concurso DPU – a Defensoria Pública da União tem autonomia para realizar seu concurso sem precisar de aval do Ministério da Economia. Atualmente, a expectativa é que sejam criados mais de 800 cargos de nível médio e superior.

Concurso TCU – a estimativa é de que a publicação do edital aconteça em 2021 por causa da pandemia. As oportunidades são para a carreira de auditor fiscal de controle externo, cuja exigência é o nível superior. A remuneração atual é de R$17.371,38.

Concurso Senado – os preparativos para concurso Senado também foram suspensos em decorrência da pandemia, mas a Assessoria de Imprensa da Casa informou que, apesar da revogação da comissão, o concurso está mantido. Previsão de 40 vagas para policial legislativo e analistas de nível superior.

Concurso Ebserh – a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares realiza concursos todo ano e já iniciou os preparativos do próximo edital.

Concurso Ibama – o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis enviou pedido de concursos este ano, mas não informou o número de vagas nem a distribuição. A seleção está no radar do Governo Federal, após pressão de investidores por políticas ambientais mais efetivas.

Concursos da área Policial somam 10 mil vagas previstas

Concurso PF – o novo concurso da Polícia Federal pode ter autorização publicada a qualquer momento. São esperados cerca de 2 mil vagas na área policial. Há ainda previsão de um edital com vagas na área administrativa.

Concurso PRF – a Polícia Rodoviária Federal espera conseguir divulgar o edital ainda este ano. Mas mesmo se isso não for possível as provas ainda podem acontecer no primeiro semestre de 2021.Segundo o diretor, se o edital sair até fevereiro é possível que as provas aconteçam até junho. São esperadas 2.634 vagas de policial rodoviário, que requer o nível superior. Também há um pedido para preencher 138 vagas de agente administrativo.

Outros órgãos que pediram concursos à Economia para 2021

Concurso Bacen – o Banco Central enviou ao Ministério da Economia pedido para autorização de 260 vagas, sendo 30 são para técnicos, 200 para analistas e 30 para procuradores, nos níveis médio e superior.

Concurso Receita – a Receita Federal fez um pedido de concurso para preenchimento de 3.360 vagas efetivas nos níveis médio e superior. Dessas, 2.050 são para a área Tributária e Aduaneira e 1.310 para a Administrativa. As oportunidades são nos níveis médio e superior

Concurso Mapa – o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento reiterou o pedido de concurso Mapa para 2021. A demanda é para provimento de 280 vagas.

Concurso CGU – a Controladoria-Geral da União também enviou a sua demanda ao Ministério da Economia e agora aguarda o aval. O quantitativo de vagas não foi confirmado, mas os cargos pedidos foram: técnico federal de finanças e controle; e auditor federal de finanças e controle. De níveis médio e superior, respectivamente.

Concurso Tesouro Nacional – foi encaminhado pedido de 120 vagas de nível superior, todas para a carreira de auditor federal (antigo analista de controle e finanças – AFC). A remuneração inicial é de R$19.655,06.