Saiba como não sair da dieta com o inverno

Como não sair da dieta com o inverno

Como não sair da dieta com o inverno

Em meio a tantos arraiás e com a temperatura diminuindo, nutricionista dá dicas para não exagerar e prejudicar seus resultados

Dica de leitura – Má digestão pode atrapalhar desempenho nos treinos e dieta

Junho e julho, nestes meses duas coisas que favorecem aquela escapada da dieta: frio e festas juninas.

A poucos dias do inverno e em meio a tantos arraiás pela cidade, fica difícil se manter firme na alimentação saudável.

De acordo com o nutricionista Daniel Novais, a maior vontade de comer comidas gordurosas no frio tem explicação.

“Nosso corpo tem uma temperatura ambiente. No frio, ele trabalha mais para estabilizar essa temperatura, demandando mais energia e mais ingestão de calorias”, explica.

Como não sair da dieta com o inverno , Alimentos poderosos para a imunidade no inverno

Porém é preciso tomar cuidado, pois a maior necessidade de energia somada às tentações juninas podem resultar em vários quilos a mais. “Ninguém precisa se privar de nada, basta ter bom senso, e moderação e tentar fazer escolhas inteligentes.

Não faz sentido botar em risco o resultado de meses em alguns dias”, garante o especialista. Para acertar nas escolhas, Daniel dá algumas dicas.

Como não sair da dieta com o inverno – Drible a fome

Já que as festas juninas são sempre tão recheadas de quitutes de dar água na boca, o segredo é não sair de casa com fome. “Ir para esses lugares com o estômago vazio é uma armadilha.

São muitas opções, e estando com fome é maior a chance de querer comer tudo de uma vez”, explica o profissional. Logo, antes de sair de casa, é bom fazer um lanchinho.

Como não sair da dieta com o inverno – Um de cada

Os meses de junho e julho – muitas vezes até mesmo o de agosto – oferecem festas juninas todos os fins de semana.

Com isso, não é preciso comer todas as opções de comida em uma só festa. “O ideal seria escolher um tipo de comida salgada e uma sobremesa por festa.

Na próxima o cardápio pode ser variado e assim por diante. Basta segurar a ansiedade e apreciar a combinação que você escolheu”, indica Daniel.

Muita água

Mesmo comendo uma besteirinha ou consumindo bebidas calóricas, Novais garante que é importante não deixar a água de lado.

A água ajuda no funcionamento do intestino, aumenta o metabolismo e diminui a retenção de líquidos. Beber bastante água diminui os efeitos das comilanças juninas”, aponta.

Como não sair da dieta com o inverno – Escolhas inteligentes

Mesmo sendo conhecidas pelo teor “engordativo”, as festas juninas também oferecem opções mais saudáveis para comer.

“O milho cozido, o espetinho de frango ou carne, o cuscuz e até a pipoca são ótimos alimentos se consumidos de forma correta.

Se puder, o ideal é que se escolham esses itens em vez de cachorros quentes ou pastéis”, exemplifica o nutricionista.