Cuidado: dores no estômago podem representar doenças graves

dores no estômago

Dores no estômago? Você é daquelas pessoas que, após qualquer refeição, já sente aquela dorzinha chata no estômago e corre para tomar um antiácido? Cuidado: essa dorzinha pode representar algo bem mais sério.

Se você sente dores no estômago frequentemente, vá o mais rápido possível a um especialista.

Essa dor pode representar desde um refluxo até um câncer.

É normal quando abusamos na comida em um final de semana, uma festa, entre outras ocasiões, sentirmos desconfortos no estômago e todo aparelho digestivo em geral.

Evidentemente que o corpo vai estranhar a quantidade de carne ingerida em um rodízio, por exemplo. Ou aquela feijoada de sábado.

Quando esse desconforto começa a ficar mais frequente, não limitando-se em ocasiões especiais, mas no dia a dia, fique em alerta: pode ser que você esteja com alguma doença estomacal e é hora de investigar, ou seja, ir ao médico e fazer uma endoscopia.

Antes de listarmos as principais doenças estomacais, vale destacar que muitas são oriundas de uma bactéria camada “Helicobacter Pylori”, que é tratada com medicamentos específicos. Mas outros fatores também podem ser o causador das enfermidades, como vamos ver a seguir.

Dores no estômago – Doenças mais comuns

Gastrite – é a inflamação da mucosa que envolve a parte interna do estômago. É causada por mal hábitos alimentares. Abuso de álcool e fumo. O diagnóstico é confirmado pelo gastroenterologista por meio da endoscopia e exames complementares.

O tratamento da gastrite é feito com medicamentos e principalmente a mudança dos hábitos alimentares

Refluxo – acontece quando há má digestão. O anel entre o esôfago e o estômago falha e acontece o refluxo. Pessoas que tomam muito refrigerante e outras bebidas gasosas são mais expostas a este mal. A má alimentação, com frituras e gorduras também podem causar o refluxo.

O tratamento é semelhante ao dá gastrite: medicamentos e mudança alimentar.

Úlcera – São feridas na parede do esôfago, estômago ou duodeno. Além da infecção da bactéria já citada, o uso prolongado de anti-inflamatórios pode gerar este mal. O abuso de álcool também é um fator.

Em casos mais graves, a úlcera perfura a parede estomacal, causando dor muito forte, rigidez na barriga, e perda de sangue por meio de vômitos e pelas fezes. A pessoa que apresenta este quadro deve ser levada imediatamente para o hospital.

Câncer no estômago

Há também a possibilidade do desenvolvimento de câncer no estômago. Não há uma causa específica da doença, mas há o consenso entre os médicos na relação da infecção pela Helicobacter  Pylori e o consumo excessivo de sal, alimentos defumados e em conserva.

Se diagnosticado precocemente, a chance de cura é de praticamente 100% por meio da cirurgia da retirada do tumor. Entre os sintomas do câncer de estômago está a dor. Por isso é de extrema importância ir ao médico.

A𝓰𝓷𝓮𝓼 𝓐𝓭𝓾𝓼𝓾𝓶𝓲𝓵𝓵𝓲 – 𝓡𝓮𝓭𝓪çã𝓸 𝓭𝓸 𝓒𝓾𝓵𝓽𝓾𝓻𝓪 𝓐𝓵𝓽𝓮𝓻𝓷𝓪𝓽𝓲𝓿𝓪