Cultura Alternativa homenageia Tina Salimon

Cultura Alternativa. Mulher Ímpar.

Mario Salimon, seu marido, disse em Nova York “se eu tivesse dinheiro, dava a maior joia do mundo para Tina”

Hoje, enquanto dormia pela manhã, pois, sou um notívago trabalhador, recebi a informação do produtor musical André Trindade da passagem de Tina Salimon. 

Neste texto vou ser prosaico e poético, mas, vou ser verdadeiro e emotivo sob todos os aspectos.

Cultura Alternativa – Tina Salimon

Quando ocorre a passagem de gente famosa é fácil falar um pouco da biografia da pessoa.

Tina era professora do GDF, uma mulher única (sob meu olhar o pilar da família), brasileira de escol com opiniões fortes, lutadora que antes de partir realizou o sonho de no exterior morar.

Era esposa, companheira, amante e amada de Mario Salimon artista, irrequieto, intenso, cheio de emoções. 

Era o equilíbrio, a emoção objetiva, a magia na íntegra.

Que casal? Hoje, neste mundo em que todos se separam por qualquer motivo banal, este era um casal que viveu anos a fio um amor único.

Mulher Ímpar – Mario Salimon

Cineasta premiado. Músico inconteste, provavelmente o maior, ou um dos maiores cantores de blues da história de Brasília. 

Experimental, vide o show que fez antes de viajar para morar em Portugal, realizando meu sonho. 

Fotografo, vejam na “timeline” do Facebook dele, fez fotos lindas no país lusitano. Um olhar único sobre este país enogastronômico, arquitetônico, porta de entrada para os brasileiros na Europa.

Inteligente, informado e competente, sob todos os aspectos.

Intenso em opiniões, virtudes, enredos e segredos.

Com Tina, forte, firme, vivo.

Sem Tina, o tempo dirá, pois, os filhos aguardam deste mago, magia e poesia.

Como ele sempre disse “Anand Rao é um menino grande”. Sou mesmo, se não fosse, não escreveria este texto com pouca informação e muita emoção.

Não quero perder nunca meu lado infantil, apesar dos quase 60 anos, e quero homenagear sempre pessoas como Tina, antes, durante, e depois, da sua passagem.

Cultura Alternativa – Nova York

Neste encontro os protagonistas fomos eu, Mario e Agnes (minha esposa) foi há alguns anos e foi numa cidade apaixonante, uma cidade delírio.

Nos encontramos em um restaurante em Nova York, Mario tinha ido para lá sozinho, sem Tina, creio que pelo fator financeiro, não lembro.

Antes do nosso encontro, ele, com seu jeito intenso e extremamente diferente, havia dado 10 dólares, ou mais, ou menos, mas, era uma quantia expressiva para um mendigo e estava impactado com a questão.

Conversamos muito e eu sempre atento, observando seus ensinamentos, ouço: “Anand, se eu tivesse dinheiro, compraria a maior joia do mundo, a mais sublime, para dar para a melhor e mais incrível mulher do mundo, minha Tina”.

Essa frase foi dita depois de anos de casados e porque friso isso? Porque o relacionamento hoje é diferente, muitos casam e separam com  uma rapidez nunca vista.

Outra fato, um homem falar isso ou uma mulher, depois, de anos de casado, é sensacional, espetacular.

Esta frase me marcou, me encantou anos a fio e me encanta mais ainda na passagem de Tina.

Na verdade quando Mario e os filhos, os amigos, todos, lembrarem de Tina, ela estará viva e conosco, portanto, ela não passou, nem morreu, está presente, marcando e pontuando este texto e a vida de todos nós daqui pra frente.

Mulher Ímpar – Os Filhos

Conheço pouco as filhas que hoje estudam em Portugal. Devem ter talentos incríveis que herdaram dos pais e desenvolverão com assinatura própria.

Conheço um, Luiz Salimon, que faz filmes, é jornalista, faz fotos, e antigamente era mais doce, hoje é mais intenso em opiniões seguindo os passos do pai.

Tem um olhar único e luta dentro do país pelo seu amor e para vencer na vida.

Chamo-o de Príncipe e mora no meu coração. 

Me informou os últimos momento de Tina com palavras calmas, assustado apenas, pela rapidez com que o fato ocorreu.

Tina enfrentava um Tumor Maligno, mas, este não é o texto ideal para falar desta questão.

Cultura Alternativa – O Tempo é o Senhor da Razão

O que faço quando estou triste? Trabalho, produzo intensamente, para que minha mente fique a mil. Outro fator que tem norteado minha vida é viver intensamente, pois, tive dois cânceres e vi minha passagem perto, mas, estou aqui e se Deus quiser ficarei por longos anos.

E Mario? Como seguirá em frente. As frases comuns seriam: ele vai ficar bem, tem a família para cuidar. Outras: ele vai produzir muito. A tradicional: o tempo é o senhor da razão.

Só ele sabe o que está sentindo, o que seu coração pulsa, o que sua sensibilidade está lhe dizendo, só ele.

Nós sabemos que ele é um grande artista e jornalista, o que acontecerá? 

Espero que nasçam momentos intensos em prol da vida, da arte, da família e do jornalismo.

Espero que sinta que Tina está aqui, viva, em todos os momentos que lembrarmos dela.

Espero que saiba se encantar e encantar a segunda fase da sua vida, uma fase onde ele terá que ser mais sábio do que já é, terá que nortear e pautar suas ações de um novo jeito, um jeito que ele vai ditar.

Mulher Ímpar – Poema para Tina

𝑀𝓊𝓁𝒽𝑒𝓇 Í𝓂𝓅𝒶𝓇 – 𝒫𝑜𝑒𝓂𝒶 𝓅𝒶𝓇𝒶 𝒯𝒾𝓃𝒶

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

𝐻á 𝓊𝓂 𝒸𝑒𝓇𝓉𝑜 𝑒𝓃𝒸𝒶𝓃𝓉𝑜 𝓅𝑒𝓇𝒹𝒾𝒹𝑜

𝐸 𝓊𝓂 𝒸𝑒𝓇𝓉𝑜 𝑒𝓃𝒸𝒶𝓃𝓉𝑜 𝓃𝒶𝓈𝒸𝑒𝓃𝒹𝑜

𝐻á 𝑒𝓁𝒶 𝓁á 𝑒 𝒶𝓆𝓊𝒾

𝐻á 𝓈𝑒𝓊 𝑜𝓁𝒽𝒶𝓇, 𝓊𝓂 𝒷𝑒𝒾𝒿𝑜, 𝓊𝓂𝒶 𝓁𝑒𝒾𝓉𝓊𝓇𝒶 𝓃𝒶 𝓈𝒶𝓁𝒶

𝐻á 𝓉𝓊𝒹𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝓈𝑒 𝒽á

 𝒩𝓊𝓂𝒶 𝓂𝓊𝓁𝒽𝑒𝓇 𝓈𝒾𝓃𝑔𝓊𝓁𝒶𝓇. 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

𝐸𝓁𝒶 𝓆𝓊𝑒 𝒶𝓆𝓊𝒾 𝓂𝓊𝒾𝓉𝑜 𝒻𝑒𝓏

𝑀𝓊𝒾𝓉𝑜 𝓁á 𝒻𝒶𝓇á

𝒪𝓃𝒹𝑒 𝑒𝓁𝒶 𝑒𝓈𝓉á?

𝒯𝑜𝒹𝑜𝓈 𝓈𝒶𝒷𝑒𝓂𝑜𝓈 𝑒 𝓃ã𝑜 𝓈𝒶𝒷𝑒𝓂𝑜𝓈

𝒫𝑜𝒾𝓈, 𝑒𝓁𝒶 𝓈𝑒𝓂𝓅𝓇𝑒 𝒻𝑜𝒾 𝓉𝓊𝒹𝑜

𝒯𝑜𝒹𝑜𝓈 𝓈𝑒𝓃𝓉𝒾𝓂𝑜𝓈 𝑒 𝓃ã𝑜 𝒹𝑒𝓈𝒾𝓈𝓉𝒾𝓂𝑜𝓈

𝒟𝑒𝓁𝒶 𝓁𝑒𝓂𝒷𝓇𝒶𝓇. 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

𝐻á 𝑜 𝒶𝒻𝑒𝓉𝑜 𝓃𝒶𝓈 𝓂ã𝑜𝓈

𝐻á 𝑜 𝒸𝒶𝓇𝒾𝓃𝒽𝑜 𝑒 𝓅𝒶𝒾𝓍ã𝑜

𝐻á 𝒶 𝓈𝒶𝓊𝒹𝒶𝒹𝑒, 𝑜 𝓂𝒶𝓇

𝐻á 𝒶 𝓇𝒶𝓏ã𝑜 𝑒 𝑒𝓂𝑜çã𝑜

𝐸𝓂 𝓉𝑜𝒹𝑜𝓈 𝓆𝓊𝑒 𝒶𝓆𝓊𝒾 𝒻𝒾𝒸𝒶𝓇𝒶𝓂

𝐸𝓂 𝒯𝒾𝓃𝒶 𝓆𝓊𝑒 𝓁á 𝑒𝓈𝓉á. 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

𝒯𝒾𝓃𝒶 𝒻𝒶𝓈𝒸𝒾𝓃𝒶 𝓅𝑜𝓇 𝓉𝓊𝒹𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝒻𝑜𝒾

𝐸 𝓅𝑜𝓇 𝓉𝓊𝒹𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝓈𝑒𝓇á.

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

Com os olhos marejados, mas, intensos e determinados