Delírio em São Miguel dos Milagres

Delírio em São Miguel dos Milagres

Delírio em São Miguel dos Milagres

A sensação é de estar trafegando entre arrecifes e horizontes e palavras, nada se cala em meu coração, tudo fala, inclusive os beijos dados nas bocas dos peixes e dos corais.

A sensação é de enlouquecer perante o horizonte, horizonte infinito, horizonte petrificado na casa de Djavan, compositor brasileiro que tem uma residência aqui e não reside.

A sensação é de sentir o infinito que mora em mim e quando você sente o infinito você não se basta, algo falta, menos água, é tanta água que bate até no céu, mar de corais meu mel.

Não quero mais desembarcar dessa loucura, embarcado em seco, quero ser louco como louca é a palavra que nasce do meu coração e não se cala e não discursa, apenas é.

E uma reserva me preserva, uma reserva ecológica que faz-me lembrar que ainda existem metas, matas  lindas, incomensuráveis, apesar dos nefastos que governam.

Há ecologia que faz um revoar de andorinhas entre águas, entre ondas, entre cílios tão belos do olhar de Agnes que se agacha plena feminina, gata intensa para fotografa-las.

No restaurante No quintal, condimentos e alimentação a apaziguar o mais Irrequieto dos seres humanos com o sabor.

Nas estradas de terra, morros entrecortados, entre plantações existem olhos multicores de corpos femininos que caçam o meu olhar.

Djo é o sorriso da mulher nativa que trabalha na pousada taipa dos Milagres, em sendo assim, vejo que há neste litoral de matas preservadas trabalho e é neste trabalho de servir ao próximo que os nativos viajam mundo afora, no coração e na amizade dos clientes, das palavras que escutam, dos sentimentos que perpetuam.

Ruelas, pequenos mercados, disputa de preços, motos incessantes, lado a lado, oferecendo passeios para as piscinas naturais, o peixe boi, e por aí a nave não aterriza vai.

Este país é turismo inimigos de Brasília.

O turismo é tudo em muitos países do mundo e aqui é apenas um Ministério sem verba.

A maior riqueza do Brasil é o turismo isso precisa ser descoberto.

Não consigo compreender este tipo de falta de investimento, o país é puro turismo e a internet e hoje tanto difunde e eterniza dólares mundo afora nesta região é uma bosta.

A internet é berço de ouro para todos os turistas do mundo e o sinal está fechado para ela na rota ecológica de Pernambuco e Alagoas.

Escutando músicas hostis o amáveis é nesta rota que descobri uma nova vida, a vida de contemplar a natureza, a vida de ser rio  ou canal, um aconchego que chega nas piscinas naturais, Cios translúcidos dos corais.

Descobri a vida é ser flor no meio do mar.

E homenageio Márcio o que anda 10 km de bicicleta, humilde, gentil, que cuida dos jardins, de mim e das piscinas.

Leve-me Marcio e me encante pois em cada canto deste país há a esperança vinda da sua gentileza e da sua furtiva competência.

Mar cio que transa comigo sou pleno delírio em São Félix dos Milagres.

ANAND RAOAnand Rao

Editor do Cultura Alternativa