Diário de um homem inquieto – 18 de Maio de 2020

Diário de um Homem Inquieto - 18 de maio

Diário de um homem inquieto – 18 de Maio de 2020

O diário de um homem inquieto está sendo inconstante.

Diversos são os sentimentos que têm contribuído para esta inconstância.

Além da revolução arquitetônica caseira, que tem nos deixado muito excitados e felizes, há outros sentimentos que comprometem nosso dia a dia.

Por exemplos, as notícias sobre a forma como o Brasil está atacando a Pandemia, é lastimável e incompreensível.

Só nos cabe orar sobre esta questão.

Leio a matéria

View this post on Instagram

Diário de um homem inquieto – 18 de Maio de 2020

A post shared by Cultura Alternativa (@cultura_alternativa) on

Diário de um homem inquieto – 18 de Maio de 2020

Insônia

São muitos os sonhos, pesadelos, que contribuem para os momentos de insônia.

Além da revolução caseira, existe a vontade de escrever contos, crônicas, poesias e um romance.

A preparação e agendamento das “lives” ao vivo.

A dedicação à música, harmonia, ritmo, melodia e letra, que está no momento hibernando.

A dedicação às matérias do Cultura Alternativa que não obedecem a uma rotina por nossa culpa.

É uma enxurrada de momentos e sentimentos que nos levam à insônia.

Último Fim de Semana da antiga cozinha

Retiramos a geladeira e o freezer, eu e Agnes, só nós dois, um time unido.

É bem verdade que ela fica elétrica durante o trabalho e isso me estressa.

Mas, na minha calma e ritmo, fizemos tudo que estava ao nosso alcance e fiquei com dores em diversas regiões do corpo.

Quase meia noite, depois, de tudo retirado, me emocionei lembrando dos diversos momentos que passei naquela cozinha.

Ela é do período da minha mãe. Foi e está sendo difícil o rompimento com o passado, mas, é necessário.

Fizemos tudo juntos, sem a ajuda de terceiros, e isso, foi bastante interessante para nossa união e relação.

Não há mais parentes, todos estão ausentes e só existe ela para mim.

Hoje a cozinha se foi, os armários embutidos foram retirados, enfim, tudo está por sair, chegou o momento de dar uma guinada e peço a Deus que tudo dê certo e está dando.

Não estamos sendo acompanhados por arquitetos e engenheiros e isso fez com que a força de trabalho se unisse entre marcenaria e pedreiro.

Espero que dê tudo certo.

Nossa sala parece um arquivo.

Pegamos autorização com o síndico, falamos com a vizinha do andar de baixo, a vizinha do mesmo andar e o vizinho do andar de cima que é nosso querido amigo.

Na verdade, todos são amigos, e sabem do nosso respeito às regras.

É difícil internamente, mas, chegou o momento de mudar.

Hoje ao retirar os armários vimos os azulejos engordurados, o tempo é implacável.

Vida que vem e vai, é preciso respeitar e vivenciar os sonhos com relação ao futuro e esquecer, ou pelo menos, administrar o passado.

Diário de um homem inquieto – 18 de Maio de 2020

Amarildo, o marcineiro

Amarildo deu um show hoje por aqui.

Ele é um grande profissional, mas, assim como eu, é emotivo.

Hoje ele arrasou, estava implacavelmente disposto a resolver tudo, e resolveu.

Está com nossa cozinha na cabeça.

Fiquei impressionado com seu poder de liderança.

Comida

A partir de hoje tudo será solicitado via Ifood ou Uber Eats.

Vamos nos tornar craques nesses veículos, como também, ver as inovações feitas pelo Duo Gourmet.

Tomaremos todos os cuidados quando os produtos alimentícios chegarem.

Como estamos tomando todo o cuidado com relação aos trabalhadores que estão fazendo a reforma.

Estamos focados sob todos os aspetos.

Diário de um homem inquieto – 18 de Maio de 2020

Final da tarde

Veja fotos da cozinha hoje.

https://www.dropbox.com/sh/l4qhhd1yh78cdw4/AABiDxgvlXnQbeL5aCNfe8XWa?dl=0

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa