Diário de um homem inquieto – 30 de Abril de 2020

Diário de um homem inquieto de 30 de Abril de 2020

Diário de um homem inquieto – 30 de Abril de 2020

Vamos em frente

Na primeira hora do dia 30, conversamos com a pessoa cuja a filha teve uma recidiva agressiva do câncer.

O marido dela e minha esposa não conseguiram dormir devido à hora.

Falamos ao telefone por muito tempo e falei alto para passar energia e força para ela.

Sei o que ela está passando e terei que ajudar sempre e a hora preferida será a noturna quando ela precisar.

Espero que nossos companheiros nos entendam.

Como passei o dia arrumando o escritório, veja o diário do dia 29, o único momento que tive para conversar foi no fatídico horário que atrapalhou o sono da minha mulher.

Amo a madruga, silêncio na rua e falas intensas, até gritos, no meu interior.

Vamos em frente sempre e vamos vencer o câncer sempre, caros leitores.

Fé e determinação sempre.

Piantella

Outro fato importante da madrugada foi a informação da falência do Piantella.

Um amigo tinha me enviado há alguns dias foto com faixa na porta dizendo que o espaço onde o restaurante se situa estava disponível para ser alugado.

Meu padrinho era político e frequentava o Piantella. Minha madrinha sempre falava da foto dele na parede. No Piantella foram realizadas várias conversas importantes para os rumos da política nacional.

Foi grande o sentimento de saudade e tristeza que senti.

Diário de um homem inquieto – 30 de Abril de 2020

Pés desconfortáveis

Como sai um pouco do regime, os pés nesta maNhã de quinta amanheceram desconfortáveis.

Pegamos um massageador e passamos neles, bem como, no corpo.

A melhora foi mediana.

Estou com sono ou não

Vez por outra minha mulher diz para mim que vivo em dúvida.

É uma verdade, apesar de agendar caminhos deixo a vida me levar.

É isso é uma verdade.

Estou com sono no momento ou não?

Não sei, vamos ver, a vida dirá.

Stories

Hoje, no terceiro dia do Diário de um Homem Inquieto, saímos no stories, mas, sem o link para que todos possam ler o diário arrastando o post para cima.

Estamos na luta.

Vamos conseguir divulgação dos diários do mesmo jeito que a segunda sem carne.

Fique atento para as diversas informações nos diários.

Diário de um homem inquieto – 30 de Abril de 2020

Primeira Parte da Malhação

A primeira parte foi uma caminhada de 40 minutos aproveitando os maiores índices de testosterona que é de manhã.

Acordei cedo, fui mago, dormi, acordei às 10h30m fiz o café dentro do regime, tomei dois pote de ristretto e a malhação de 40 minutos, aeróbico, foi intensa em 6.0, demais.

E foi com a Paula Varejão e alguns dos vídeos que vi seguem abaixo:

Peixe na Rede de novo no almoço

O almoço foi um Peixe Tilápia com molho de queijo e banana e legumes no vapor e na manteiga.

Descobri este prato ontem quando a linda Agnes pediu e resolvi pedir hoje. Um verdadeiro espetáculo.

Amanhã quem sabe experimentarei o que está no link abaixo do Instagram do Peixe na Rede.

Medo, Kalunga e Mercado

Saiu para um Supermercado que inaugurou na 406 Sul.

Mascaras no rosto e coragem, esquecida no fundo do peito, medrosa, mas, fomos.

Passamos no Kalunga e compramos dois suportes para monitor com gavetas para servir de base para minha tv, não sei se será possível fazer os armários com Amarildo.

Imaginei quanto tempo vamos ficar com medo, como isto vai ficar.

Achei que só um caixa no Malunga é pouco, ficamos uns 20 minutos na fila.

Mas, a loja está aberta.

O Supermercado foi o Hortifruti da 406 Sul, sempre vazio e gostoso, mas, a padaria é pior que a do Oba na nossa concepção.

Diário de um homem inquieto – 30 de Abril de 2020

Jazz Day

Hoje foi o Jazz Day, foi o dia em que senti que estou me livrando do passado, o dia onde escutei músicos mágicos na transmissão ao vivo feita de casa por alguns músicos do The International Jazz Day Global Concert 2020 como o pianista A Bu, Jane Monhait em casa sem nenhum instrumento acompanhando, Yun Sun Nah e um instrumento sulamericano que já vi em um grupo de música instrumental de Brasília, John Scofield em casa e vários cantores cantando Imagine de Lenon no Global Concert de 2019 em Sidney, Austrália. Por sinal vou colocar Imagine no meu repertório.

Assista.

André Trindade colocou uma fala minha no Instagram sobre o Jazz Day. Procure no Instagram @sunday_jazzbsb e siga.

Vejam o que falei onde critico o jazz tradicional e valorizo as cobinações de jazz, rock e etc, afirmando que Pat Metheny é o melhor guitarrista do mundo, corri riscos com esta afirmação, mas, amo Metheny.

Derramei leite na mesa

Derramei uma gota de leite na mesa e fiquei desesperado.

Eu que sempre tive uma assessora do lar, desde novembro ou dezembro perdi.

Agora se cair uma gota de suor no chão eu ou Agnes temos que limpar.

Aprendi muito desde então. Faço meu café, mas, não tenho talento para cozinhar almoço e jantar.

Enfim…. Leite não caia mais não, pois, em vez de limpar você na mesa ou no chão, prefiro compor e escrever poesias que nasçam do coração.

Frank Gehry

Por alguns momentos no dia de hoje assisti Frank Gehry, não na íntegra, mas, partes.

Acho Gehry, psicologicamente falando, muito parecido  comigo e amo sua arquitetura.

Por sinal hoje arranquei uma porta de uma armário, estou reestruturando a casa toda.

Creio que só viajarei em 2021, se Deus quiser e permitir, ele escreve tudo com seu poder e sabedoria.

Assista o documentário de Sidney Pollack sobre Frank Gehry.

Não consegui malhar mais

Tinha pensado pela manhã em malhar, fazer musculação à tarde, momento em que a serotononina está a mil.

E à noite mobilidade, quando a temperatura do corpo está harmônica.

Como continuei a arrumar o escritório senti um grande cansaço a partir das 17 h e preferi não forçar.

Espero que Deus me ajude a perder os 10 quilos que almejo.

Acho que tem que ser uma harmonia entre boa alimentação e exercícios físicos.

Boa noite e compartilhem o link dos meus diários, informativos e irrequietos.

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa