DOCUMENTÁRIO SOBRE A MÚSICA DE NOVA ORLEANS

Documentário sobre a música de Nova Orleans

Documentário sobre a música de Nova Orleans

Com renda destinada aos músicos do estado da Louisiana, nos EUA, o documentário “Up From The Streets: New Orleans: The City Of Music” vai estrear dia 15 de maio em esquema virtual inovador.

O público (inicialmente só de uma lista de cidades americanas) pode comprar “ingressos” por um site e assistir ao filme em casa por cerca cde US$ 12. A produção, que teve prémière no fim do ano passado, em Nova Orleans, traz depoimentos de nomes como Keith Richards (dos Rolling Stones), Robert Plant (do Led Zeppelin) e Sting (The Police) e, claro farto material de arquivo com shows e entrevistas de lendas locais como Louis Armstrong (1901-1971), The Neville Brothers, Fats Domino (1928-2017) e muitos outros artistas ligados à história musical da cidade.

Documentário sobre a música de Nova Orleans

“Up From The Streets: New Orleans: The City Of Music ” foi exibido em 2019 no 30º Festival Anual de Filmes de Nova Orleans. Agora, com os cinemas fechados, vai ganhar lançamento virtual e, de quebra, colaborar com a New Orleans Jazz & Heritage, fundação que criou um fundo voltado para músicos da Louisiana que precisam de assistência financeira devido à pandemia de coronavírus.

Outras formas de distribuição — incluindo espectadores de fora dos EUA — serão negociadas e definidas a partir de junho.

Entre as participações mais carismáticas estão as de Allen Toussaint (1938-2015) e Dr. John (1941-2019), além dos músicos do Preservation Hall Jazz Band. Mas não faltam performances de músicos locais contemporâneos — entre eles, claro, os irmãos Wynton Marsalis e Branford Marsalis

Com direção e produção de Michael Murphy, o filme tem narração do trompetista e compositor Terence Blanchard. “Qualquer pessoa interessada na cultura e na música de Nova Orleans vai adorar. A resiliência do povo de Nova Orleans reflete a história da América”, disse o músico à “Jam Base”.

Michael Murphy conta que ouviu muitas vezes que não valia a pena fazer o documentário porque “jazz não vende”.

Documentário sobre a música de Nova Orleans

“Eu via quinhentas mil pessoas participando do Festival de Jazz e Patrimônio de Nova Orleans, que filmei por quase vinte e cinco anos. Eu sabia que sempre houve audiência para isso”, avalia o diretor, que não deixou de incluir muitas cenas dos famosos desfiles pelas ruas da cidade.

O filme analisa a história e a evolução da música de Nova Orleans, que é considerada o berço do jazz e caldeirão cultural fundamental para o surgimento e a evolução do R&B e do funk. Segundo o diretor, o formato inicial seria bem diferente do formato em que o filme acabou apresentando.

“A ideia foi sempre a de fazer um filme mostrando como a música moldou a cultura desta cidade. Originalmente, seria um concerto, por onde levaríamos o público por 300 anos de ritmos e sons de Nova Orleans, onde Terence Blanchard seria o diretor musical. Depois que começamos o processo, nosso distribuidor entrou em contato e disse que queria não queria um show, mas a história contada através de imagens e música”, conta o diretor à “ABC”.

Fonte Site Reverb

𝐆𝐨𝐬𝐭𝐚 𝐝𝐞 𝐦𝐮́𝐬𝐢𝐜𝐚?