Cultura Alternativa ouviu Edu, Dori & Marcos, refinada MPB

Edu Dori e Marcos. Música Popular Brasileira.

Cultura Alternativa ouviu Edu, Dori & Marcos, MPB de qualidade

Edu Lobo, Dori Caymmi e Marcos Valle, harmônicos, idosos e felizes

Quando um músico envelhece, ele sabe que não precisa mais se vender para o mercado, ele é o que é. Se é famoso, não vai deixar de ser, se não é, não será mais.

Edu Dori & Marcos – Nossa Opinião

Um disco primoroso de MPB. Dinâmica, emoção, técnica, tudo nesta união ímpar, neste trabalho magistral.

Ficamos suaves neste final de domingo, ficamos lembrando da MPB de escol, daquele que não enriqueceu e que é respeitada no mundo.

Como a música brasileira empobreceu. Mas, não vamos aqui chorar e sim sorrir por ter escutado este trabalho único, intenso, magistral.

Música Popular Brasileira – Concepção

Após mais de 55 anos de amizade, Edu Lobo, Dori Caymmi e Marcos Valle se reúnem no álbum Edu, Dori e Marcos, concebido e lançado pela gravadora Biscoito Fino em CD e nas plataformas digitais. O projeto, acalentado há muito tempo pelos cantores e compositores, foi sacramentado em 2016 durante um show de Marcos com a cantora Stacey Kent que contou com as participações de Edu e Dori. No Projeto, cada um interpreta duas músicas compostas pelos outros dois para que cada um produzisse suas próprias faixas, mostrando sua personalidade nas canções alheias.

Edu Dori & Marcos – Canções

Dori com sua voz única canta a marcha rancho “Bloco do eu sozinho” (Marcos/Ruy Guerra), “Na ilha de Lia, no barco de Rosa” (Edu Lobo/ Chico Buarque), “Passa por mim” (Marcos e Paulo Sérgio Valle) e “Dos Navegantes” (Edu Lobo/ Paulo Cesar Pinheiro).

Edu Lobo canta “Na ribeira deste rio” (Dori Caymmi sobre poema do luso Fernando Pessoa), “Velho piano”(Dori Caymmi/ Paulo Cesar Pinheiro), “Viola enluarada” e “O amor é chama” (ambas da dupla de irmãos Marcos/Paulo Sérgio Valle).

E Marcos Valle, o de pegada mais pop (e balançada; criador de subritmos para a bossa e o samba) singra com contenção as densas canções dos parceiros, de “Saveiros” (Dori/Nelson Motta) a “Canto triste” (Edu Lobo/Vinicius de Moraes), ambas incluídas em festivais, a “Alegre menina” (Dori/ Jorge Amado), com um protuberante solo de Jorge Helder no baixo, e “Corrida de jangada” (Edu Lobo/ Capinan), com o refrão saideira: “Reta de chegar/ olha a reta de chegar/ Ora, vamos embora / vamos embora”.

Música Popular Brasileira – Ouça

Abra um vinho e se encante com este trabalho.

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa