Festival Nova Era – Canção Brasileira

Festival Nova Era

Festival Nova Era vem aí e abre inscrições para composições inéditas

O evento será realizado em janeiro, mas os autores e autoras de todo o Brasil já podem inscrever suas canções para concorrer

A 1ª edição do Nova Era – Festival da Canção Brasileira vai acontecer em janeiro de 2020, mas as inscrições para a seleção de composições inéditas iniciam neste dia 20/12.  Os compositores e compositoras interessadxs podem inscrever sua canção pelo site www.festivalnovaera.com até 12/01/2020.

O Nova Era quer revelar a atual e efervescente produção musical nacional elegendo, entre os inscritos, a melhor canção inédita brasileira. O Festival é uma iniciativa das gestoras culturais Débora Ribeiro de Lima e Dani Godoy, realizadoras também do Festival Feminino. A inspiração vem da era dos festivais que aconteciam entre as décadas de 60 e 80, e que traziam à tona grandes novas da música brasileira.

Festival Nova Era

SELEÇÃO NOVA ERA

O festival contará com duas fases de seleção. A primeira realizada por uma comissão que selecionará, a partir das inscrições, oito canções. Na segunda fase, as músicas competem e serão apresentadas ao vivo para escolha e premiação das finalistas, como 1º, 2º, 3º lugares e o voto popular, premiados com o troféu Nova Era.

A compositora ou compositor que conquistar o primeiro lugar ganhará a gravação de três singles em estúdio profissional com posterior distribuição nas plataformas digitais.

O voto popular, para a melhor canção eleita pelo público, será online durante a transmissão ao vivo, a plateia presente poderá participar pelo celular.

Festival Nova Era divulga finalistas

Os/as finalistas são: Canoa de Dentro (Gustavo Infante, de Campinas/SP), China In Box (Carol Naine, São Paulo/SP), Das Oito as Oito (Thiago Ramil/Ricardo Borges, de Porto Alegre/RS), Dissolveu (Marina Afares, de São Paulo/SP), Peixe – boi (Maiara Moraes e Rogério Santos, de São Paulo/SP), Penitência (Gabriel Valentina, de São Paulo/SP), Realeza (Mel MC, de Santos/SP) e Rua da Glória (Aloysio Letra, de São Paulo/SP). As canções foram selecionados pela comissão da primeira etapa: Rodrigo Campos, Jairo Pereira e Maria Beraldo.

O público também tem participação ativa e decide a premiação do voto popular, a melhor canção eleita pelo público, que poderá votar da plateia ou online, durante a transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Podem se inscrever compositoras e compositores brasileirxs, maiores de 18 anos, com canções originais e inéditas, sendo que cada autora ou autor poderá inscrever somente uma canção e caso não seja intérprete, deverá indicar quem interpretará sua obra.

A divulgação das oito canções selecionadas na primeira fase será feita no dia 20 de janeiro, pelas redes sociais do Festival.

A disputa para os três primeiros lugares será em São Paulo, no Teatro Sérgio Cardoso, Sala Paschoal Carlos Magno, dia 24 de janeiro, com presença do público, entrada gratuita e transmissão ao vivo pelo Internet. Uma noite de celebração que contará ainda com show de Rodrigo Campos e participações especiais.

Os festivais de canção cumpriram, cada um em sua época, papéis diferentes e relevantes, seja como instrumento político poderoso de manifestação artística ou até na formação de um forte mercado musical nacional, mas sempre com um fator comum importante: o fortalecimento da identidade cultural brasileira através da música. É esta direção que busca o Nova Era – Festival da Canção Brasileira.

Projeto conta com apoio do PROAC ICMS – Programa de Ação Cultural, Governo Do Estado De São Paulo, Secretaria De Cultura E Economia Criativa

Post Atualizado em 21.01.2020 as 20h

Festival Nova Era

Serviço:

Nova Era – Festival da Canção Brasileira

Inscrições abertas até o dia 12/01/2020 pelo site www.festivalnovaera.com

Fase final, aberto ao público e transmissão ao vivo pela internet

Dia 24/01/202

Horário: 21h

Local: Teatro Sérgio Cardoso, Sala Paschoal Carlos Magno

Endereço: R. Rui Barbosa, 153 – Bela Vista, São Paulo

Classificação indicativa: 16 anos

Capacidade: 143 lugares + 6 espaços de cadeirantes

𝒜𝓃𝑜𝓉𝒶 𝒶𝓈 𝒹𝒾𝒸𝒶𝓈 d𝑒 𝓂música 𝓆𝓊𝑒 𝑜 𝒞𝓊𝓁𝓉𝓊𝓇𝒶 𝒜𝓁𝓉𝑒𝓇𝓃𝒶𝓉𝒾𝓋𝒶 p𝓊blic𝑜𝓊