Filmes Imperdíveis sobre Jornalismo.

Filmes sobre Jornalismo

Filmes sobre Jornalismo.

Alguns fora do catálogo, mas em época de ficar em casa muitos estão nos canais de streaming

A maioria dos filmes listados são inspirados em fatos e falam não apenas sobre a profissão, como também relatam fatos históricos, unindo entretenimento e muito aprendizado.

Filmes sobre Jornalismo

The Post (2018)

Filme indicado a 2 Oscars mostra bem história de jornal que enfrentou Nixon e traz paralelo com drama atual nos EUA. Excesso de didatismo e discursos artificiais desperdiçam potencial do elenco.

Em 1971, os editores Katharine Graham e Ben Bradlee do Washington Post arriscam suas carreiras e liberdade para expor segredos governamentais que abrangem três décadas e quatro presidentes dos Estados Unidos.

Spotlight: Segredos Revelados (2015)

Um grupo de jornalistas investiga o abuso de crianças por padres católicos, acobertados pela Igreja. Eles conseguem reunir documentos que podem provar os crimes cometidos e o envolvimento de líderes religiosos que tentaram ocultar os casos.

Filmes sobre Jornalismo

Conspiração e Poder (2015)

O filme aborda um escândalo da era George W. Bush, envolvendo a rede americana CBS e o tradicional programa 60 minute. Estrelado por Cate Blanchett, como Mary Mapes, produtora do 60 minutes e Robert Redford como Rather, âncora do programa na época.

Baseado no livro de Mary Mapes, além de levantar a discussão sobre a veiculação de notícias sem a devida checagem das informações e lançar luz as informações que motivaram o escândalo, outros pontos polêmicos, como sexismo, posicionamento político, manipulação, são retratados. O filme sustenta com realismo o clima frenético dentro de uma emissora de TV.

Curiosidade: Robert Redford é veterano no jornalismo, ele interpretou o jornalista Bob Woodward, no filme? Todos os Homens do Presidente? um dos mais clássicos dramas jornalísticos de todos os tempos. E mais, quando estreou nos Estados Unidos, a rede americana CBS se negou a veicular anúncios do filme em sua programação.

Frost/ Nixon

O ex-presidente dos EUA Richard Nixon (Frank Langella) permaneceu em silêncio por três anos após renunciar à presidência dos Estados Unidos, por conta do escândalo Watergate. Em 1977 ele concordou em dar uma entrevista, com o objetivo de esclarecer pontos obscuros do período em que esteve no governo e usá-la para uma possível volta à política.

O entrevistador do programa foi o jovem David Frost (Michael Sheen), o que fazia com que Nixon acreditasse que seria fácil dobrá-lo.

Na época, Frost pagou US$ 600 mil ao político norte-americano para conseguir a entrevista. À Frost, Nixon admitiu, diante de 45 milhões de espectadores americanos, parcela de culpa no episódio Watergate.

O longa recebeu cinco indicações ao Oscar de 2009, entre elas a de melhor filme. Curiosidade: Depois de Nixon, Frost entrevistou todos os presidentes dos EUA até George W. Bush, segundo a imprensa britânica.

Get Me Roger Stone (2017)

A produção mais atual da lista é o polêmico documentário Get Me Roger Stone, que traz a figura do estrategista político por trás da ascensão de Donald Trump na política. O lobista Roger Stone é reconhecido na cena política norte americana por utilizar estratégias ardilosas para defender posições políticas e vencer eleições.

Despertando curiosidade de alguns e raiva de outros, ele é categórico “Melhor ser infame, do que nunca ser famoso. Gosta do bafafá! Especialista em criar ruídos e distrações, e assim se destacar, Stone consegue muitas vezes manipular a narrativa midiática como ninguém.

Curiosidade: Roger Stone foi o cidadão americano mais jovem a ser encalacrado na operação Watergate? maior escândalo político dos Estados Unidos que culminou na renúncia de Nixon. Stone usou a fama de “mais jovem corrupto do país” para alavancar seus ganhos e sua influência. E mais, ele tem tatuado em suas costas um retrato do ex-presidente Nixon. Excêntrico mesmo, não?

Filmes sobre Jornalismo

Jackie (2016)

Indicado a três Oscars, inclusive o merecido de melhor atriz para Natalie Portman. O filme apesar de retratar a ex-primeira dama Jackeline Kennedy, tem personalidade e licenças artísticas, não seguindo uma linha tradicional de cinebiografia.

O longa se desenvolve em três linhas narrativas evoluindo simultaneamente: a entrevista à revista Life uma semana após o assassinato, concedida ao jornalista interpretado por Billy Crudup, as reações de Jackie à morte de John F. Kennedy, e os arranjos para o funeral. Um pouco sombrio emocionalmente, mas rico em imagens, em fotografia e interpretação impressionante.

Para quem é apaixonado por cinema, acredito ser um filme importante a ser assistido e que certamente entrará para a lista de clássicos daqui alguns anos. Curiosidade: um tanto mórbida, mas é curioso. Você sabia que 04 presidentes já foram assassinados nos EUA, entre eles: Abraham Lincoln, James A. Garfield, Wlliam McKinley e J. F. Kennedy.

Filmes sobre Jornalismo

O Diabo Veste Prada (2006)

Para encerrar a lista com alto astral, escolhi uma comédia maravilhosa e que grande maioria há de concordar: O Diabo Veste Prada. Saindo da política, falando de moda e jornalismo.

Queridinha das fashionistas e dos jornalistas, a comédia que conta com a vilã mais maravilhosa de todos os tempos, Meryl Strip, como Miranda (editora da Revista RunWay), e Anne Hathaway, como Andrea, uma jornalista em processo de contratação em uma das revistas mais importantes de NY, traz bom humor, acidez com algumas críticas pontuais ao universo da moda, e uma mensagem importante de aprendizado.

Curiosidade: O personagem de Miranda foi inspirado na ex-editora da revista Vogue USA, Anna Wintour.

𝒜𝓈 𝓃𝑜𝓋𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒𝓈 𝒹𝑜 𝒞𝒾𝓃𝑒𝓂𝒶 !