Fiscalização da mala de mão nos aeroportos, fique atento as regras.

Fiscalização da mala de mão, bagagem de mão, Como proteger sua bagagem

Fiscalização da mala de mão nos aeroportos

Mala de mão em excesso poderá ser barrada em voos domésticos

Estão com conferencia na entrada antes mesmo da etapa do raio-X

Portanto fique atento as regras.

O controle passa a ser feito antes de entrar para a área de embarque.

Desde que foi autorizada a cobrança de despacho de bagagens em voos domésticos, as companhias aéreas nacionais vêm se queixando dos transtornos causados por passageiros que exageram no tamanho da mala a bordo.

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) começou em abril 2019 uma campanha de orientação aos passageiros em voos domésticos sobre a utilização da bagagem de mão, de acordo com as normas em vigor (definidas pela Resolução 400/206 da Agência Nacional de Aviação Civil).

O objetivo desta ação é agilizar o fluxo dos clientes nas áreas de embarque, evitando atrasos e trazendo maior conforto para todos os passageiros. O monitoramento acontecerá antes mesmo da etapa do raio-X.

Em cada aeroporto haverá um período de duas semanas de caráter estritamente educativo, informando os passageiros sobre as medidas das bagagens de mão.

Depois, as malas fora do padrão precisarão ser despachadas nos balcões de check-in das companhias aéreas, estando sujeitos a cobranças de acordo com o tipo de franquia contratado para a viagem.

Fiscalização da mala de mão

MEDIDA PERMITIDA

Todas as companhias aéreas permitem que o passageiro leve gratuitamente uma bagagem de mão em voos domésticos e internacionais.

A bagagem de mão deve ter as seguintes dimensões máximas, tanto em voos nacionais quanto internacionais: 55 cm X 35 cm x 25 cm – incluindo alças, rodinhas e bolsos externos, (55 centímetros de altura x 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade) e seguem os padrões da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês), para melhor acomodação, conforto e segurança.

É preciso respeitar também o peso limite: 10 kg para voos dentro do Brasil ou que tenham o país como origem ou destino. Essas regras são adotadas pela AZUL, GOL e LATAM.

Mais informações sobre franquia de bagagem, dimensões de malas de mão nos sites das companhias aéreas nacionais

Fiscalização da mala de mão – Latam

O peso máximo da bagagem de mão varia de acordo com o voo e a tarifa. Em todos os casos, as dimensões máximas devem ser de 55 cm x 35 cm x 25 cm (altura x largura x espessura), incluindo bolsos, rodas e alças.

Em voos dentro do Brasil em cabine econômica, ou voos internacionais de/para o Brasil em cabine Economy, o limite é de 10 kg. Já em voos internacionais em cabine Economy, o limite é de 8 kg.

Em voos internacionais em cabines Premium Economy ou Premium Business, o limite é de 16 kg.

Se sua mala ultrapassar esses limites, será necessário transportá-la no porão da aeronave. Se o total exceder o limite permitido de bagagem despachada, será cobrado excesso de bagagem.

Observação: pode-se levar como bagagem de mão um porta-terno, desde que ele cumpra os requisitos de peso e dimensões mencionados anteriormente.

Para mais detalhes, clique aqui.

Fiscalização da mala de mão – GOL

Segundo a GOL, todos os passageiros podem levar gratuitamente uma bagagem de mão de até 10 kg e um item pessoal como uma bolsa, um notebook, um tablet ou uma sacola com produtos comprados em free shop.

Para bagagem de mão, o peso permitido é de até 10kg e com o tamanho permitido de 40 x 25 x 55 cm (comprimento x largura x altura).

Eles indicam que dar preferência para mochilas ou malas pequenas, pois é preciso respeitar as seguintes dimensões de 40 x 25 x 55 cm.

Para mais detalhes, clique aqui.

Fiscalização da mala de mão – Azul

Na Azul, é possível levar para a cabine sem pagar pelo frete ou qualquer outra tarifa. Para elas, existem algumas regras como o peso limite de 10 kg e a soma das medidas de largura, altura e profundidade deve ser de, no máximo, 115 centímetros.

É na bagagem de mão que se deve levar seus documentos, dinheiro, remédios, chaves, eletrônicos, (como celular, câmera, laptops, tablets, etc.). Ou seja, qualquer coisa que for frágil, importante ou de valor. A Azul diz não se responsabilizar por perdas ou danos se itens assim forem despachados junto com a bagagem.

Para mais detalhes, clique aqui.

Fiscalização da mala de mão

A 𝓰𝓷𝓮𝓼 𝓐𝓭𝓾𝓼𝓾𝓶𝓲𝓵𝓵𝓲 – 𝓡𝓮𝓭𝓪çã𝓸 𝓭𝓸 𝓒𝓾𝓵𝓽𝓾𝓻𝓪 𝓐𝓵𝓽𝓮𝓻𝓷𝓪𝓽𝓲𝓿𝓪