Aumenta risco de intoxicação de cães por chocolate, alertam cientistas

intoxicação de cães por chocolate

Intoxicação de cães por chocolate

Muitas pessoas consideram seus cães como melhores amigos e membros da família.

Por conta disso, querem agradá-los ao máximo, dando todo carinho, amor, atenção e comidas deliciosas.

Nós amamos chocolate e até achamos estranho quando alguém diz que não gosta, mas esse alimento é altamente tóxico para os cachorros, podendo causar até a morte deles.

Veja nesse texto um estudo que aponta os motivos para que a intoxicação de cães por chocolate aconteça.

intoxicação de cães por chocolate, Dia Nacional do Chocolate


Intoxicação de cães por chocolate – A pesquisa

Um estudo feito na Universidade de Liverpool, Inglaterra, alerta para o aumento da intoxicação de cães por chocolate no natal e na páscoa.

Como as pessoas costumam comer mais chocolate nessas épocas do ano, os cães acabam comendo escondido dos donos ou até mesmo alguém oferece esse alimento para eles sem saber o quanto isso pode fazer mal.

Analisando os registros de clínicas e hospitais veterinários, os estudiosos concluíram que a probabilidade de exposição de cães ao chocolate no natal é quatro vezes maior do que nos outros dias e duas vezes maior na páscoa.

Dia dos namorados e dias das bruxas, dois feriados que as pessoas costumam comer mais chocolate, não apresentaram grande número de registros.

Um em cada quatro casos de intoxicação de cães por chocolate apresentou sintomas dentro de uma hora. após o consumo. Mais da metade dos cachorros foi dentro de seis horas.

O sintoma mais apresentado é o vômito, ocorrido em 17% dos casos. Aumento da frequência cardíaca apareceu em 7,5% das vezes.

Nenhuma raça específica mostrou maior índice de intoxicação de cães por chocolate. Por isso, nenhum tipo de cachorro deve consumir o alimento, já que ele é prejudicial para todos.

Intoxicação de cães por chocolate

Por que chocolate faz mal para os cachorros?

O chocolate possui um componente chamado teobromina. Ele é um alcaloide da família das metilxantinas, ativo broncodilatador e cardiotônico.

Os humanos conseguem diluir a substância facilmente no organismo, mas os cachorros demoram muito para digeri-la. Por conta disso, acontece a infecção de cães por chocolate.

Quanto mais puro e concentrado o chocolate for, mais riscos ele pode trazer para o cachorro que consumi-lo.

A teobromina pode ficar no organismo de um cão por até seis dias. A quantidade de chocolate ingerida para ser considerada tóxica varia de cachorro para cachorro e não precisa ser consumida toda de uma vez.

Por isso, em alguns casos, o cão come chocolate e não acontece nada de ruim ou ele só apresenta sintomas mais leves.

Vômito, diarreia, náuseas, agitação, arritmia, beber muita água e fazer muito xixi são alguns sintomas mais comuns. Em casos mais graves, pode ocorrer hemorragia intestinal, coma e a morte.

Ainda não existe cura para a intoxicação de cães por chocolate, mas todos os casos são considerados emergências veterinárias. Não deixe esses alimentos perto do seu bichinho.

A𝓰𝓷𝓮𝓼 𝓐𝓭𝓾𝓼𝓾𝓶𝓲𝓵𝓵𝓲 – 𝓡𝓮𝓭𝓪çã𝓸 𝓭𝓸 𝓒𝓾𝓵𝓽𝓾𝓻𝓪 𝓐𝓵𝓽𝓮𝓻𝓷𝓪𝓽𝓲𝓿𝓪

Como fazer ovos de páscoa em casa.