Isolamento social – Como criar uma convivência familiar saudável neste momento?

Como criar uma convivência familiar saudável

Como criar uma convivência familiar saudável neste momento?

Especialista em inteligência emocional e autoconhecimento, Heloísa Capelas dá algumas dicas para as famílias

Neste atual cenário, em que grande parte da população está isolada em casa como forma de prevenção ao avanço do Coronavírus, estamos passando por uma situação nova: compartilhar o mesmo teto 24 horas por dia, sete dias por semana, e por tempo indeterminado.

Nessa vida contemporânea, ficamos com nossa família no tempo vago. Estamos acostumados a ficar juntos nas refeições, nos passeios, nos finais de semana, nas emendas de feriado, nas viagens, nos momentos em que a vida é mais leve. Agora, com a quarentena, é todo mundo junto o tempo todo.

Os adultos têm de trabalhar, além de realizar todas as outras tarefas. Já as crianças têm as atividades escolares e tudo mais que faz parte do universo delas. Tudo e todos requerem atenção e demandam tempo, especialmente os pequeninos.

Assim, o grande desafio é: como criar uma convivência saudável entre todos os membros da família que estão sob o mesmo teto? “Respire! Relaxe! Sorria! Não se cobre! Tem muitas pessoas passando por isso, e estão todas buscando resposta. Será preciso alguns dias para se ajeitar nessa nova situação”, diz Heloísa Capelas, CEO do Centro Hoffman e especialista em autodesenvolvimento e inteligência emocional.

A profissional diz que, para os familiares se entenderem nesse novo jeito de viver é preciso fazer uns combinados entre si. A primeira coisa é adequar os horários e as ações. Todos terão fazeres em conjunto, mas também individuais. É normal cada família ter seu próprio combinado, suas próprias dinâmicas, seus próprios horários.

Como criar uma convivência familiar saudável

Como criar uma convivência familiar saudável
Como criar uma convivência familiar saudável

Heloísa dá algumas dicas:

  • Os pais podem se revezar ao ficar com as crianças: enquanto um trabalha, o outro fica com a garotada, depois trocam;
  • Com as crianças, o combinado pode ser em quais momentos ficarão juntos para brincar, montar um quebra-cabeça e contar histórias.
  • Durante o “expediente” dos pais, a cada uma hora e meia, a família toda se reúne e faz uma atividade em conjunto por uns 15 minutos. Ou seja, 1h30 de atividades individuais, 15 minutos de brincadeiras. Assim, os pais vão trabalhar, as crianças vão fazer lição e suas atividades, e todos terão muitos momentos agradáveis juntos;
  • Os combinados podem ser recombinados para que a família não caia na rotina e todos fiquem bem;
  • Se sentir que está ficando estressado, reúna a família, coloque uma música alegre e proponha que todos dancem e cantem. Assim, todos extravasam a energia e ficam contentes. Daí, todo mundo respira, faz um novo combinado e volta às atividades;
  • Quando estiver tenso, faça respiração profunda. Com os ombros relaxados, inspire profundamente, encha seu diafragma, segure por três, quatro segundos, e solte todo o ar. Faça isso até cinco vezes, ou quanto achar necessário para relaxar. Você vai ver como tudo ficará mais calmo.

“Lembre-se que essas são as pessoas mais importantes da sua vida. Nós só não aprendemos a conviver tanto tempo desse jeito, “confinados” num lugar. O fundamental é rir, relaxar. Use muita música. Cante e dance com sua família.

Fazendo isso, você vai perceber que o dia passará rápido, e todos estarão cansados e felizes na hora de dormir. Vá ser feliz, vá curtir e amar a sua família.

Como criar uma convivência familiar saudável

Aproveite o tempo juntos. Se permita ser feliz, porque essa quarentena é temporária”, finaliza Heloísa.