“LEMBRO MAIS DOS CORVOS”

LEMBRO MAIS DOS CORVOS

O longa estreia dia 07 de fevereiro e será exibido junto com o curta “Tea For Two”, de Julia Katharine, primeiro filme dirigido por uma pessoa trans a ser lançado no circuito comercial.

Filme é protagonizado por Julia Katharine

LEMBRO MAIS DOS CORVOS o primeiro longa-metragem documental de Gustavo Vinagre, diretor conhecido no circuito de Festivais como curta-metragista.

Exibido em vários festivais ao redor do mundo, entre eles Cinéma du Reel, Festival de Tiradentes, Indie Lisboa e Festival de Brasília, “LEMBRO MAIS DOS CORVOS”, de Gustavo Vinagre, com Julia Katharine, estreia dia 07 de fevereiro em todo Brasil, através do projeto Sessão Vitrine Petrobras.

Depois do filme, em todas as sessões, será exibido o curta-metragem “TEA FOR TWO” dirigido por Julia Katharine, e estrelado por Gilda Nomacce, o que faz dele o primeiro filme dirigido por uma mulher trans que estreia em circuito comercial no Brasil.

Apesar de ter mais de 10 curtas no currículo, premiados em diversos festivais, essa é a primeira vez que o diretor concorre no festival mineiro. “Só havia mostrado um curta em Tiradentes, fora de competição. Foi uma surpresa e alegria para mim saber que o filme estava na Mostra Aurora, que é um espaço por onde muitos filmes que admiro passaram”.

 

O filme é um monólogo (meio documental, meio ficcional, meio performance improvisada pela atriz Julia Katharine) de uma personagem em uma noite de insônia. O diretor e a atriz se conhecem há dez anos, quando Gustavo era redator de contos eróticos para um site em que Julia era secretária, e aí ele se encantou pelo conhecimento cinematográfico da atriz.

Dez anos depois, eles se reencontraram e fizeram três curtas metragens (“Os cuidados que se tem com o cuidado que os outros devem ter consigo mesmos”, “Filme-catástrofe” e o inédito “Medo medo medo”).

Resultado de imagem para “LEMBRO MAIS DOS CORVOS”

LEMBRO MAIS DOS CORVOS é baseado em histórias da própria atriz e coisas que o diretor imaginava sobre sua vida, “E tem a ‘parte mágica’, que só acontece ali, naquele momento com a câmera ligada.

O tempo cômico da Julia é algo que sempre me impressionou muito, e que eu ainda quero explorar numa comédia escrachada num futuro próximo.”, explica Vinagre.

 

Vinagre é também conhecido pelo filme pornográfico “Nova Dubai”, um média-metragem que teve uma carreira extensa em festivais, mesmo com uma duração tão atípica. “Meus filmes mais ficcionais possuem uma tendência a serem mais corais, com muitos personagens. Já os mais documentais, geralmente são filmes de personagem, centrados em um só.

É o caso de “Filme para poeta cego”, “La llamada”, “Mãos que curam”. Vinagre ressalta ainda, “Em LEMBRO MAIS DOS CORVOS, apesar de longa, há um exercício ainda maior de condensação. Aqui, fui seduzido por reduzir isso a uma viagem pela imaginação através da fala de uma única personagem.

Faço documentários sobre sonhos, anseios, desejos, fetiches. São documentários sobre as ficções mais íntimas dos personagens. Os sonhos são reais, portanto são documentáveis. É interessante pensar isso diante do tema deste ano de Tiradentes, que é ‘Chamado realista’.”

 

LEMBRO MAIS DOS CORVOS é um projeto de baixo orçamento, um filme simples de produção pequena que foi rodado enquanto o diretor está desenvolvendo outros projetos de longa, com produções maiores. “O tempo do cinema pode ser bem lento.

Faço filmes de vários tipos e estilos por que me interesso por várias coisas. Se não fossem esses projetos pequenos, acho que enlouqueceria esperando os editais. Acho que foi algo que aprendi nos 3 anos em que estudei cinema em Cuba, fazer com muito pouco.

Esse filme também é uma alegria, pois foi o primeiro que produzi com minha produtora, a Carneiro Verde, junto ao meu sócio e amigo Rodrigo Carneiro”.

 

Sinopse:

Júlia conta histórias para atravessar uma noite de insônia

.