Machado de Assis exposição inédita e gratuita no Farol Santander

Machado de Assis

Machado de Assis ganha exposição no Farol Santander

Machado de Assis, colore o hall do Farol Santander SP em uma exposição gratuita que reúne as incontáveis faces e fases da vida e obra do homem que imortalizou suas palavras.

Intitulada “Machado de Assims“, a mostra traça uma linha histórica do escritor, desde o menino órfão que vendia doces na infância, até se tornar um dos maiores nomes da literatura nacional, conhecido por seu profundo envolvimento com questões sociais.

Machado de Assis

“Machado de Assims”

Com curadoria de Marcello Dantas e um total de 75m² de área expositiva, a exposição foi arquitetada entre duas enormes vírgulas, com direito à uma biblioteca imaginária formada por milhares de livros que podem ser manipulados no local!

Durante a visita, é possível viajar por livros de Machado de Assis, de diversas edições, épocas e tradução em diferentes idiomas, conhecendo fases distintas da trajetória machadiana, da juventude romântica à maturidade realista, em um mix de poemas, crônicas, peças de teatro, romances e contos consagrados.

“A proposta passa por explorar aspectos pouco conhecidos da figura de Machado de Assis. Então mostrar um personagem gigante por lados inusitados, daí o título trocar o sobrenome Assis por Assims, ou seja, de outros jeitos ou modos de ver” conta o curador.

Machado de Assis

Entre os destaques de “Machado de Assims”, estão edições raras dos livros “Memórias Póstumas de Brás Cubas” e “Dez Contos”, ilustradas por dois dos maiores artistas visuais brasileiros do século XX: Cândido Portinari e Antônio Henrique Amaral.

Na edição de Henrique Amaral, projeções dão movimentos às gravuras que retratam cenas e cenários das histórias de “Dez Contos”, interpretados pelo olhar lírico do artista.

Já que a exposição rola no Farol Santander, não poderiam faltar experiências imersivas, certo? Na mostra, duas imagens históricas ganham animação com inteligência artificial. Inspiradas no conto “A cartomante”, as animações mostram o Bruxo do Cosme Velho falando palavras que um dia ele escreveu, deleitando os visitantes com pílulas de sabedoria machadiana.

Em outro jogo interativo, o público pode brincar de correlacionar trechos dos livros com cartões-postais do Rio de Janeiro, lugar onde Machado de Assis nasceu e de onde quase nunca saiu.

“Machado de Assims” também expõe imagens raras, uma delas, destaca a atuação do autor junto ao processo abolicionista do Brasil, como testemunha ativa desse marco na história nacional. A fotografia foi capturada em uma missa campal realizada em 17 de maio de 1888, no Rio de Janeiro.

Entre os destaques da exposição estão as edições raras dos livros Memórias póstumas de Brás Cubas e Dez contos, ilustradas por dois dos maiores artistas visuais brasileiros do século XX: Cândido Portinari e Antônio Henrique Amaral. A exposição segue em cartaz até dia 12 de dezembro e a visitação acontece de terça a domingo, das 9h às 20h.

Acompanhe as noticias no site do Cultura Alternativa