Meditação: benefícios da prática na educação infantil

Meditação

Meditação: benefícios da prática na educação infantil

A metodologia ajuda a trabalhar a inteligência emocional, concentração e até a ansiedade

Assim como os adultos, as crianças também sofrem com a agitação do dia a dia. Por isso, uma pequena pausa na rotina pode fazer muita diferença na vida dos pequenos. A prática da meditação tem sido adotada em muitas escolas com intuito de melhorar a qualidade de vida, a concentração e até desenvolver a capacidade cognitiva.

A coordenadora de educação infantil Alessandra Campos, da escola Ideaah, diz que as crianças são bombardeadas com muitos estímulos tecnológicos, além das atividades diárias. “Isso faz com que elas não parem, fiquem agitadas. Isso aumenta muito a ansiedade”, diz.

Foi por isso que prática da meditação foi incorporada na grade curricular da instituição. A coordenadora explica que a prática holística trabalha fatores básicos, como: respiração, controle das emoções, concentração e até a criatividade “A técnica ajuda no alívio da ansiedade, melhora o sono, combate ao estresse, reduz a ansiedade e até minimiza transtornos psicológicos, como Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)”, diz a coordenadora.

Aplicação da metodologia

A meditação infantil é voltada para cada faixa etária. Alessandra explica que a prática pode ser realizada por crianças a partir dos dois anos. “Em um primeiro momento, ela não vai ficar 10 minutos em silêncio isso acontece de acordo com maturidade emocional de cada uma. Porém, aos poucos, vai se concentrando mais, inclusive, uma forma de trabalhar isso aos poucos é com a leitura de histórias. Assim, as crianças vão ficando mais atentas”.

A coordenadora da educação infantil ainda completa que, quando a criança consegue concentrar, ela melhora todo o estado emocional, assim aperfeiçoa as suas relações com os coleguinhas e familiares. Isso ajuda muito no desenvolvimento escolar.

𝔻𝕚𝕔𝕒𝕤 𝕕𝕠 ℂ𝕦𝕝𝕥𝕦𝕣𝕒 𝔸𝕝𝕥𝕖𝕣𝕟𝕒𝕥𝕚𝕧𝕒