Niagara Falls, Canadá

A atração principal e razão da visita a Niagara Falls são as Cataratas do Niágara.

Mas tem muito mais o que fazer em Niagara Falls além de admirar as cachoeiras famosas. Se você está planejando uma visita, veja essa listinha com as outras atrações turísticas de Niagara Falls, no Canadá (lembre-se sempre que tem uma cidade chamada Niagara Falls nos EUA também, que fica do lado oposto do rio).

Ver as Cataratas do Niágara de várias formas: Do calçadão em frente ao Table Rock, de barco Maid of the Mist (no verão), pelos túneis que vão até a base das Horseshoe Falls (Cataratas da Ferradura) no Journey Behind the Falls, assistindo ao filme 4D Niagara’s Fury, do alto da Skylon Tower, do alto da Niagara Skywheel, de helicóptero…tem opção para todos os gostos e bolsos! Veja o meu post visitando as Cataratas do Niágara no inverno e o da Cláudia que visitou as Cataratas do Niágara no verão para mais detalhes.

Niagara Falls, Canadá

Ver o Redemoinho (Whirlpool) de teleférico ou de barco: no Rio Niágara, alguns km antes das quedas, a correnteza do rio muda de direção e cria um redemoinho permanente. Você pode ver o redemoinho de duas formas: do alto do teleférico (Whirlpool Aero Car), que foi construído em 1916 e transporta 35 pessoas de cada vez numa viagem de 10 minutos ida e volta; ou em um dos barcos da Whirlpool Jet Boat Tours, que navegam pelas corredeiras de nível 5 e vão até o redemoinho, desafiando a força das águas. São dois tipos de barco: um aberto, onde todo mundo sai encharcado, e um fechado, pra quem quer só apreciar a paisagem sem se molhar. Eu queria muito ter ido no teleférico, mas acabou não dando tempo. O barco não faz o meu estilo, muito menos com as crianças.

Caminhar pelo Vale Estreito (White Water Walk): esse passeio estava fechado por causa do inverno – fica cheio de gelo e eles só reabrem na primavera. É uma passarela de madeira que vai margeando as corredeiras do rio Niágara, 4km rio acima das Cataratas. Você primeiro pega um elevador pra descer ao nível do rio, depois caminha por um túnel, e aí vai andando pela passarela de madeira na beira das corredeiras nível 6.

Curtir os parques aquáticos: Niagara Falls tem dois parques aquáticos indoors, o Waves Indoor Water Park e o Fallsview Indoor Water Park. O Fallsview estava na nossa programação mas o meu marido ficou doente e achamos melhor evitar, mas foi uma pena porque acho que as crianças iam amar. O Fallsview tem 16 toboáguas, piscina de ondas, uma área pra crianças pequenas, hidromassagem só para adultos, uma piscina com atividades organizadas, e mais. Fica interligado com o Sheraton on the Falls que foi o hotel que nós ficamos e também com o Crowne Plaza, no mesmo complexo. O Waves também tem piscina de ondas, toboáguas, piscina infantil, e o teto abre nos meses de verão.

Visitar o Jardim Botânico e Conservatório de Borboletas: nós visitamos o Butterfly Conservatory, que é bem bacaninha e as crianças amaram ver tantas espécies de borboletas voando no meio das plantas da estufa. O Jardim Botânico estava coberto de neve quando fomos, mas parece que fica bem bonito na primavera e verão.

Experimentar os cassinos: Niagara Falls tem alguns cassinos grandes, entre eles o Casino Niagara, que tem 1.700 máquinas caça-níquel, 70 mesas de jogos, restaurantes e estacionamento gratuito; o Niagara Fallsview Casino fica no complexo Falls Avenue, que tem o Sheraton on the Falls, o Fallsview Water Park, lojas e restaurantes. O cassino tem 3.000 máquinas caça-níquel, 130 mesas de jogos e uma sala de Poker. Nós não fomos nos cassinos, porque estávamos com as crianças e a gente não curte jogar mesmo.

Passeio até Niagara-on-the-Lake: a cidadezinha de Niagara-on-the-Lake fica 20-30 minutos de Niagara Falls, na beira do Lago Ontario, que é um dos Grandes Lagos. A cidade é considerada uma das mais bonitas de Ontaria, com suas ruas históricas cheia de casas e hotéis preservados, boutiques e lojinhas bacanas, vinícolas, restaurantes e cafés charmosos, é um passeio fácil pra quem está na região. Infelizmente não tivemos tempo de ir, mas é um passeio que quero fazer quando voltarmos à area.

Ver os pássaros no Bird Kingdom: talvez eu tivesse gostado mais do Bird Kingdom se não tivesse visto o maravilhoso Parque das Aves de Foz do Iguaçu. Em Niagara Falls os pássaros tem que ficar em uma área fechada e climatizada, claro, porque o clima é frio e eles não podem ficar ao ar livre como em Foz. Então o Bird Kingdom fica em um prédio, e os pássaros ficam divididos por andares, sendo que tem um andar com pé direito bem alto (provavelmente a altura de uns 3 andares) que tem a maior parte dos pássaros em um jardim grande. São centenas de pássaros lindos de vários tamanhos e tipos, e as crianças gostaram bastante de ver os pássaros assim bem de pertinho.

Visitar as atrações históricas: de Fortes (Fort George e Old Fort Erie) a casas históricas (Laura Secord Homestead e McFarland House), passando por um museu contando a história da região (Niagara Falls History Museum), são várias atrações para quem gosta de história.

Passeio pelas vinícolas: são aproximadamente 50 vinícolas na região, 25 somente em Niagara-on-the-Lake, que fica 20 minutos de Niagara Falls. Você pode contratar um tour pelas vinícolas, que te pega no hotel em Niagara Falls e leva para visitar algumas vinícolas, ou pode alugar um carro e visitar as vinícolas de Niagara-on-the-Lake por conta própria. Muitas tem restaurantes no local além dos tours.

Fazer umas comprinhas: são dois outlets bem pertinho de Niagara Falls, o Canada One Factory Outlet em Lundy Lane que tem 40 lojas e o Fashion Outlets of Niagara Falls, que fica do lado americano e tem 100 lojas (mas você vai precisar de visto americano pra cruzar a fronteira pra ir lá, vale lembrar). Outras lojas interessantes na cidade mesmo: a loja de chocolates Hershey e a loja da National Geographic.

Dar uma passadinha em Clifton Hill: Clifton Hill é a rua mais movimentada da cidade, mas não gostei muito de lá não. É daqueles lugares ultra-turísticos, cheio de atrações turísticas artificiais como Ripley’s Believe it or Not (museu Acredite se Quiser, que existe em trocentas cidades americanas), Louis Tussaud’s Waxworks (museu de cera também presente em montes de lugares), restaurante temáticos e fast foods, muitos arcades, mini-golfes, cinemas 3D e afins. O que eu achei legal foi dar uma volta na Niagara Skywheel, que é a roda gigante grandona que fica no alto da rua e tem a vista das Cataratas do Niágara.

E por fim, atravessar a fronteira para os EUA (é só atravessar a ponte chamada Rainbow Bridge), e visitar as Cataratas do Niágara do lado americano.

Fonte aprendizdeviajante