O francês é o segundo idioma mais ensinado nas escolas

O francês é o segundo idioma mais ensinado no mundo.

Em um mundo globalizado,  é impossível não pensar na necessidade de buscar conhecimento para melhoria de desempenho tanto na área pessoal quanto na área profissional .

As bases do mundo pós-moderno trouxeram a aproximação das nações que, além de proporcionarem ganho econômico diversificado e multicultural, exigiram o conhecimento multilíngue.

Não é à toa que o francês entra nessa dinâmica sendo o segundo idioma mais ensinado nas escolas e o quinto mais falado no mundo.

Atualmente, segundo os dados da Embaixada Francesa no Brasil, e o francês está presente emcinquenta e seis países com mais de 270milhões de francófonos cientes da importância dessa língua no cenário atual.

 

O francês é o segundo idioma mais ensinado nas escolas

 

Segundo o relatório disponibilizado no site https://www.francophonie.org, fonte dos dados acima, o levantamento da informação de que francês é segundo idioma mais ensinado no mundo baseia-se na crescente relevância que a língua vem demonstrando nos setores acadêmicos, empresariais, jurídicos e até mesmo no setor de entretenimento.

 

O francês já foi considerada língua “universal “no início do século XlX. A exigência de ensino obrigatório do francês, no Brasil, no então criado Colégio Pedro ll em 1837, instituição imperial para a formação secundária, só reforça a relevância histórica de seu ensino nas escolas.

 

A aprendizagem era necessária pelo fato do francês ocupar destacada posição de língua cultural à época.

 

A importância do ensino da língua francesa já fazia parte da grade curricular escolar e até hoje existe uma geração mais idosa no Brasil que tem resgatado seus estudos do francês nos últimos anos.

 

A importância da língua francesa em terras brasileiras remete à ideia de que a aquisição do idioma agrega valores e auxilia na preparação dos futuros cidadãos que serão capazes de se comunicar em um mundo cada vez mais francófono.

 

E hoje em dia, apesar da língua francesa não ser obrigatória, seu aprendizado no Brasil e no mundo aumentam significativamente, segundo as curiosidades abaixo:

 

Veja algumas curiosidades da língua francesa 

 

• No período compreendido entre 2010 e 2014, houve um aumento na quantidade de falantes da língua francesa.

• Mesmo em países onde o francês não é língua materna, nem ministrado em escolas teve um crescimento de aproximadamente 30% no número de falantes.

• Segundo pesquisa realizada pela https://www.bloomberg.com.br/,o francês é o terceiro idioma mais usado no mundo dos negócios.

 

Aprender
É pacífico entre os educadores que o ensino deve suprir as necessidades do educando e o fato do francês ser o segundo idioma mais ensinado nas escolas, torna imprescindível sua presença na sala de aula.

 

O papel da escola é preparar o aluno para ser capaz de assumir seu papel na sociedade e o ensino do francês auxilia nessa preparação.

 

O português tem muito em comum com a língua francesa. A origem latina dos dois idiomas vai despertar no estudante a familiaridade entre eles, o que vai facilitar em alguns momentos o estudo da nova língua para os novos falantes.

 

Como em qualquer aprendizado, é necessário esforço e dedicação no processo de aquisição do francês, mas se inserido com a metodologia adequada, o objetivo será alcançado!

 

Ouvindo os especialistas no assunto

Márcia Alves de Rizzo e Diego Antunes, professores de francês do curso online Profrancês em São Paulo – SP , garantem que há metodologias específicas que aproveitam as características em comun do português e do francês para acelerar o aprendizado.

 

Segundo eles, é positivo utilizar algumas similaridades para desenvolver conexões na mente do aluno.

“Há um mito de que é necessário aprender francês evitando pensar em português, mas isso é uma falácia.

 

As similaridades de construção de frases e maneiras de pensar entre os dois idiomas são tão ricas que as pontes criadas entre os dois só aceleram o aprendizado e desmitificam a ideia de que o francês é uma língua difícil”, diz Márcia de Rizzo, fundadora da escola.

 

Mandarim é um dos cursos de idiomas mais procurados em São Paulo