O instante poético de Nick Drake, por Ediney Santana

Nick Drake

O instante poético de Nick Drake, por Ediney Santana

Nick Drake nasceu em 1948, viveu apenas vinte seis anos. Nascido na Inglaterra foi um ponto fora da curva de sua geração.

Cantor de voz melancólica, autor de canções intimistas e delicadas Nick em nada lembrava os artistas dos anos de 1960, não segurou bandeiras políticas, introspectivo, pouco expositivo, sem muitos amigos e solitário compositor.

Antes de se dedicar a música estudou Literatura em Cambridge, esse período foi decisivo na sua formação, anos mais tarde ao começar a compor suas letras eram carregadas de poeticidade, refinadas e bem estruturadas.

A discografia de Nick Drake se resume a três discos oficiais, o primeiro deles foi “Five Leaves Left” lançado em 1969, foi recebido com frieza pela crítica, era melancólico e poético demais para os anos revolucionários da década de 1960.

Nick Drake

Depois do lançamento de mais dois discos, Nick foi vencido pela depressão e voltou a viver com os pais. Perto de sua morte escreveu:

 Nick Drake, por Ediney Santana

Eu não sinto nenhuma emoção sobre nada.
Eu não quero rir nem chorar.
Estou dormente; morto por dentro.

No dia 25 de novembro de 1974 Nick Drake tomou alguns comprimidos para dormir e morreu, até hoje há a dúvidas se ele se matou ou foi um trágico acidente. Fato é que já havia escolhido viver só, desistiu da carreira musical e ilhou-se.

Nick queria ser reconhecido, mas em um tempo de efervescência cultural estava distante da sua própria geração, mas talvez sua falta de esperança e ausência de crenças políticas era seu manifesto involuntário contra a alegria florida de uma geração que dizia mudar o mundo quando o mundo continuava o mesmo em essência política e humana.

Em 1999 a BBC produziu um documentário sobre Nick, foi o começo da descoberta e redescoberta de sua obra, a público se interessou pela história do cantor de voz melancólica e músicas suaves, as gravadoras viram a possibilidade de algum ganho financeiro em relançar seus discos e assim fizeram.

Sobre Nick Renato Russo disse “Eu descobri Nick Drake há pouco tempo. É difícil achar os discos. Ele é um anjo. Ele tem uma sensibilidade extrema.” Em “The stonewall celebration concert” primeiro disco solo do Renato ele regravou Clothes of sand de Nick Drake, uma bela canção que nos remete a dias de outono, dia de paz a comunhão.

✔ Por Ediney Santana, para o Cultura Alternativa

👉 acesse os – Artigos de Ediney Santana no Cultura Alternativa

📍 **Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha do Cultura Alternativa. 📍