O Natal na casa de Weber Fadel e Alberlia – Por Anand Rao

Natal dos Araújo

Minhas lembranças em um texto micro

 

Faz tempo que não venho por aqui. Natal está distante de mim. Cerca de 12 anos atrás conheci uma pessoa na internet, chamada Agnes Araújo, casei no momento certo e comecei a conviver com a família dela. Antigamente, quando conheci esta que não tinha casado ainda, fui considerado ímpar. Hoje estou a muitos anos na família, tem os que me admiram e os que não, sei disso, e isso é natural. Quando soube, há cerca de um mês, que o Natal ia ser no salão de festas de Weber Fadel, disse para mim mesmo, neste irei, pois, Weber Fadel é um ser humano diferente. Ele tem no espírito uma linguagem atemporal. Ele sente como ninguém o infinito da felicidade e da espiritualidade. Ele sabe se dizer de forma diferente.

 

Casado com Alberlia que estou começando a conhecer, pois, estou entrevistando-a via Whatsapp, sinto que ele a fez feliz. Ela, sinto que é uma pessoa sensível, que guarda dentro de si a sensibilidade e a magia de uma vida singular. Me parece uma pessoa triste as vezes e outras vezes encantada, principalmente, com sua filha Kalyla, e esta sim é tudo para eles. Kalyla mexe com dança, tentei entrevistá-la, pois, ela valoriza uma arte singular, a dança, mas, não consegui. Pena, pois, iria emocionar os jovens que querem dançar e têm vergonha.

 

Hoje, domingo, 24 de Dezembro de 2017, o Natal será daqui a uma hora e meia ou duas no salão de festas de Weber. Eu espero que eles consigam traduzir na festa a alegria de Fadel e a sensibilidade de Alberlia. Casal de personalidade política forte, hoje terão nas mãos e no seu espaço toda a família. Lembro que Suerda, é a que arruma a banda de música e gosta de dançar e ser feliz. Ileana (que tive o prazer de entrevistar), a organizadora. Marlene, a matriarca, com quem a editora do Cultura Alternativa morou.

 

Hoje estará presente também um artista chamado Fábio Ojuara que foi objeto de matéria no Cultura. O que mais sei e lembro desta família? Que Breno (irmão de editora) é o grande representante por parte de Messias e Marly, que Beth (irmã da editora) e Mano, segundo li no Whatsapp, farão muita falta. O casal Edna e Márcio, padrinhos da Editora, também são encantadores e farão falta. Edna inclusive deu bela entrevista ao Cultura Alternativa.

 

Infelizmente, hoje, devido à semana atribulada em Natal, vou beber água, se bebesse algo mais forte como velho uísque, ou meu vinho de sempre, iria ficar mais encantado e farrear mais, mas, estarei lá olhando e conversando com quem comigo conversar. Vou tentar me encantar mesmo sóbrio, regado a àgua mineral. Ah sim…. Há também no grupo de Whatsapp o Sérgio Fraiman que vive brincando com todos e alertando sobre os perigos da cidade de Natal e me lembro de Múcio, um figura alegre, que não estará. Entrevistei o mestre Carlito e espero que esteja lá junto com sua Auxiliadora para eu cumprimentá-los.

 

No mais tem os tios antigos que espero tenham para comigo a energia e a sensação de que eu sou amigo.

 

A falta grande vai ficar por conta de Marly e Messias (in memoriam) pais de Agnes Adusumilli, Editora do Cultura. Do Samuel (in memorian), grande torcedor do América, e bom amigo. Messias fazia as orações do Natal me parece e Marly presenteava a todos. Enfim….. Espero que seja uma noite bonita e que todos se sintam bem, cada um na sua visão e magia e que a vida lhes presenteie com um excelente Natal.

 

Vamos tentar transmitir flashes ao vivo via Facebook do evento se a rede estiver boa e peço desculpas aos nomes e pessoas que não citei. Esse texto só foi uma magia que surgiu às 18 h, hora de Natal-RN.

 

Feliz Natal para quem o ler.

 

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

www.culturaalternativa.com.br