O rock Simbolista da Violeta de Outono, por Ediney Santana.

violeta de outono

A década de 1980 foi um dos momentos mais criativos do país, em especial na música, uma década que revelou várias personalidades que marcariam a cultura do Brasil nas décadas seguintes. Entre tantas bandas uma estava entre as mais marcantes daquela geração: Violeta de Outono.

A formação clássica da Violenta de Outono é: Fábio Golfetti (Voz, guitarra) Angelo Pastorello (Baixo) e Cláudio Souza (Bateria). A Violeta faz valer a delicadeza do nome, a primeira vez que ouvi aquelas músicas, aquela voz, aquele baixo bem marcado, a bateria que me remetia aos tambores da minha Bahia, mas sem pegada afró, lembrei-me de Cruz de Souza, Alphonsus de Guimaraens e Pedro Kilkerry.

A música da Violeta de Outono tem, talvez seja involuntário, essa conexão literária tanto na voz do Fábio Golfetti quanto nas suas letras simbolistas, também na sonoridade éter e Via-Láctea. Uma banda paulistana que difere das outras bandas de São Paulo justamente pela delicadeza de uma música singularíssima.   

A Violeta de Outono é um trio em verdades absolutas, cada parte tem personalidade própria e imprime identidade a sonoridade da banda, é possível ouvir cada instrumento e saber que cada um dos músicos colabora com a grandeza da banda.

 Fábio Golfetti é um dos poucos letristas que também chamo de poeta, no caso dele há algo especial, nunca buscou abrigo no guarda chuva do Pop, Fábio se desejar pode lançar um livro com suas letras, são poemas, poemas simbolistas, delicados e profundos.

A Violenta de Outono trouxe, como algumas poucas bandas da mesma geração, dignidade ao rock, inteligência e criatividade, sensibilidade e uma alternativa poética para música.

Alguém já escreveu que é sendo regional que se chega ao universal, a Violeta cantou sua urbanidade de maneira tão profunda  que sua música chegou bem distante, chegou naquela praça da pequenina cidade que cresci, ouvíamos aquelas músicas ao cair da tarde no ensolarado e praieiro  Recôncavo da Bahia, sentimos como se caminhássemos entre estrelas, ao lado dos bons amigos, ao lado de quem amávamos.

Mais informações sobre a Violeta de Outono

✔ Por Ediney Santana, para o Cultura Alternativa

👉 Acesse os – Artigos de Ediney Santana no Cultura Alternativa

📍 **Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha do Cultura Alternativa. 📍