O verão pede uns bons goles de água de coco

dieta, água de coco

Numa dieta ocidental, tão rica em sódio, alimento que possui muito potássio é rei!

Os dias mais quentes do ano chegaram, a transpiração aumenta e a necessidade de reposição de líquido e eletrólitos também!

Água de coco é a cara do verão e ainda bem que os coqueiros da região litorânea dão conta de fornecer esse excelente repositor hidreletrolítico também nas demais estações do ano.

Infelizmente é mais lembrada nos dias de praia, sol e mar e nem sempre está presente no dia a dia das pessoas. É preciso usufruir dos benefícios que a nossa região nos dá, pois não é por acaso que a água de coco possui um valor nutricional tão peculiar em relação às outras bebidas.

Hoje em dia é raro uma bebida isenta de aditivos, corantes e conservantes e ainda bem que a água de coco atende esse requisito.

Se ela fosse ganhar um rótulo comercial da sua forma in natura, os seguintes nutrientes seriam destacados: potássio, magnésio, cálcio, compostos antioxidantes, sódio e carboidrato na medida certa.

Vale ressaltar que o valor nutricional varia de acordo com o grau de maturação do fruto como também do solo e da região onde o coqueiro é plantado.

A água de coco faz jus à fama que ganhou nos últimos anos de um dos melhores isotônicos naturais existentes por conter cinco vezes mais potássio comparado às outras bebidas artificiais, sem adição de corantes, edulcorante e ainda com menos sódio.

Para aqueles praticantes de exercício físico leve a moderado, a água de coco é suficiente para repor suas perdas, auxiliar na manutenção da glicemia por conter também carboidrato, prevenir cãibras, equilibrar o sistema circulatório e fornecer antioxidantes, os quais evitam os danos causados pelos radicais livres.

Numa dieta ocidental, tão rica em sódio, alimento que possui muito potássio é rei! A ingestão de água de coco ganha papel de destaque nesse caso, pois combate o desequilíbrio provocado pela alta ingestão de sal.

Estes dois eletrólitos atuam como um dos reguladores de água no organismo, o potássio como diurético e o sódio como retentor de líquido.

Por isso que a água de coco pode ser um aliado no controle da pressão arterial, no controle de retenção de líquido, no controle da incidência de litíase renal (pedra no rim) e na diminuição de massa óssea, problemas comuns naqueles que abusam das dietas ricas em sal.

A pergunta que não quer calar: – A água de coco é assim tão boa, então pode ser consumida a livre demanda? A resposta é “não”.

Um copo de água de coco de 200 ml, tem aproximadamente uma composição de 40 Kcal, sendo 10 gramas de carboidrato, 320 mg de potássio, 40 mg de cálcio, 40 mg de sódio e 10 mg de magnésio.

Ou seja, mesmo sendo uma bebida de baixo teor calórico, caso seja tomada em demasia pode contribuir também para o ganho de peso quando se somam vários copos por dia.

Todos devem ter o bom senso na escolha do alimento e na quantidade a ser consumido, seja ele qual for, até mesmo os gêneros alimentícios de excelente qualidade merecem moderação no consumo.

Caso haja exagero, vai haver sobra e esse excesso repercutirá de alguma forma no corpo. Vale lembre que a água de coco também não substitui a ingestão de água, o papel da água de coco é complementar, com mais qualidade, a alimentação diária, além de diminuir a sensação de calor, contribuir para saúde, proporcionar refrescância e contribuir para hidratação nesses dias tão quentes.

Troque o prazer das bebidas industrializadas por um bom copo de água de coco gelado, seu corpo merece!