Organizando e preparando sua viagem para Marrocos

Viagem para Marrocos

Organizando e preparando sua viagem para Marrocos

Organizar sua própria viagem, pra qualquer lugar, principalmente para o exterior, dá muito trabalho, muito trabalho mesmo, é bem cansativo, requer tempo e dedicação, de dias, meses…, no mínimo de 4 a 6 meses, mas vale à pena, pois além de poder escolher onde e quando quer ir,  poder fazer tudo no seu tempo, curtir cada lugar sem pressa, sai bem mais em conta do que contratar uma empresa de turismo para organizar tudo para você.

Mesmo depois de tudo pronto, requer atenção contínua, pois a companhia aérea pode cancelar ou alterar seu voo, o que requer ajustes em sua viagem, em sua programação, roteiro e hospedagem.

Se utilizar algum site para fazer as reservas de hotel, faça contato diretamente com o hotel para confirmar se está tudo certo com sua reserva, tipo de acomodação, camas e etc. Imprevistos podem acontecer até o último minuto de sua viagem.

Já tivemos voos cancelados por greve de pilotos e demais funcionários da companhia, cancelados por outros motivos que não sabemos, alteração de data e horário, enfim tem que estar conectado, de olho em seu e-mail e em suas reservas pelo site da companhia aérea.

Às vezes alguma alteração pode te levar a ter que viajar no mesmo dia em que é notificado ou no dia seguinte e pode ser benéfica, pois te permite escolher outra data, horário e até mesmo mudar de aeroporto, basta fazer contato com a companhia aérea e verificar o que a alteração te permite. Se precisar de hospedagem além das que já estavam previstas, pode requerer o ressarcimento destas despesas extras, em função da alteração de seu voo.

Marrocos – Roteiro

Defina seu roteiro previamente para que possa fazer as pesquisas e comprar suas passagens aéreas de ida, volta e até no próprio país, se for o caso. Bem como fazer suas reservas de hotéis, adquirir passagens de trem, ingressos de museus, show, etc.

Em nosso caso, eu, uma amiga e sua filha, pesquisamos bastante sobre Marrocos, fizemos nosso roteiro, mas antes pesquisamos o preço das passagens em vários trechos para vermos por onde chegar e sair do país, neste caso, Marrocos, e assim traçar o roteiro de passeios pelo país, então decidimos chegar em Marrakesh e sair do país por Fez.

Mas a ideia inicial seria sair de Portugal, Lisboa, descer a Espanha de carro, até Sevilha, e atravessar o canal de Gibraltar, entrando em Marrocos pelo norte do país, e assim traçar nosso roteiro passando por tanger.

Mas após algumas análises de tempo em estrada e gastos com o carro, aluguel e combustível, decidimos ganhar tempo e ir de avião para Marrocos e depois para a Espanha, foi quando todo nosso roteiro começou a mudar.

Marrocos – De carro

Após muitas pesquisas em blogs sobre Marrocos, chegamos a conclusão que a melhor opção seria contratar um guia com automóvel 4×4 para nos acompanhar em toda viagem, desde o momento que chegarmos ao aeroporto até o aeroporto de saída do país, o que nos deu maior tranquilidade.

Vimos que é possível fazer a viagem de carro, alugando um veículo, mas há imprevistos para os quais deve estar preparado, como tempestade de areia, animais na pista, o dificultador da língua pelo interior, a falta de internet para usar um aplicativo de GPS, algum defeito no carro, pneu que pode furar, dentre outros, o que nos fez desistir desta opção. Vimos que há trens para determinados locais, cidades, mas para alguns passeios, como é o caso da região do deserto, faz-se necessário contratar guias e transporte.

Marrocos – Orçamentos

A partir de nosso segundo roteiro, em Marrocos, compramos as passagens de entrada e saída do país e, após, traçamos diversos roteiros que poderíamos fazer no prazo que definimos ficar por lá.

Em cada roteiro verificamos distância entre as cidades e duração do percurso de automóvel, o que nos levou a traçar uns 10 roteiros até o definitivo. Antes de comprar as passagens, sugiro definir o roteiro, pois geralmente vai querer ir a mais lugares, mas o tempo não será suficiente ou terá que optar para encaixar no tempo que definiu ficar no local de destino.

Definido o nosso roteiro enviamos aproximadamente 20 e-mails para as empresas de turismo em Marrocos, algumas no Brasil, para nos enviar o orçamento com guia, automóvel e hospedagem, sendo que recebemos retorno de aproximadamente 50% de nossas solicitações, o que foi suficiente para nossas análises e tomada de decisão.

A maioria das empresas, mesmo marroquinas, nos responderam em português e possuem guias que falam português, o que facilita muito a comunicação.

Pedimos também orçamentos sem a hospedagem, mas verificamos que não valia à pena fazer as reservas de hotel por nossa conta, sendo no que interior do país e deserto teríamos que ficar em hospedagens oferecidas pelas empresas, incluído café da manhã e uma refeição.

As empresas que nos responderam foram rápidas e todas muito atenciosas. Recebemos propostas para outros roteiros, além do nosso roteiro proposto, o que nos levou a mudar de opinião e irmos conhecer o deserto já que estamos falando de Marrocos.

Ao traçar nosso roteiro, vimos que 10 dias seriam poucos pra tudo que queríamos conhecer, então tivemos que excluir alguns lugares para incluir outros.

Queríamos muito ir a Essaouria (Morador), cidade litorânea, onde poderíamos comer frutos do mar frescos, e no caminho ver cabras nas árvores, mas creio que são nativos da região que as colocam lá, dizendo que elas sobem sozinhas nos galhos para comer frutos, e assim os turistas querem tirar fotos, o que é cobrado por eles, segundo informações que vi em blogs, como também ir a Chefchouen, a cidade azul, mas tivemos que fazer opções e retirá-la, mas no final, em tratativas com a empresa que contratamos, foi possível incluí-la.

Empresas que nos deram retorno com orçamento: Excellence Turismo, Palmerie Tours, Xaluca, Viagens Marrocos 4×4, Viagem para Marrocos/Vamos a Marrocos com Paula Pereira, Trilho Salama/Viagens Marrocos, Siroco, Ask Marrocco Travel Agency, Marroco Imperial Bike. Sendo que duas delas tivemos uma mesma pessoa que nos responderam, totalizando 11 empresas, 9 efetivamente.

Marrocos – Cidades escolhidas

Alguns de nossos roteiros em Marrocos – Marrakesh, Demnate Aghmat, Rabat (capital), Salé, Fez, Meknes/Volubilis, Sefrou, Imouzzer Kandar, saindo de Fez (mantendo Fez como base para passeios diários nas cidades próximas).

Marrakesh, Essaouria (Mogador), Safim, Oualidia, Mazagão, Azamor, Rabat, Meknes , Fez, Imouzzer Kandar, saindo de Fez (mantendo Fez como base para passeios diários nas cidades próximas)

Marrakesh, Essaouria (Mogador), El Kelaa des Sraghna, Beni Mellal, Meknes, Fez, Imouzzer Kandar, saindo de Fez (mantendo Fez como base para passeios diários nas cidades próximas)

Por fim, nosso roteiro ficou o seguinte com a empresa que contratamos, no período de 24/01 a 04/02/19:

Dia 24/01 – Chegada a Marraquexe e transfere ao Hotel

Dia 25/01 – Marraquexe – visita por dentro da medina com guia oficial em português

Dia 26/01 – Marraquexe – visita com o nosso guia por fora da medina (jardins, etc)

Dia 27/01 – Marraquexe- Demnate- Marraquexe

Dia 28/01 – Marraquexe- Ait Ben Haddou- Ouarzazate- Vale do Dades

Dia 29/01 – Vale do Dades- Gargantas do Todra- Deserto de Merzouga

Dia 30/01 – Deserto de Merzouga – Vale do Ziz

Dia 31/01 – Vale do Ziz- Ifrane-Floresta de Cedros- Fes

Dia 01/02 – Fes (visita da cidade)

Dia 02/02 – Fes- Meknés- Chefchouen

Dia 03/02 – Chefchouen – Volubilis- Fes

Dia 04/02 – Fes (partida)

Este roteiro foi de acordo com nosso desejo de visitar o máximo de cidades/locais possíveis, no tempo que ficaremos em Marrocos, mas a agência organiza a viagem como a gente deseja, ou seja, poderíamos ficar mais tempo em cada lugar, mas teríamos que ir em menos locais.

Reduzimos nosso tempo em Marrocos para passarmos um tempo na Espanha, que fica bem próxima, além de passar uns dias em Lisboa no início da viagem.

Marrocos – Alerta e pegadinhas

Alerta – Fique atento com o tipo de hospedagem que irão te oferecer no deserto. Caso queira passar uma noite no deserto, há tendas bem organizadas e confortáveis, com banheiro privativo, mas há casos que não há como tomar banho e nem há banheiro privativo. A chegada até o acampamento e de dromedário por 1 hora, lembrando que também terá que voltar.

Prepare-se para o calor durante o dia e temperaturas bem baixas durante à noite, típico de deserto, podendo até nevar durante à noite na época do inverno, a depender da região.

Nós optamos por um bom hotel, à beira das dunas, em que podemos chegar de automóvel até a porta, onde também poderemos usufruir do por do sol, da noite estrelada e do amanhecer.

Um dos motivos de não querer ficar em belas tendas no meio do deserto e passar uma noite como vivem os nativos, uma noite berbere, com música e fogueira, jantar, o que seria muito legal, bacana e daria belas fotos… é que tenho muito medo, pavor, fobia, pânico… de cobras, aranhas e escorpiões, e deserto com certeza tem.

Então, já passei meses apavorada só de imaginar! Já fico me imaginando olhando pra todos os lados apavorados com as cobras dançantes saindo de cestinhos nas ruas, praças…  

Marrocos – Siroco

Voltando ao assunto, decidimos pela empresa Siroco, que nos apresentou melhor custo/benefício com bons hotéis e nos passou bastante segurança em relação a toda nossa estadia em Marrocos, estando incluído:

⧫ Transporte desde o aeroporto de chegada e para o aeroporto de partida;

⧫ Transporte privado em carro 4×4 ou Minivan, novo e seguro, com ar condicionado. Todos os carros têm licença turística do Governo de Marrocos e seguro para os clientes

⧫ Guia que fala corretamente espanhol, francês e bem português;

⧫ Acomodações durante toda a viagem, com café da manhã nos alojamentos indicados (ou equivalentes caso estejam esgotados no momento da reserva)

⧫ Jantares em Merzouga, Vale do Ziz e Vale do Dades;

⧫ Guia oficial nas cidades de Marraquexe, Fes, Meknès.

O nosso contato foi com Alexandra, extremamente gentil, educada, atenciosa, cuidadosa, etc… e nos passou o contato de celular, inclusive da pessoa responsável, representante da empresa em Marrocos.

Marrocos – Passagens

Comece a pensar em sua viagem com bastante antecedência e vá pesquisando o preço das passagens nas diversas companhias aéreas.

Veja as possibilidades de chegar ao seu destino com menor custo/benefício e compre suas passagens com no mínimo 4 meses de antecedência da data da viagem.

Sua viagem com roteiros prévios já deve estar definida, pois para comprar as passagens já precisa saber quando ir, para onde ir e quando e de onde irá voltar.

Em Marrocos há várias cidades com aeroportos internacionais, portanto, é necessário saber em qual cidade quer chegar e de qual cidade quer voltar, já traçando seu roteiro de viagem no país.

 Em nosso caso, optamos por viajar com a TAP Air Portugal para Lisboa e depois de passar 03 dias por lá, irmos para Marrocos. Verificamos que os preços pela TAP estavam melhores do que de outras companhias aéreas.

A partir do momento que comprar suas passagens, fique atento ao seu e-mail, pois sempre há alteração de voos e, em nosso caso, a TAP fez várias alterações, o que nos levou a alterações de roteiro de nossa viagem e consequentemente em nossas hospedagens.

Marrocos – Hospedagem

Em Lisboa e Espanha, decidimos fazer nossas reservas pelo site hoteis.com, que permite parcelamento em até 12 vezes sem juros, e já tivemos experiências em outras viagens, sem problemas com a hospedagem e excelentes hotéis, bem confortáveis, bem equipados e bem localizados.

A dica é pesquisar hotéis que tenham no mínimo nota 8 na avaliação e ler as avaliações de hóspedes.

Em Marrocos, nossa hospedagem foi efetuada pela empresa que contratamos, pois já estão inclusas no pacote.

Há Riad lindos, maravilhosos, bem típicos, com decoração e cultura marroquina, geralmente dentro das medinas, mas optamos por hospedagens onde dá pra chegar de automóvel e longe do barulho e todo movimento das medinas.

Antes de mais nada, precisamos pesquisar para entender cada tipo de hospedagem em Marrocos.

Marrocos – Passeios

Em Marrocos, todos os passeios já estão no pacote oferecido pela empresa, sobre os quais estarei falando nas próximas matérias.

Marrocos – Moeda

Em pesquisas realizadas por meio da internet, indica que a melhor opção é levar euros, até pela proximidade da Europa, e trocar por Dirhams Marroquino.  

Ir preparado para pagar as despesas diárias em dinheiro, pois nem sempre irá encontrar locais que aceitam cartões de crédito.

Vale lembrar também que o IOF cobrado sobre despesas pagas com cartão de crédito no exterior é muito alto, portanto, o custo do dinheiro é menor quando realizado o câmbio no país de origem, para euro ou dólar, e fazer câmbio novamente no país de destino, como é o caso de Marrocos.

Cotações de 22/10/18

R$ 1,00 = 2,58 Dirhams

USD 1,00 = 9,50 DIrhams

Euro 1,00 = 10,88 DIrhams

Marrocos – Gasto diário

Não foi fácil encontrar informações consolidadas sobre a média de gasto diário em Marrocos, com alimentação, transporte, ingressos, consumo em geral, exceto hospedagem e passeios turísticos contratados.

O valor encontrado foi de R$ 100,00 dia, no entanto, irei confirmar quando estiver lá.

Em contato com uma brasileira, que nos enviou algumas propostas de viagem pelo Marrocos, em resposta ao nosso e-mail de cotação da viagem, fomos informadas que o custo diário será de 20 a 25 euros, no entanto, confirmarei quando estiver por lá.

Texto e Fotos do acervo da viagem da Claudia Dias ao Marrocos

Para ver as fotos fotos clique no símbolo do Facebook abaixo e curta nossa página pública.

Fotos do acervo da viagem da Claudia Dias ao Marrocos

Publicado por Portal Cultura Alternativa em Sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Agradecemos o texto da Claudia Dias e aguardamos suas impressões por esta viagem e suas descobertas.

Agnes Adusumilli

Cultura Alternativa