Para viajar bem: dicas na hora de contratar hospedagem

Nós aqui do Cultura Alternativa adoramos viajar.

É muito legal, descobrir novas culturas e conhecer pessoas nem se fala.

Mas você sabe que dá um trabalhão danado, a programação, o cuidado em escolher boas acomodações, o que visitar e ainda os traslados.

Hoje, somos nós que fazemos tudo e com a correria do dia fica cada vez mais difícil.

Fazemos o trabalho das agências de turismo.

Mas adoro planejar, eu até fico vendo através da câmera do google street view, kkk

Mas vamos ao que interessa, abaixo, o Ministério do Turismo nos fornece muitas dicas.

Confirme se os estabelecimentos estão formalmente cadastrados e saiba como denunciar irregularidades

 

1. Verifique se a hospedagem está formalizada

Os meios de hospedagem devem, obrigatoriamente, estar inscritos no Cadastur.

No site do sistema, é possível pesquisar e consultar locais formalizados por tipo de hospedagem, estado, bairro e cidades.

 

2. Confirme a estadia

Antes mesmo de partir para seu destino, peça uma confirmação, por escrito ou por e-mail, de que você fez sua reserva no hotel, pousada etc.

Exija o máximo de detalhes: tipo de acomodação, serviços oferecidos (Wi-Fi, café da manhã, serviço de quarto etc), horário de check-in, formas de pagamento e de cancelamento.

Com tudo documentado, a chance de imprevistos é menor.

 

3. Danos materiais

 

Os estabelecimentos respondem pelo prejuízos causados por extravio ou dano na bagagem ou por danos materiais ou morais sofridos nas dependências do hotel, pousada etc.

Se o problema ocorreu pela má administração ou pela falta de manutenção do local, a responsabilidade é da empresa.

 

4. Cancelamentos

Se não puder comparecer ao hotel no dia marcado, cancele a reserva com a maior antecedência possível.

Muitos locais cobram multa pelo cancelamento, mas atenção: os valores dessa multa devem estar claros no momento em que você fez a reserva ou no contrato, de forma transparente.

 

5. Overbooking

Se não houver uma acomodação disponível, mesmo comparecendo ao hotel na data e horário em que fez a reserva, o consumidor tem o direito de exigir uma acomodação semelhante ou superior.

O mesmo vale para acomodações que não correspondam ao acertado na reserva.

Caso contrário, você pode cancelar sem multas e com direito à restituição do dinheiro.

 

6. Problemas? Exija seus direitos!

Antes de buscar ajuda externa, tente negociar e entrar em um acordo com a empresa.

Se, mesmo assim, o estabelecimento descumprir alguma regra, busque o Procon ou outros órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor.

 

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Turismo, do Viaje Legal e do Ministério da Justiça

 

Dicas para quem vai viajar de avião na alta temporada