Pedro e Inês, o Amor Não Descansa

Pedro e Inês o Amor Não Descansa

Pedro e Inês, o Amor Não Descansa


ESTREIA NOS CINEMAS DO BRASIL NESTA QUINTA, DIA 8 DE JULHO


Baseado no romance ‘A Trança de Inês’, filme é uma coprodução entre Brasil, Portugal e França

Filme dirigido por António Ferreira estreia em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília

Com estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 8 de julho, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Pedro e Inês, o Amor Não Descansa

Sobre o filme

“PEDRO E INÊS” dirigido por António Ferreira, uma adaptação do romance ‘A Trança de Inês’ de Rosa Lobato de Faria, chega aos cinemas brasileiros, com distribuição da Pandora Filmes.

O filme, uma coprodução entre Brasil, Portugal e França, e que foi o filme português mais visto do ano em Portugal.

Protagonizado pelos atores Diogo Amaral e Joana de Verona, “PEDRO E INÊS” é inspirado em uma famosa lenda portuguesa, e o filme narra uma inigualável história de paixão ao longo de três épocas: na idade média onde tudo originalmente aconteceu, no tempo atual onde Pedro e Inês são arquitetos numa grande cidade e, num futuro diatópico, onde as pessoas fogem das cidades para o campo para sobreviver.

Pedro e Inês sempre se encontram e se apaixonam perdidamente, ao longo dos tempos, imortalizando a mais gloriosa história de amor portuguesa.

O filme foi rodado no verão de 2017 em quatro concelhos do distrito de Coimbra (Cantanhede, Montemor-o-Velho, Lousã e Coimbra).

No elenco figuram ainda nomes como Vera Kolodzig, Cristóvão Campos, Custódia Gallego, Miguel Borges, João Lagarto e Miguel Monteiro.

“PEDRO E INÊS” teve a sua estreia mundial na competição do Festival de Montreal, tendo já passado pelas competições da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival do Rio e no Festival Caminhos do Cinema Português.

Pedro e Inês, o Amor Não Descansa

Sinopse:

Uma coprodução entre Portugal, França e Brasil, o filme é baseado na história real do Rei Dom Pedro I, que desenterrou sua amante Inês de Castro para torná-la rainha depois de morta.

A obra conta a história de Pedro e Inês em três diferentes épocas (presente, passado e futuro). Um amor atemporal que vence as limitações do tempo. Protagonizado pelos atores Diogo Amaral e Joana de Verona, o filme imortaliza a mais gloriosa história de amor portuguesa.