Plantas são as estrelas deste hotel de luxo.

Hotel romântico na Itália tem pés de limão siciliano ao redor da piscina e salas de jantar repletas de plantas nas paredes, em decoração intimista

No final da Segunda Guerra Mundial, quatro irmãos se reuniam na casa de verão da família em Positano, na Itália. Tinham uma ideia: lançar o lugar como hotel.

Mal sabiam como isso transformaria tudo ao redor, além de suas vidas. Lançaram assim um estilo de hotel-boutique de luxo, mas descontraído em cores e escolhas de conforto.

 

O hotel Le Sirenuse abriu em 1951 com oito suítes de vista estonteante para as Ilhas das Sirenes. A surpresa?

Encantadoras parreiras de uva abraçavam as salas de jantar. Hoje, foram substituídas por trepadeiras que mantêm a mesma atmosfera intimista.

 

As suítes do começo se multiplicaram: agora são 59 quartos, cada um com sua pequena varanda para o mar azul.

O cinco estrelas não perdeu, porém, a atmosfera de uma casa familiar. Franco Sersale, um dos irmãos, retornou a Positano em 1990 para reformar o hotel.

Redesenhou o terraço da piscina, que tem pés de limão siciliano nas bordas e também o restaurante La Sponda, que tem uma coleção de plantas exuberante nos interiores.

 

Em 2000, o Spa Le Sirenuse, desenhado por Gae Aulenti se somou, e no ano seguinte, o Champagne & Oyster Bar nasceu, para os visitantes ouvirem música sob as estrelas.

Desde 1970, Le Sirenuse é membro dos Leading Hotels of the World, uma chancela para o pequeno hotel líder.

 

casavogue