Prêmio Jabuti 2019

Prêmio Jabuti 2019

Prêmio Jabuti 2019 recebeu 2.103 inscrições, número 11% maior do que o registrado no ano passado.

A Câmara Brasileira do Livro (CBL), organizadora do certame, divulgou os cinco finalistas de cada uma das 19 categorias do prêmio que chega, em 2019, a sua 61ª edição.

Na categoria Romance, uma das mais disputadas do Jabuti, os finalistas são Cristovão Tezza, por A tirania do amor (Todavia); Alexandre Vidal Porto, com Cloro (Companhia das Letras); Ana Paula Maia, com Enterre seus mortos (Companhia das Letras); Martha Batalha, com Nunca houve um castelo (Companhia das Letras) e Tiago Ferro, com O pai da menina morta (Todavia).

Geovani Martins (O sol na cabeça – Companhia das Letras), Gustavo Pacheco (Alguns humanos – Tinta da China), Rodrigo Lacerda (Reserva natural – Companhia das Letras), Emilio Fraia (Sebastopol – Alfaguara) e Vilma Arêas (Um beijo por mês – Luna Parque) são os finalistas na categoria Contos. Em Crônicas, aparecem Ruy Castro (A arte de querer bem – Estação Brasil), Fabrício Corsaletti (Perambule – Editora 34), Fernanda Young (Pós-F: para além do masculino e do feminino – LeYa), Míriam Leitão (Refúgio no sábado – Intrínseca) e Andrea Pachá (Velhos são os outros – Intrínseca).

Os vencedores de cada uma das 19 categorias e o ganhador do Livro do Ano serão conhecidos no dia 28 de novembro, em cerimônia a ser realizada no Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer (Av. Pedro Álvares Cabral – São Paulo / SP).

Clique aqui para ter acesso à lista completa de finalistas.

Realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), o Jabuti confere aos vencedores o reconhecimento da comunidade intelectual brasileira, do mercado editorial e, principalmente, dos leitores. Serão 19 categorias e um vencedor do Livro do Ano.

Prêmio Jabuti 2019 – Mudanças

Nesta edição, os quatro eixos permanecem organizados em: Literatura, Ensaios, Livro e Inovação. Algumas atualizações foram realizadas para que o Prêmio seja cada vez mais abrangente e alinhado ao leitor e ao mercado:

As categorias Infantil e Juvenil foram separadas.

Livros de documentário e reportagem passam a ser inscritos junto à categoria Biografia, e não mais na de Humanidades.

A categoria Tradução, alocada no eixo Literatura em 2018, a partir desta edição passa para o eixo Livro.

A categoria que foi lançada como Formação de Novos Leitores ganha novo nome, a partir desta edição, Fomento à Leitura, para abranger projetos que vão além formação, mas para todas as atividades de promoção da Leitura.

Coletâneas compostas por textos não inéditos só poderão ser inscritas nas categorias que compõem os eixos Livro – Capa, Ilustração, Impressão, Projeto Gráfico e Tradução – e Inovação – Fomento à Leitura e Livro Brasileiro Publicado no Exterior.

Outra novidade é que o Prêmio Jabuti passa a ter duas listas fases de finalistas. Na primeira, serão divulgados pela CBL os dez finalistas para cada uma das 19 categorias. Em um segundo momento, a CBL fará o anúncio dos cinco finalistas.

Os primeiros colocados em cada categoria, como ocorre desde o ano passado, serão revelados somente no dia da cerimônia de premiação. Apenas a auditoria Ecovis Pemon terá acesso aos resultados;

O vencedor do Livro do Ano do Prêmio Jabuti 2019 será escolhido entre as obras vencedoras dos eixos Literatura e Ensaios.

Confira a estrutura de eixos e suas categorias no Prêmio Jabuti 2019

Eixo Literatura (sete categorias): Conto; Crônica; HQ; Infantil; Juvenil; Poesia e Romance.

Eixo Ensaios (cinco categorias): Artes; Biografia, Documentário e Reportagem; Ciências; Economia Criativa e Humanidades;

Eixo Livro (cinco categorias): Capa; Ilustração; Impressão; Projeto Gráfico e Tradução;

Eixo Inovação (duas categorias): Fomento à Leitura e Livro Brasileiro Publicado no Exterior.

Prêmio Jabuti 2019 – Premiações:

Cada um dos autores e editoras vencedoras recebem a estatueta do Prêmio Jabuti.

Ao autor, caberá também uma premiação em dinheiro:

Vencedor de cada uma das 19 categorias: R$ 5.000 (Cinco Mil Reais)

Vencedor do Livro do Ano: R$ 100.000,00 (Cem Mil Reais).

“Entendemos que o prêmio pode ampliar o seu alcance sempre, como um farol sobre a melhor literatura produzida no país e ter reforçado seu caráter de mediador, de fomentador da leitura, nos mais diversos aspectos, gêneros e gostos.

Quis formar um conselho de editores que se complementam nas múltiplas experiências: acadêmica, literária, infantil, juvenil, em tradução e edição dos gêneros que compõem o escopo editorial do Prêmio”, comenta Pedro Almeida, Curador do Prêmio Jabuti.

Ao lado de Almeida, fazem parte do Conselho Curador do Jabuti 2019:

Camile Mendrot (AB Aeterno Produção Editorial)

Mariana Mendes (Canal Bondelê)

Cassius Medauar (Editor -Editora JBC)

Marcos Marcionilo (Sócio e Publisher da Parábola Editorial)

Indicação de Jurados

O mercado editorial e os leitores podem fazer indicações ou se candidatar para integrar o júri de cada categoria da premiação. O Conselho Curador será responsável pela verificação, seleção e complementação do corpo de jurados. O corpo de jurados terá 57 integrantes, sendo três para cada categoria. Cada jurado deverá escolher 13 obras e terá dois meses para análise e atribuição das notas. O período de Consulta Pública para indicação de jurados é de 16 de maio a 16 de junho.

Prêmio Jabuti 2019 – Como concorrer?

As inscrições vão de 16 de maio a 28 de junho de 2019 e podem ser feitas por meio do site www.premiojabuti.org.br ou www.premiojabuti.com.br, onde está disposto o regulamento completo da premiação.

Acompanhe as dicas de leitura no site do Cultura Alternativa