Quanto Café, nome singular e recepção espetacular

Quanto Café. Paladar de Brasília.

Quanto Café, nome singular e recepção espetacular

 

Quando você chega no café, você lê, “Quanto”. Em hipótese nenhuma você vê a palavra café. Só vê “Quanto”. Pelo menos do ângulo e da mesa que eu estava, eu só via esta intrigante palavra, e gostei.

Marcamos com os donos via Instagram, são antenados. O que mais me chamou atenção com relação às mesas e cadeiras, foram duas cadeiras de praia e uma cliente tomando um uísque olhando para o eixão.

Viva a Liberdade.

 

Quanto Café – Entrevista

Lina e Gustavo Pimentel, primos, são proprietários do café. Ele, perfeccionista, ela, ex-jornalista. Ele barista, ela, vaidosa, não achei mais nenhuma palavra terminada em “ista” para rimar.

O bate-papo foi transmitido ao vivo via Facebook. Um papo descolado, informativo. Assista.

Publicado por Anand Rao Adusumilli em Quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Paladar de Brasília – Degustação

Degustamos, viajamos e curtimos o local. Observamos a textura, o design, a temperatura, a quantidade e o tempero. Por fim, entramos no mundo, no sabor, no paladar do “Quanto”. Quanto o que? Quanto Café.

 

Hario V60 – 200 ml e 300 ml (R$ 13 e 16)

Metódo Japonês, extração rápida e limpa, o resultado é uma bebida suave. Nada de açucar ou adoçante, só o café, curtido em sua língua e curtindo sua língua. O sabor, a magia, a poesia foi o carro chefe desta tarde.

 

Macchiatto – R$ 11

Mais intenso que o capuccino, leva 20 ml de leite vaporisado e 10 ml espresso. E satisfez, é mais comum, mas, satisfez com tzão, alma e coração.

 

Bolo de Milharina – R$ 9

Com calda de goiaba. Textura em destaque, calda caudalosa, um bolo para satisfazer ao paladar talvez.

 

Pão com Manteiga – Pão da Casa – R$ 5,20

Pão com parmesão ou baguete tostado. Delicioso. Simples, enfeitiça ao paladar mais aguçado.

 

Pãozinho da Toscana – R$ 24,70

Com parmesão, parma, tomate e maionese de alho. Saboroso sob todos os aspectos.

 

Quanto Café – Arquitetura

As mesas, algumas já vimos em outros restaurantes, mesmo design, mesmo balanço. As cadeiras: a maioria são confortáveis. O destaque, como disse no lide, são as espreguiçadeiras, que não me aguentam, pois, tenho mais de 100 quilos. O balcão conquista. O nome chama. A arquitetura, apesar de simples, é intensa.

 

Paladar de Brasília – Atendimento

Lina e Gustavo participam do atendimento, até quando no quanto, não sei. Vão enjoar de atender, não sei? Hoje estão adorando. Futuramente, quem sabe,  teremos os tradicionais garçons sem impacto. Não creio. Creio que colocarão pessoas descoladas, mas, hoje, quem atende, são eles, vale a pena conferir, conhecer, é uma dupla intensa e afim de trabalho.

 

Quanto Café – Fotos

Viajamos há mais de 10 anos mundo afora. São inúmeras fotos. Clique no símbolo do Facebook abaixo, curta nossa página, e veja as fotos que fizemos no “Quanto”.

Veja matéria completa na Editoria de Gastronomia do Cultura Alternativa – http://www.culturaalternativa.com.br/

Publicado por Portal Cultura Alternativa em Quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Paladar de Brasília – Internet

Fizemos a transmissão ao vivo usando a internet do Quanto. É boa.

Facebook – Quanto Café

Site – Quanto Café

Instagram – Quanto Café

 

Quanto Café – Filmes

Nosso setor de filmes, que se vira com imagens de celular, fez o filme abaixo, obrigado aos que fazem parte deste setor

Anand Rao e Agnes Adusumilli

Editores do Cultura Alternativa

www.culturaalternativa.com.br