“Reflexões Olímpicas e Dignidade Humana”

“Reflexões Olímpicas e Dignidade Humana” - Cultura Alternativa

“Reflexões Olímpicas e Dignidade Humana” – Exposição virtual

Será inaugurada no dia 3 de agosto a exposição virtual “Reflexões Olímpicas e Dignidade Humana”, que usa como cenário os Jogos Olímpicos e Paralímpicos para tratar de temas sociais, humanos e esportivos.

A iniciativa é do eMuseu do Esporte em parceria com o Comitê Brasileiro Pierre de Coubertin (CBPC) e apoio institucional do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Para visitar a exibição acesse o site do eMuseu do Esporte: www.emuseudoesporte.com.br

O conteúdo da exposição, um dos 18 ambientes históricos do eMuseu, entre galerias e exposições em 3D, será composto por entrevistas com diversas personalidades e especialistas das áreas de filosofia e estudos olímpicos, e já reúne nove países e cinco continentes.

“Reflexões Olímpicas e Dignidade Humana”

A exposição abordará quatro temas: Esporte e Valores, Intersexualidade, Refugiados e Liberdade de Expressão.

Para Nelson Todt, as políticas contemporâneas e as relações humanas englobam todas as camadas de uma sociedade e diante disso, os Jogos Olímpicos não são exceção.

“O esporte imita a vida, assim como as crises sociais também ecoam no ambiente Olímpico, em atletas e seu entorno. A partir dessa ideia, podemos refletir o quanto o esporte demanda valores que norteiem, por assim dizer, aquela conduta desejável socialmente”, explica o professor.

Para ele, o movimento olímpico “provoca a reflexão sobre dignidade humana em resposta à atual crise de valores, contribuindo para o desenvolvimento da igualdade de gênero, bem-estar, paz e redução das desigualdades”.

Lamartine DaCosta, curador do eMuseu do Esporte, considera a exposição virtual uma mudança de rumo nas interpretações do esporte na atualidade.

“Reflexões Olímpicas e Dignidade Humana” - Cultura Alternativa

“Até agora, o eMuseu cultivou a memória do esporte por meio de tecnologias inovadoras.

Porém, ao se associar aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, em parceria com órgãos das Nações Unidas, abrem-se perspectivas globais e de maior impacto para a construção de um esporte do futuro, mantendo-se respeito ao passado e aos temas de alta sensibilidade do presente”, explica.

A diretora do eMuseu do Esporte, Bianca Gama Pena, afirma que “uma das premissas do eMuseu é fazer com que todas as suas iniciativas estejam alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), contemplando os 17 ODS”.

A diretora do UNIC Rio, Kimberly Mann, lembra que o esporte é um modelo de trabalho em equipe e um motor de crescimento econômico para toda a sociedade. “Podemos usar este poder para construir pontes de amizade e coexistência, promover estilos de vida saudáveis e avançar nosso trabalho para alcançar um desenvolvimento sustentável e inclusivo até 2030”, afirma.