Reforma da Previdência: quando vou aposentar?

Reforma da Previdência

Independente de idade, uma dúvida que ronda a cabeça de muitos brasileiros é: quando vou me aposentar caso a Reforma da Previdência seja aprovada?

A idade mínima para a aposentadoria na proposta é de 62 anos para as mulheres e 65 para os homens. Mas, quem já está perto de se aposentar deve ficar atento nas três regras de transição, onde o trabalhador poderá escolher a melhor opção para ele.

Veja as regras de cada transição e saiba quando você irá se aposentar, caso a Reforma da Previdência seja aprovada.

Como fazer o cálculo?

Como já mencionamos, para se aposentar, a mulher terá 62 anos e o homem 65, com 20 anos de contribuição. Caso a Reforma da Previdência seja aprovada, essa idade vai começar a valer a partir de 2027 para homens e 2031 para as mulheres.

Os trabalhadores que se aposentarem com 20 anos de contribuição, terão direito a receber apenas 60% da média salarial. Quem quiser receber 100% precisará trabalhar por 40 anos.

Estou na transição para idade mínima

Para se aposentar em 2019 pela regra da idade mínima, a mulher precisa ter 56 anos e o homem 61. Referente aos anos de contribuição, são 30 anos para a mulher e 35 para o homem.

A transição para essa regra irá durar 12 anos, ou seja, até 2031. Por conta disso, mulheres com 50 anos e homens com 56 também podem atingir a idade mínima até o término do período de transição.

Aposentadoria por pontos

Outro tipo de aposentadoria proposta na Reforma da Previdência é a aposentadoria por pontos, que são a soma da idade com o tempo de contribuição.

Por exemplo: 60 anos de idade + 36 anos de contribuição = 96 pontos. O máximo que uma mulher pode chegar é 100 pontos e o homem 105. Ocorre um aumento por ano, até 2033.

Quem quiser se aposentar em 2019 com essa regra de transição, precisa ter 86 pontos (mulher) e 96 pontos (homem).

A transição da regra vai durar 14 anos, ou seja, até 2033. Então, mulheres que possuem hoje 73 pontos e homens com 88 pontos podem alcançar a média até o término do prazo.

Pedágio

Para aqueles que ainda faltam dois anos para completar o tempo mínimo de contribuição, ou seja, 30 anos para as mulheres e 35 para os homens, poderão escolher a aposentadoria sem idade mínima, mas com o fator previdenciário incluído.

Isso quer dizer a pessoa terá que pagar o “pedágio” de 50% sobre o tempo que falta. Por exemplo, se faltam apenas dois anos, o trabalhador precisará trabalhar por três.

Ficou alguma dúvida sobre a Reforma da Previdência? É só deixar nos comentários.

𝘙𝘦𝘥𝘢çã𝘰 𝘥𝘰 𝘊𝘶𝘭𝘵𝘶𝘳𝘢 𝘈𝘭𝘵𝘦𝘳𝘯𝘢𝘵𝘪𝘷𝘢