Muito dinheiro no bolso, saúde para dar e vender!

Réveillon com muito dinheiro no bolso e saúde!

Réveillon com muito dinheiro no bolso e saúde!

Confraternizações, amigos ocultos, os presentes da família, tudo isso aumenta bastante os gastos nos finais do ano.

Quando se pensa que tudo acabou depois da Ceia de Natal, logo vem a lembrança da festa de Réveillon, que muitos não abrem mão de passar em grande estilo, ou passeando por praias em que há festas tradicionais, e isso ainda implica o custo com passagens aéreas, hospedagem, coisas que, caso não planejadas antecipadamente, podem representar somas expressivas na receita do mês de dezembro.

É necessário estar atento para que uma única noite não deixe prestações, nem sempre suaves, para o ano que vai nascer.

Réveillon – Viajar

Sim, as maiores festas de ano novo sempre foram e estão caras. Isso porque tem todo o glamour envolvido com a celebração, e o fato de essas festas estarem cada vez mais inovadoras, temáticas, sofisticadas.

Grandes chèfs são contratados para os mais requintados buffets e os rótulos são escolhidos com base na indicação de sommeliers renomados.

Estão por todas as cidades, do Oiapoque ao Chuí. Viajar essa época do ano também não é barato.

Réveillon – Planejamento

Realizar festas, sem planejamento, pode não sair nada barato. E viagens a praias paradisíacas, ou ver a queima de fogos a bordo de um cruzeiro, igualmente.

Entretanto, tem muita gente por aí, que não só tem fugido dessas grandes festas, como quer apenas estar reunida com os mais próximos, longe das agitadas baladas, dos fabulosos destinos, apenas procurando opções mais em conta para passar o ano sem esvaziar o bolso.

Veja algumas dicas.

Réveillon com muito dinheiro no bolso e saúde!

Bom, seja qual for a sua opção, o planejamento é realmente essencial para que a sua noite de Réveillon seja divertida e econômica.

Para os que não abrem mão do agito, às vezes, festas menores, ou até os shows locais, com entrada franca, promovidos em várias cidades podem ser a saída.

Nessas ocasiões, é possível a cada um comprar a bebida e a comida na quantidade do seu consumo e gastar menos.

E quanto mais perto de casa, melhor, pois assim o valor do táxi na volta, para os que não abrem mão do espumante, fica menor.

E de repente dá até para voltar a pé! Com a economia, é possível caprichar no visual para a festa.

Uma outra dica, principalmente para os casais, são noites intimistas, nostálgicas, a dois.

Pode ser em casa, com velas, aromas, massagem e jantar, comemorando a meia noite com um beijo, namorando.

Também pode-se pensar em revisitar aquele café em que se conheceram, ou ir ao restaurante favorito dos dois, em que nem sempre grandes festas são promovidas.

Vale até um belo passeio pelo parque em que se conheceram, dar uma bela caminhada, e se reconectar com quem você ama!

Pode ser uma noite para relembrar bons momentos, e certamente será uma noite feliz! Reunir poucos amigos íntimos também é uma boa dica.

Primeiro, porque cada um pode colaborar com algum item para a celebração, levando um prato e bebidas de sua preferência.

Daí, basta uma decoração singela, uma mesa bem-posta e escolha de qual serão os hits que animarão a festa.

Réveillon com muito dinheiro no bolso e saúde!

Agora, quem não pode, ou não quer gastar dinheiro exclusivamente com o Réveillon, viagens em cima da hora, sem planejamento com antecedência, são praticamente inviáveis.

Isso porque, como as vagas já estão reduzidas, a concorrência aumenta, e o que não é assim tão barato fica mais caro ainda.

Se ainda assim, realmente é a sua opção, acesse os aplicativos e sites de viagens, pois eles sempre apresentam, inclusive, desde o meio do ano, levantamentos com os destinos mais baratos para passar o ano novo e também com os preços de passagens e hotéis para os destinos mais desejados para passar a virada, no Brasil e no exterior.

Aqui, um dos destinos mais baratos é São Paulo, que tem uma grande festa na tradicional Avenida Paulista com shows, queima de fogos e os preços das hospedagens são uns dos mais em conta em todo país.

Na América do Sul, Santiago, Montevidéu, e Buenos Aires, capital do Chile, Uruguai e Argentina, por não terem grandes tradições com a festa, apresentam preços mais modestos, e a noite pode ser mais tranquila.

Entre os roteiros mais buscados pelos brasileiros para o Réveillon, recomenda-se não apostar num dos mais caros destinos, Nova Iorque.

Essa época do ano as temperaturas podem chegar abaixo de 0o C., e o local onde a maior festa é realizada, a Time Square, fica intransitável, e o que era para ser uma comemoração pode ser uma noite de chateação.

Dieta e festas de fim de ano: como lidar?

Redação Cultura Alternativa