SAIBA COMO EVITAR A DESIDRATAÇÃO DE IDOSOS

SAIBA COMO EVITAR A DESIDRATAÇÃO DE IDOSOS

Saiba como evitar a desidratação de idosos

A desidratação é um dos problemas que mais afetam os idosos, gerando um grave risco para a saúde deles.

A ingestão de líquidos regularmente auxilia na reposição da água perdida, mas em muitos casos – especialmente quando esse grupo de adultos já está debilitado – o ideal é que a alimentação e a hidratação sejam feitas com base na dieta enteral, que vamos conhecer mais profundamente neste post.

Leia também – Musicalização para idosos, é possível aprender um instrumento na terceira idade 

O que é a desidratação?

A desidratação acontece quando o corpo não tem tanto líquido dentro das células e vasos sanguíneos como deveria.

Normalmente, as células do corpo humano recebem fluidos constantemente, por meio da ingestão dos alimentos e líquidos, e perde fluido através da micção, da sudorese e outras funções corporais. Mas, quando o corpo perde mais fluido do que absorve, consequentemente ficamos desidratados.

SAIBA COMO EVITAR A DESIDRATAÇÃO DE IDOSOS

Adultos mais velhos correm maior risco de desidratação:

À medida que um indivíduo envelhece, seu metabolismo torna-se menos capaz de protegê-lo da perda de líquidos. Além disso, com a idade avançada, os idosos passam a ter menos sede, ao passo em que possuem menos controle da micção, o que os fazem urinar mais vezes durante o dia.

desidratação é um processo silencioso, cujos sinais só aparecem quando a doença já em estágio crítico, ocasionando sintomas como: vômito, tontura, diarreia, confusão mental, fadiga, taquicardia, perda de peso, boca e pele secas.

SAIBA COMO EVITAR A DESIDRATAÇÃO DE IDOSOS

Como a dieta enteral pode auxiliar na hidratação dos idosos:

Quando os idosos estão acamados e bastante debilitados para se alimentarem normalmente, a solução é a adotar a dieta enteral, na qual recebem alimento líquido por meio de um tubo ou de uma sonda flexível. A sonda pode ser nasogástrica (introduzida pelo nariz e posicionada no estômago) ou nasoentérica (posicionada no intestino delgado).

Com a nutrição enteral, o idosos recebe todos os nutrientes de que necessita diariamente, incluindo as vitaminas, minerais, gorduras, carboidratos, proteínas e água.

🅢🅞🅑🅡🅔 🅞 🅐🅢🅢🅤🅝🅣🅞

Longevidade: o que fazer para ter uma vida mais longa?

Terceira idade e tecnologia

Idosos em casa, cuidados necessários