Sarau Psicodélico no Parque da Cidade – Entrevista Exclusiva com Cida Sann

Sarau Psicodélico no Parque da Cidade – Entrevista Exclusiva com Cida Sann

Há tempos atrás fomos convidados por Cida Sann para um Sarau em Pirenopólis. Tentamos fazer uma entrevista via telefone, o skype nos dá gratuidade para telefones fixos, e ela só tem celular. Recebemos uma nova divulgação. Neste sábado, 16 de maio, a partir das 17 no estacionamento 13 do Parque da Cidade ela fará um novo sarau. Enviamos a entrevista via email para que ela respondesse.

Quem é Cida Sann? Qual a sua formação na arte e cultura?

Cida Sann – Sou candanga amo Brasilia sou mentora e produtora do Sarau Psicodélico projeto com bandas de rock autorais e poesia também sou  agitadora Cultural autodidata em tudo que  faço  assumidamente apaixonada por tudo que é demais  inusitado sou uma pessoa excêntrica ás vezes  mais muito intensa .

Você vem sendo produtora de diversos Saraus. Há apoio, porque você resolveu promover Saraus?

Cida Sann – Apoio sim dos meus amigos que participam dele gratuitamente da minha filha que me ama me da o som para o projeto e por Amor mesmo  ja que desde adolescente amava poesia e rock in roll era um sonho fiz essa junção que sempre achei perfeita  só isso ,é como se eu tivesse predestinada a tal coisa kkkkkkk.

Num país cujo o índice de leitura cai a cada dia segundo veículos diversos de comunicação, um Sarau vale a pena?

Cida Sann – Sempre vale querido até porquê ali o publico  há diversidade em cada cidadão presente é uma forma de tornar algo tão ludico em histórias  também, e porque  não ? ao ler um poema logo se abre grandes barreiras e mundos diferentes .

E a mídia tradicional divulga Saraus. Quando falo da mídia tradicional, falo do Correio Braziliense, Jornal de Brasília, Rede Globo e etc?

Cida Sann – Olha não tenho o que reclamar o Correio Brasiliense é um dos jornais que mais me deram matérias no decorrer da minha trajetória o sarau tem 12 anos de existência completados esse ano uma vez ganhei uma página inteira   só para mim  nem acreditei quando abri o jornal nesse dia kkkkkkkkkk  Rede Globo nunca deu o Jornal de Brasilia também nunca até mandei o material para eles uma vez e nada de interesse no assunto agora o facebook sim tenho meus seguideores fiéis a mídia camuflada que eu falo praticamente cada um tem sua página e acessa quem quizer é bem legal é mais livre eu acho .

E você, quando declama, recita ou fala sua poesia, utiliza alguma técnica?

Cida Sann – Uso sim a técnica do coração  kkkkkkkk é verdade fico muito emocionada quando subo no meu palco mesmo tendo anos de sarau ,tento passar isso para elas dando vida as minhas palavras chego a lembrar ás vezes a hora exata em que escrevi tal texto de saber que as pessoas estão ali houvindo meu sonho que era assumir meu lado poeta tão esperado desde novinha , escrevo em vários lugares por ai em alguns  momentos  da vida geralmente em um quarto da minha casa  em pousadas da chapada na rua mesmo em parks que são meus lugares prediletos para chegar no ápce dos meus sentimentos  transforma- los em poesia  ali na hora .

Quem faz a curadoria destes Saraus e qual o critério de escolha?

Cida Sann – A curadoria do projeto é minha eu mesma faço o critérios de escolha dos artistas com muita calma conversando pensando neles também ,dai parte o convite democraticamente feito , observo  originalidade o lado autoral da coisa faço questão absoluta disso no caso as bandas os poetas eles são convidados á partir do momento ali ja faço a agenda harmonizando cada artista no seu tempo de palco mais sempre misturando várias coisas ja que o sarau é muito dinãmico  escuto  tal banda suas canções leio tal poesia  me coloco no lugar como se fosse o publico ali assistindo  ja não sou Cida a responsável do sarau entende ?  Sou alguém que esta vendo contemplando  a arte de cada um no sentido do prazer mesmo cada sarau tem um tema um cuidado  uma energia claro  jamais faria um projeto por fazer  nunca nessa vida sem tesão não há solução sempre digo isso kkkk

Quais são seus planos para este ano na área da arte e cultura?

Cida Sann – Esse ano como ja estou fazendo desde o começo  de 2013 é continuar levando o Sarau Psicodélico para a Chapada  dos Veadeiros lugar aonde  foi  importantissimo para mim foi lá que cresceu á partir de 2001  essa vontade enorme de finalmente colocar  em prática minha obra meus objetivos de fazer um projeto coletivo juntando vários artistas e finalmente  conseguir, o sarau é intinerante e vai continuar alçando outros patamares  estamos quase com data fechada em São Paulo aonde pretendemos chegar até lá levando tudo aquilo que nos interessa eu as bandas os poetas que é arte visceral feita a punho , aqui na cidade de Brasilia pretendo fazer projetos  em Brasilia mesmo pelos parks ja que sou amante da natureza  em algumas cidades talvez não sei ao certo procuro não pensar muito nisso deixo acontecer acho mais gostoso mais prazeroso essa liberdade de escolha mais o matinho me puxa adoro kkkkkkkkkkkkkkkk

Dá para conciliar a atividade de mãe, companheira e artista?

Cida Sann -Dá sim meus filhos estudam á tarde pela manhã dou uma passada de olho no facebook rapidamente em seguida eles acordam ai vem a maratona almoço escolinha deles dever de casa ,toda atenção devida mãe é mãe meu marido é parte do sarau psicodélico o Torvaxx  ele ama rock como eu, faz questão de me ajudar no que for preciso faz  faculdade trabalha mais também me ajuda á noite ao chegar  e namorar tem e  deve ter  esse momento para  o parceiro  se não adeus Tudo Amor e por ai vai o meu tempo de escrever é á noite gosto de pintar meu cenário  nesse horário,  me sinto mais calma as crinças dormem  é o momento relachante para mim .

Alguma coisa ficou pendente que gostaria de colocar nesta entrevista e eu não perguntei?

Cida Sann – Não acho que resumimos bem ,falei até demais o sarau é minha paixão querido e não é momentãnea te garanto meu muito  obrigado pela a en trevista a cena Cultural agradece .

Anand Rao

Editor do Portal Cultura Alternativa