Setor de Livros - LIVROS IMPRESSO OU DIGITAL - SITE CULTURA ALTERNATIVA

Setor de Livros – Desempenho menor, mas vê aumento na bibliodiversidade

Setor de Livros

Painel do Varejo de Livros no Brasil: abril tem desempenho menor, mas vê aumento na bibliodiversidade

Pesquisa da Nielsen BookScan divulgada pelo SNEL apresentou, neste quarto período, crescimento de 3,12% no faturamento graças ao aumento do preço médio do livro; no acumulado do ano, crescimento no valor é de 7,56%

Setor de Livros

Depois de um período positivo impulsionado pelas promoções da Semana do Consumidor em março, o 4º Painel do Varejo de Livros no Brasil, referente ao período de 25 de março a 21 de abril de 2024, não apresentou o mesmo desempenho, mas continua com números crescentes.

A pesquisa é realizada pela Nielsen Book e divulgada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livro (SNEL).

Em comparação com o mesmo período do ano anterior, o faturamento cresceu 3,12%, chegando a R$ 170,3 milhões, contra R$ 165,15 milhões em 2023. O resultado se dá graças ao preço médio, que subiu 14,38%, com um desconto médio menor em 5,70 p.p. em relação ao ano anterior.

Outro fator positivo que vale ser ressaltado é a bibliodiversidade de livros comercializados, que continua crescente, sendo 4,56% superior ao mesmo período do ano passado. No entanto, o volume de livros foi 9,84% menor, totalizando 3,28 milhões, em comparação com os 3,64 milhões de 2023.

“A boa notícia vem do aumento da bibliodiversidade: as editoras continuam apostando em novidades, em novos títulos, o que demonstra a disposição do setor para enfrentar as quedas nas vendas”, explicou o presidente do SNEL, Dante Cid.

Livros para Geração Z - Cultura Alternativa

Setor de Livros

2023 x 2024

No acumulado do ano o ritmo é um pouco menor: segue positivo em faturamento e negativo em volume.

Do início do ano até 21 de abril de 2024, foram vendidos 16,76 milhões de livros, contra 17,53 milhões no ano anterior: uma queda de 4,43%.

Já em relação ao faturamento, o varejo acumula vendas de R$ 898,66 milhões em 2024 contra R$ 835,50 vistos em 2023, o que significa um aumento de 7,56%. A alta no preço médio no período também se reflete no acumulado e segue com uma variação positiva de 12,55%, chegando ao valor de R$ 53,61.

Mais uma vez, o fator a ser comemorado pelo setor é a quantidade de ISBNs movimentadas em 2024. A alta é de 4,27%, alcançando 254.917 ISBNs este ano contra os 244.468 vistos no acumulado de 2023.

“Vemos o preço médio aumentar e o desconto diminuir, mas uma lupa no TOP 500 mais vendidos ilustra ainda mais esse fenômeno, com preço médio 20,96% maior e desconto médio 6,44pp menor”, comenta Ismael Borges, Country Manager do BookScan Brasil.

Clique aqui para conferir o Painel na íntegra.

Informações da Publisnews

Cultura Alternativa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *