Tendências para a educação em 2022

Tendências para a educação - Cultura Alternativa

Tendências para a educação em 2022

A pandemia, impactou profundamente o setor educacional e o trabalho dos responsáveis pela gestão escolar.

Primeiro, foi necessário fazer uma migração emergencial para o ensino remoto, adequando estratégias, rotinas e currículos.

Depois, na medida do possível, os encontros presenciais foram retomados aos poucos, exigindo nova adaptação.

Agora, muitas escolas estão trabalhando em regime híbrido, mas ainda precisam lidar com várias questões em aberto: o ensino totalmente presencial. 

Como planejar o próximo ciclo letivo? Que novos desafios a gestão escolar encontrarão em 2022?

Tendências para a educação em 2022

Abaixo, cito as principais tendências educacionais para o próximo ano.

1. Investimento

As tecnologias móveis foram adotadas, em grande volume, por escolas de todo o mundo.

No entanto, sem o desenvolvimento continuado dos educadores, sem a integração efetiva na prática pedagógica e sem a implementação adequada, pode trazer disfunções ao projeto das escolas.

Com o cenário evidente, as escolas devem se apoiar em empresas especializadas, para que o investimento em tecnologia seja revertido em respostas e retorno de investimento.

2. Implementação de metodologias

O ensino remoto exigiu que escolas e educadores adaptassem os processos de ensino e aprendizagem ou que adotassem novas estratégias para engajar os estudantes.

As metodologias ativas, como o ensino híbrido, a aprendizagem baseada em projetos, e a gamificação poderão contribuir com um melhor contexto e superar os desafios do retorno às atividades presenciais.

Educadores bem-preparados para implementar as diferentes metodologias vão apoiar a escola a ter sucesso na educação pós-pandemia.

Tendências para a educação em 2022

3. Personalização no processo de aprendizagem

Estudantes aprendem do seu próprio jeito e têm preferências e necessidades únicas.

Respeitar as diferenças e utilizar tecnologias para apoiar as necessidades é um grande passo para melhorar os processos de ensino. O iPad, por exemplo, tem tecnologias assistivas de maneira nativa e permite imediatamente que as escolas apoiem os estudantes no processo de implementação das novas tecnologias, sem a necessidade de instalação de software e custos adicionais.

A personalização do processo de aprendizagem é uma tendência forte, levando em consideração grande acesso a recursos cada vez mais pessoais.

4. Desenvolvimento

Desenvolver um estudante que é capaz de pensar de maneira crítica, ser criativo e resolver problemas complexos é um dos grandes objetivos das escolas inovadoras para o futuro.

Essas habilidades podem ser desenvolvidas dentro da escola, com o uso de recursos e tecnologias. Por meio da orientação de educadores, que podem apoiar no alcance destes objetivos, essas habilidades serão fundamentais para o profissional do futuro.

Tornar o estudante protagonista, permite que ele desenvolva diferentes habilidades, esteja mais engajado e absorva mais conhecimentos.

De acordo com o relatório desenvolvido pelo Instituto Gallup (2019), 75% dos educadores afirmam que os estudantes aprendem melhor quando eles podem se expressar, ou seja, promover o protagonismo e a autonomia.

A inclusão dos alunos nos processos de ensino tem um efeito transformador na maneira como os alunos interagem com o conteúdo.

*Por Guilherme Camargo, CEO da Sejunta

*Guilherme Camargo é CEO da Sejunta, startup que criada para transformar escolas com metodologias integradas com tecnologias Apple para educação

BRASIL | EDUCAÇÃO | educação à distância
ⓈⓄⒷⓇⒺ Ⓞ ⒶⓈⓈⓊⓃⓉⓄ