Vale dos Vinhedos

Vale dos Vinhedos - Cultura Alternativa

Vale dos Vinhedos por Claudia Dias

Período da viagem entre 01 e 13.11.2021, optando por reserva de hotel em Porto Alegre no primeiro e no último dia, devido aos horários de voo, além do valor das diárias de hotel em Porto Alegre ser mais em conta que na região do Vale dos Vinhedos.

Bento Gonçalves fica aproximadamente a 120 km de Porto Alegre, mas dependendo do trânsito a viagem pode durar até duas horas entre um destino e outro.

Dependendo do horário dos voos é melhor ir direto para o Vale dos Vinhedos, pois é muito mais agradável, principalmente se ficar hospedado na região.

Existem várias opções de hospedagem e em nosso caso, eu e minha prima, optamos por ir direto para o hotel Spa do Vinho, o que foi maravilhoso, ficamos encantadas.

Após avaliar as diversas opções de transfer entre Porto Alegre e a região do Vale dos Vinhedos, decidimos contratar um transfer particular e foi a melhor decisão.

Encontramos um blog no link abaixo que nos deu ótimas dicas, diversas opções de transfer, nomes e telefones de contato, o que nos permitiu fazer uma pesquisa de preço para o transfer entre as cidades e para os passeios e visitas às vinícolas, o que é cobrado por diária.

Antes de decidir pelo tipo de transporte, fizemos o roteiro de visitação às vinícolas, com base em pesquisas realizadas pela internet e indicação de pessoas de nosso meio que já conheciam a região.

Inicialmente, listamos as vinícolas que gostaríamos de ir e depois fomos adequando a agenda de acordo com o tipo de tour e horários oferecidos pelas vinícolas, e claro, faltou tempo para irmos em todas que gostaríamos.

Após fechar toda agenda de visitação, escolhemos uma pessoa para o transfer e fechamos os preços por dia e região dos passeios.

Da lista de pessoas informadas no citado blog, diante da indicação e dos preços, decidimos contratar o Sr Jacob Blume, um Senhor pontual, educado, atencioso, prestativo, bem informado, veículo espaçoso e limpo. 

Após contratá-lo, passamos nosso roteiro, com locais, datas e horários, o que foi muito importante para que pudéssemos nos organizar, e assim, tudo correu super bem, deu tudo certo, com tranquilidade, sem estresses, foi uma viagem maravilhosa.

Ter contratado uma pessoa com veículo próprio, nos proporcionou um passeio bem agradável, seguro e proveitoso, pudemos curtir sem preocupar em dirigir e encontrar os locais, caso tivéssemos alugado um carro, e além do custo com combustível a internet nem sempre funcionava no interior para o caso de uso de Gps, ou seja, estaríamos perdidas e perderíamos os compromissos nas vinícolas, seria um estresse, a viagem não teria sido tão boa.

E assim começa nosso tour pelo Vale dos Vinhedos.

De 02 a 05.11.21 – Nos hospedamos no Hotel Spa do Vinho, lindo, maravilhoso, decoração belíssima, quartos confortáveis, atendimento excepcional de todos funcionários. Tem um setor exclusivo para o spa, onde todos tratamentos são feitos com produtos à base de uvas, possui cadeiras para relaxar e uma piscina aquecida em área coberta e fechada, uma varanda com vista para os vinhedos, com atendimento de bar.

De todos os lados há vista para os vinhedos. Tem um restaurante, chamado Esplanada, todo aberto, envolto com galhos e folhas de videiras, um charme, com uma vista belíssima para os vinhedos, de onde pode-se apreciar um por do sol maravilhoso, podendo optar pelo sunset e harmonização, que servem espumante e vinhos de acordo com a mudança das cores do por do sol e uma tábua de frios.

Nas noites frias são ligadas as lareiras, ofertadas mantas para se aquecer, além das mantas com pele de ovelhas nas cadeiras.

Fizemos uma caminhada matinal pelos vinhedos da região até a divisa com Garibaldi, acompanhadas de um profissional do Spa do Vinho que nos contou toda história da existência do Hotel, antes chamado de Vale Europa, além de histórias de outras vinícolas e produtores de uvas.

Durante o período de hospedagem no hotel Spa do Vinho, visitamos algumas vinícolas que ficam bem próximas, nem necessitando de carro para deslocamento.

A vinícola Miolo fica em frente ao Spa do Vinho, ao lado da Miolo fica a Lídio Carraro e um pouco mais à frente fica a Vinícola Cave de Pedra.

Homem ao lado de árvore  Descrição gerada automaticamente
Pessoas sentadas ao redor de uma mesa de restaurante  Descrição gerada automaticamente

Dia 03.11.21Vinícola Lídio Carraro – somente degustação, em sala refrigerada. bons vinhos, cujo envelhecimento não passa por barricas de carvalho. Na loja, além dos vinhos, tem geleias, azeites, biscoitos e souvenires. Não compramos vinhos porque já temos um fornecedor em Brasília.

Participamos da Degustação Elevado – Experiência com degustação orientada de 9 rótulos: 6 das linhas Premium e 3 exemplares selecionados de guarda ao custo de R$120,00 por pessoa.

A experiência contempla degustação orientada, com atendimento personalizado e explanação da história e filosofia de trabalho da Lidio Carraro.

Pessoa segurando garrafa de bebida na mesa  Descrição gerada automaticamente
Uma imagem contendo ao ar livre, edifício, tijolo, calçada  Descrição gerada automaticamente

Dia 04.11.21Vinícola Cave de Pedra – Feita em pedra com torres de castelo, com vista para os vinhedos e para o Spa do Vinho. Fizemos um tour pela cave, com degustação, que acontece durante o percurso onde são servidas 05 amostras entre vinhos e espumantes pelo valor de R$ 50,00 por pessoa.

Edifício de pedra  Descrição gerada automaticamente com confiança média
Mulher sentada em frente a janela  Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

Dia 05.11.21Passeio de balão pelo Vale dos Vale dos Vinhedos. Maravilhoso, sereno, com uma brisa gostosa, paisagem linda, lindo amanhecer.

A saída para o passeio ocorreu às 5h da manhã. Segundo o piloto, o horário é mais favorável por causa dos ventos, além de amenizar o forte calor por causa do fogo do maçarico utilizado para injetar ar quente no balão.

Os passeios ocorrem ao amanhecer ou no horário do por do sol, que seria a nossa preferência, mas não quisemos perder a oportunidade de ir neste passeio mesmo sendo ao amanhecer.

O nosso piloto foi o Giovani que é excelente, com bastante experiência, o que tornou o passeio muito seguro, inclusive ao pousar, que ocorre onde o vento leva, mas ele conseguiu direcionar para uma das propriedades já de costume, em Garibaldi, bem longe de onde decolamos. A equipe de terra possui uma van que pega e leva as pessoas de volta ao hotel.

Fizemos algumas pesquisas e mantivemos contato com bastante antecedência, até mesmo antes de viajar, aguardando formar um grupo para fazer o passeio com a Trip Balonismo, pois o passeio para apenas duas pessoas é muito caro – R$ 2.900,00, sendo em grupo o valor por pessoa é de R$ 790,00.

Balão de ar quente no céu  Descrição gerada automaticamente

Dia 05.11.21Vinícola Luiz Argenta 

Almoçamos no Clô restaurante, com uma bela vista para os vinhedos – comida deliciosa, gastronomia impecável, linda apresentação, muita técnica com vários ingredientes.

Participamos da Cave experience, que ocorre apenas às sextas e sábados às 15:30 – tour guiado pela vinícola, com um enólogo, e ao final tem a visitação e degustação às cegas, numa bela mesa, na cave abaixo do solo onde tem uma grande rocha, que deixa a temperatura por volta dos 15 graus naturalmente, para armazenamento dos vinhos em barricas, e proporciona uma excelente experiência com degustação de excelentes vinhos e espumantes.

O valor foi de R$ 180,00 por pessoa, a mais cara, mas recebemos de brinde uma taça belíssima design italiano exclusivo. As garrafas dos vinhos Luiz Argenta são belíssimas, cujo design é italiano.

Tanto para o restaurante como para a vinícola é necessário agendamento. 

Uma imagem contendo edifício, no interior, barril, mesa  Descrição gerada automaticamente
Mulher ao lado de barril  Descrição gerada automaticamente com confiança média

Quando da organização do cronograma de visitação às vinícolas e almoço nos restaurantes é necessário contato para fazer os agendamentos, quando for o caso, pois em geral nas vinícolas menores não há necessidade de agendamento, caso haja disponibilidade.

Para algumas vinícolas, dependendo do tipo de visitação e degustação há horários específicos, geralmente um horário pela manhã e um horário pela tarde.

Como organizamos tudo e fizemos contato com todas as vinícolas com antecedência, deu tudo certo com nosso roteiro e cronograma, dentro do esperado, sem estresses.

Dia 06.11.21Vinícola Viapiana 

Bela surpresa – fizemos um tour guiado e um curso na vinícola com a enóloga, filha do proprietário, incluindo a degustaçao ao final do curso, pelo valor de R$ 107,00, sem o curso o valor é R$ 80,00. 

Almoçamos no restaurante Trattoria Gazoldo, na vinícola. A comida é deliciosa, gastronomia impecável, linda apresentação, muita técnica com vários ingredientes, preço excelente.

Muito cuidado na produção dos vinhos, bons vinhos.

Pessoas na rua em frente a casa  Descrição gerada automaticamente com confiança média
Uma imagem contendo no interior, mesa, homem, velho  Descrição gerada automaticamente

Período da tarde

Vinícola Família Bebber – Bela apresentação da loja, numa linda casinha, onde fizemos a degustação de espumante e vinhos, e um vinho branco muito exótico, com aromas de arruda, maracujá e goiaba.

Bons vinhos, compramos o Cabernet Franc e o Bah (Touriga Nacional com Tannat) – a ideia do rótulo é Bbbah que vinho! A vinícola fica bem próxima da vinícola Viapiana. 

Todas as vinícolas entregam na cidade de destino com baixo valor de frete, sendo em Brasília entre R$ 41,00 e 43,00, à exceção da Casa Valduga que cobrou R$ 106,00, mas o preço dos vinhos estavam valendo à pena em relação aos preços nos mercados e lojas em Brasília.

Uma imagem contendo no interior, cheio, mesa, balcão  Descrição gerada automaticamente
Edifício de tijolos  Descrição gerada automaticamente com confiança média

Dia 07.11.21Vinícola Don Giovanni – em Pinto Bandeira.

Fica em um dos pontos mais altos da região perto de Bento Gonçalves, 750 mts de altitude. Lindo caminho, que além dos vinhedos, tem muito pêssego, mirtilo e ameixa na região. 

Segundo informado pela enóloga, quase 90% da produção da vinícola é de espumantes. 

Participamos da degustação premium, 06 rótulos no valor de R$ 95,00, e almoçamos no restaurante Nature, na vinícola, onde tem um belo gramado sob as árvores para curtir e fazer piquenique. A comida é boa e tem bom preço. Também precisa de agendamento.

Pessoas sentadas ao redor de uma mesa  Descrição gerada automaticamente


Antes do almoço ainda foi possível ir até a Vinícola Valmarino, que fica bem próxima da Don Giovanni – A degustação dos vinhos é à escolha do visitante, onde é apresentada a carta de vinhos e respectivas características. Degustamos vinhos deliciosos, dois dos melhores, da linha premium, por R$ 20,00. 

Jardim com mesa e cadeiras  Descrição gerada automaticamente
Mulher sentada em um jardim  Descrição gerada automaticamente

Período da tarde


Vinícola Cave Geisse – É linda, tem um belo jardim (open Lounge), com vinhos e espumantes, finger foods e boa música para curtir sem pressa. Participamos  do tour guiado, história e processo de produção, e degustação premium com harmonização, pelo valor de R$ 100,00 por pessoa.

Toda produção da vinícola é de espumantes. Além dos espumantes, degustamos um vinho tinto que veio do Chile, pois o proprietário, Sr. Mario Geisse, produz espumantes no Brasil e vinhos no Chile

Pessoas em frente a casa de madeira  Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

Dia 08.11.21 

Pela manhã – Caminho de Pedras

Vinícola Garbo Enologia criativa – A degustação acontece na loja, numa simpática casa de madeira, sendo 06 rótulos à escolha do cliente por R$ 60,00.
Escolhemos o Vinho Alicante em guarda por 10 meses em barrica de whiskey
Riesling com guarda em barril de acácia,  Merlot com Sauvignon Blanc, que ficou muito bom e Tannat com marselan, que ficou bem interessante, além de outros rótulos. São vinhos interessantes.

Casa com parede de tijolos  Descrição gerada automaticamente

Passamos pela trattoria Casa Ângelo, linda construção, bela vista para os vinhedos, mas estava fechada.

Nesse caminho, que é bem bonito e agradável, passamos na casa da erva mate, na casa das ovelhas, vinícola Salvatti e almoçamos no restaurante Nona Ludia, uma casa de pedra e comida tradicional italiana, bem gostosa.

As construções desse caminho são feitas de pedras, além dos pequenos muros de pedras, por isto o nome “Caminho de Pedras”.

Casa com jardim na frente  Descrição gerada automaticamente
Casa com jardim na frente  Descrição gerada automaticamente
Jardim com cerca de madeira  Descrição gerada automaticamente

Período da tarde

Visita à Casa Madelustre – fábrica de vidros muranos e lustres em Garibaldi. 

Vinícola Peterlongo – Como já estávamos em Garibaldi, resolvemos ir à vinícola e conseguirmos pegar um tour guiado com degustação, incluindo duas champagnes, pelo valor de R$ 60,00, sendo a única vinícola brasileira que conseguiu permissão para chamar tais espumantes de champagne. Foi uma bela surpresa, pois a vinícola está bem melhor, ampliada, bem bonita e bem agradável.

Texto  Descrição gerada automaticamente com confiança média

Loja da Tramontina – fizemos uma visita à loja da fábrica e algumas aquisições, mas verificamos que os produtos de casa e cozinha foram reduzidos e colocados muito produtos de varanda, como mesas, banquetas, churrasqueiras, e ferramentas em geral.

Dia 09.11.21de volta ao Vale dos Vinhedos

Pela manhã

Vinícola Capoani – visita à loja, que é linda e degustação de 6 rótulos, por 80,00. Bons vinhos, que podem ser adquiridos pelo site e em nosso caso, compramos de um representante em Brasília com bons preços.

Pessoas na frente de uma árvore  Descrição gerada automaticamente com confiança média
Mesa com cadeiras  Descrição gerada automaticamente com confiança média

No caminho, visitamos uma loja de produtos de couros na região, com roupas belíssimas, masculinas e femininas, bolsas e sapatos, chamada Couros do Valleh.

Vinícola Marco Luigi – Linda vinícola, com paredes cheias de folhagens e um gazebo com o teto cheio de flores. Participamos do tour guiado e degustação de 6 rótulos com harmonização de queijos e pão recheado, por R$ 140,00 por pessoa.

A enóloga lançou o desafio de ter o melhor vinho Marselan da região, uma uva que promete e está sendo muito cultivada na região, e realmente me surpreendeu devido ao corte que amenizou os aromas e sabor de groselha.

Casa com jardim na frente  Descrição gerada automaticamente
Casa com jardim  Descrição gerada automaticamente

Período da tarde

Almoçamos no restaurante da Casa Madeira, local muito agradável e comida gostosa. Visitamos a loja dos produtos Casa Madeira que possui preços bem inferiores aos preços em Brasília.

Vinícola AlmaÚnica – Bela vinícola, rodeada por vinhedos com uma bela entrada, onde participamos do tour guiado e degustação de 06 rótulos, por R$ 80,00. A vinícola foi criada por dois irmãos gêmeos, Magda e Márcio Brandelli, cuja história começou pela paixão do pai em 1887, quando chegou ao Brasil.

Assim como na Almaúnica, vimos em todas as vinícolas históricas muita paixão, dedicação e cuidado da videira à garrafa.

Foi admirável ouvir as histórias de toda trajetória para chegarem até esse momento para fazerem vinhos e melhorar a qualidade cada vez mais.

Homem em frente a casa  Descrição gerada automaticamente
Barril de madeira empilhados  Descrição gerada automaticamente com confiança média

De 10 a 12.11.21Pousada e vinícola Casa Valduga – Linda, belo complexo, quartos confortáveis, construções de pedras e tem uma das caves mais bonitas que vimos, é bem ampla, com vários ambientes e um deles com uma belíssima iluminação onde ficam as barricas e música gregoriana o tempo todo, o que dá um ar surpreendente e encantador, é simplesmente maravilhosa. 

Todo teto dos ambientes da Casa Valduga e as paredes desta adega especial têm uma “gramatura” com galhos das videiras que foram colocados quando o cimento ou gesso estavam molhados deixando suas marcas, galhos e folhas.

É uma vinícola que também possui uma bela história para chegar até aqui.

Em 2005, para homenagear os 130 anos da chegada da família Valduga ao Brasil, elaborou o espumante Brut 130. Em 2016 foram lançadas as versões Blanc de Blanc e Blanc de Noir. Espumantes que receberam várias premiações.

Em um dos espaços da Casa Valduga, no Wine Bar, há ambiente fechado e aberto, sendo um deles debaixo das parreiras centenárias, plantadas pelo fundador da vinícola, Sr Luiz Valduga, patriarca da família.

Ambiente maravilhoso para curtir um bom vinho e comer coisas deliciosas, inclusive uma tábua de brusquetas, sendo uma de geleia de rosas vermelhas com creme de queijo gorgonzola, maravilhosa.

O restaurante Maria Valduga é muito bonito e elegante, com cardápio típico italiano e servido em sequência, entradas, pratos principais e sobremesa, como ocorre em vários restaurantes da região.  


Dia 11.11.21 – Pela manhã, participamos de um Curso, tour e degustação na Casa Valduga, com duração de 4 horas.

Almoçamos no restaurante Maria Valduga e fizemos compras na loja de vinhos e espumantes para entrega em Brasília, pois os preços estavam bem melhores do que em Brasília. 

Na Casa Valduga, como em outras vinícolas, há produtos de beleza elaborados com óleos de sementes de uvas, como cremes, maquiagem, desodorantes, etc.

Pessoas andando na calçada com grama  Descrição gerada automaticamente
Uma imagem contendo edifício, no interior, mulher, mesa  Descrição gerada automaticamente
Pessoas sentadas ao redor de uma árvore  Descrição gerada automaticamente

Período da tarde

Fomos andar pela região e passamos por uma casa de artesanatos bem simpática, visitamos a vinícola Larentis, que possui parreiras e estrutura para degustar e participar de piqueniques, mas não fizemos degustação na vinícola, pois necessitava de agendamento antecipado.

Cozinha com balcão  Descrição gerada automaticamente com confiança baixa
Menina pulando na grama  Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

Nosso destino foi o Jardim Leopoldina, que é bonito e agradável, música em toda área, final de tarde, e claro tomamos umas das várias cervejas Leopoldina, que estava muito gostosa. 

Dia 12.11.21 – Vinícola Dom Cândido – visitamos a loja e fizemos degustação de 6 rótulos ao valor de R$ 60,00.

Esta também é uma das vinícolas que compramos os vinhos de um fornecedor em Brasília.


Almoco no restaurante Videiras, que fica no complexo da Dom Cândido, lindo e gostoso, com um tradicional cardápio de sequência italiana, bem gostoso também.

Casa com jardim na frente  Descrição gerada automaticamente
Pessoas no balcão  Descrição gerada automaticamente com confiança média

E assim, finaliza o nosso maravilhoso passeio pela região do Vale dos Vinhedos com vontade de voltar e vivenciar a época das colheitas, que oferece uma nova experiência ao turista, além do desejo de visitar mais algumas vinícolas de nossa lista de preferência, dentre outras. 

Claudia Dias | DESTINOS | Enogastronomia | Gastronomia | Rio Grande do Sul | TURISMO | Vale dos Vinhedos | VIAJAR
Saiba mais sobre as viagens da Claudia Dias pelo mundo